Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Desafio 52 semanas: Semana 6

E não é que o tempo passa a correr, senhores... Já vamos na 6ª semana do desafio... E eu continuo a dar graças estar a participar neste desafio. Obriga-me a escrever pelo menos uma vez por semana aqui no blog o que me faz reflectir que deveria fazê-lo mais vezes e não só uma vez por semana. Tenho de me desafiar!

Então esta semana temos o seguinte: Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super herói seriam... - A ver o que sai daqui... Cá vai:

1. Poder viajar no tempo: Aqui estou eu no meu computador a ouvir Bruce Springsteen, no seu mais que fabuloso álbum Born in the U.S.A, e a pensar que às vezes gostava de voltar lá atrás, voltar a ter 11 anos, voltar ao ano em que este álbum foi lançado. Rever pessoas que já partiram (a minha querida avó, vá as minhas duas queridas avós, não quero que elas, estejam onde estiverem, se zanguem. Ainda bem que não referi nomes, assim ficam sempre na dúvida de qual foi a avó que eu referi em primeiro... Vá agora já se estão a rir. Beijos, avós!), rever pessoas que, pelas mais variadas circunstâncias da vida, perdi o contacto, estar um bocado sem preocupações, apenas a ser criança e poder dizer a essa criança que não se preocupasse... Evitava uma data de coisas, como bombas nucleares, criminosos no poder (Hitler e outros que tais...), escravatura, evitava que xenófobos, homofóbicos e todos os preconceituosos em geral tivessem hipótese de botar discurso e influenciar as mentes influenciáveis deste mundo... Em caminho arranjava um país inteiro só para eles morarem e deixarem o mundo em paz!... Aproveitava para ver uns concertos de The Doors, Queen, Janis Joplin, The Beatles... e por aí fora...

2. O poder da bicha solitária: Que era basicamente poder comer tudo o que gosto e me apetece e não engordar!... Ahhhhhhh!!!! Que sonho!!... Wake up, Marquesa!! Volta à vida real... aquela vida em que tudo o que é bom e sabe bem engorda e faz mal à saúdinha.... Fónix! Que injustiça, caraças!

3. Uma varinha mágica: Uma varinha que bastava abanar, só um pouco para não cansar, e a casa ficava arrumada, a roupa lavada, passada e comida feita... Se não for uma varinha pode ser um botão... Ou uma pessoa que o possa fazer por mim, também serve... Um dia, um dia eu vou ter uma pessoa a quem eu vou pagar para tratar da minha casa e da minha comidinha... Até lá... Não queiram saber, bale?... Vá, next;

4. Pós mágicos para acabar com o sofrimento em geral... pessoas, animais e do planeta. É assustador o que se passa neste planeta e que todos parecem ignorar. A quantidade de plástico que produzimos, as florestas que exterminamos, os mares que destruímos, os animais que matamos... Agimos como se fossemos só nós no mundo e não somos, nem somos melhores nem superiores, somos apenas mais uns que a quem foi dado o privilégio de partilhar um planeta fantástico auto-sustentável, com seres magníficos. Não temos o direito de o destruir. Isto entristece-me bastante.

5. O teletransporte, pois está claro! Haverá lá coisa melhor do que viajar sem ter de fazer a viagem?... Sem ter de estar horas confinado a um tubo metálico voador, que pode esbardalhar-se a qualquer momento, finando-nos assim sem nos dar tempo para nos despedirmos em condições?... Não há! Claro que não! Poder estar apanhar uma seca descomunal numa qualquer festa e podermo-nos escapulir sem que ninguém dê por isso e voltar apenas para soprar as velas e fingir que estivemos sempre lá. Ou ir de Lisboa ao Porto em meio segundo e dois décimos?... Amigos, o teletransporte já! E a máquina do tempo também... O resto faz-se pelo caminho, ora vejam: Exterminamos as bestas (sim, sem meias palavras) assassinas do nosso planeta, das pessoas, animais... vá, assassinos no geral. Se eu tivesse estes super-poderes, era rica e arranjava logo quem me tratasse da casa. Uma bicha solitária seria facilmente subornada para vir para aqui viver e eu poder comer tudo e mais alguma coisa e ficar elegantérrima.... Está feito! 

E é isto, agora fico à espera de saber onde posso eu ir adquirir os meus super-poderes....


13 comentários

Comentar post