Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Os meus vizinhos são melhores do que os vossos #7

Ora bem... a fasquia elevou de tal maneira que nem que se torçam todos, nem que façam uma petição intergaláctica, nem que consigam que o mundo gire ao contrário jamais vão conseguir ter uns vizinhos comósmeus, caneco! Até eu, sim, leram bem, até eu fiquei impressionada... de tal maneira que nem consegui fotografar... fiquei em choque e estou até hoje sem saber o que pensar...

Sexta-feira, chegam à sua garagem (comum ao prédio, sem boxes nem nada do género) os senhores Marqueses de Marvila, nós mesmos!, a família aristocrática mais importante do mundo, quiçá de toda a Marvila!... chegamos, estacionamos, eu saio do carro, começo a inspeccionar todo o arsenal que existe no lugar de garagem dos meus vizinhos... arsenal talvez nem seja bem o termo... aquilo é mais um ecossistema? Uma javardice?... aquilo acumula cómodas, brinquedos, uns 3 sacos de comida para coelhos (ou lá o que é aquilo!), objectos vários de difícil identificação, mesa sem tampo, caixas com cenas que nem quero imaginar, livros, restos de brinquedos, muitas vezes comida (como já tive oportunidade de relatar), já lá vi pão, tangerinas e feijão verde (oh que raio era aquilo), azeitonas, vinho e cerveja (quem me segue no Instagram já sabe disto, quem não me segue é um ovo podre!)... bem, começo a inspeccionar a cena que aquela malta acumula na garagem... e ouço um barulho!...

- Qué isto, caneco?
- Fui eu! - diz o Marquês!...
- Hummmm..... - Marquesa de rabo para o ar, de cócoras (olha que palavra fofinha... cutchi!), e... outro barulho...
- Ai, caneco! Esta malta tem 2 (sim, 2) caixas com patos na garagem! 
- Oh pá, não tem nada! Fui eu que fiz o barulho!... - insiste o Marquês!...
- Fónix! Estou-te a dizer! Anda cá ver, masé... então eu não estou a ver os patos! E estão vivos e fazem barulho!

Pronto! É isto! Passadas umas horas os patos já não estavam na garagem... isto está a elevar-se de tal maneira que não sei o que encontrarei da próxima vez... um burro? Uma vaca? Um leão? Um ornitorrinco? A avó embalsamada?... estou com receio!...  Medo, talvez seja a palavra mais correta! Medo!!! Muito medo!!

Guardem o vosso chispe fedorento para vossemecês, bale?

E aquelas pessoas que, chiques que só elas, descalçam a sapatonga (estas pessoas não usam sapatos e muito menos sapatinhos... mesmo que calcem o 35 e andem com os mais chiques Louboutin... se é que me entendem...) e espetam o belo do chispe na cadeira da frente?!...

Estas pessoas podem vestir um fato Chanel ou um fato de serapilheira das Confecções Rotónu, calçar um Gucci ou o chinelo da avó, usar uma Louis Vouitton ou um saco do Continente a fazer de pochete, tanto faz... podem ter até ter unhas com verniz de gel, catota de chulé, pés imaculados ou tão imundos que será preciso uma rebarbadora para desincrustar... vistam elas o que vestirem, o cocó é o mesmo... e o chulé também!... pessoas que acham que os outros têm mesmo que levar com o seu chispe!... caneco! Que falta de nível, pessoas! Que brejeirice!!! Não há Chanel que vos safe, pessoas. Nada! Nem nível têm para os Louboutin, nem para os chinelos de plástico a tresandar a petróleo (capazes de derreterem em dias mais quentes e ficarem para todo o sempre colados ao vosso pé... e aí nem a rebarbadora vos safa, chiça!)... sois pessoas sem nível! Sem classe!... e extremamente mal-educadas e arrogantes... coitadas! Só a arrogância considera que é fixe enfiar o chispe mal-cheiroso (não pessoas, o vosso chispe não cheira bem... temos pena!) e cheio de catota entre os dedos na cadeira da frente (esteja ou não gente lá sentada... não está agora, mas há-de estar, bale? E a malta não tem de se sentar em cima dos resquícios de chulé que vocês largaram para lá!).

Sim, eu vi uma madame toda empiriquitada (apesar de não estar de amarelo!...) descalçar os seus stilettos, numa reunião num hotel chique em plena zona nobre de Lisboa, com uma série de pessoas (eu incluída), e botar os seus chispes em cima da cadeira da frente! Bléeeeaaachhhhhh!!!! Canojo!!!! 

Não façam isso, pessoas! Não façam! Tenham algum nível de educação, basta que seja um milímetro acima da de um babuíno, ok?... é suficiente!

Grata!

 

E se eu me metesse na droga?!...

Hoje venho aqui desabafar uma questão mesmo muito delicada!... por isso, pessoas fofas, não minervem, bale?...

Como vocês muito bem sabem eu sou ovo-lacto-vegetariana (mais ovo do que lacto, para ser honesta)... dispenso a conversa do "então e a proteína?" e o caneco porque já somos todos crescidos e, como devem calcular, eu sei bem a quantidade de proteína que boto para dentro do meu bucho (eu-também-não-vos-melgo-com-a-quantidade-de-colesterol-que-ingerem, pois não?... nem vos digo que cada cigarro que fumam é mais uma manchinha no vosso pulmãozinho - sim, era para vos enervar com os diminutivos-, pois não?... então não me aborreçam, está bem?!... óptimo!).

Agora que já esclarecemos um ponto fracturante sobre a minha opção (atentem na conjugação destas duas belas palavras!... foquem-se bem! Cada vez que quiserem opinar sobre as opções de um vegetariano lembrem-se delas, bale?!) de não comer carne e peixe, vamos ao que interessa.

Eu estou quase a falecer, pessoas!!!! Quase!!!! - Eh, pá!... não se brinca com isso, Marquesa! - Pronto, talvez esta expressão não tenha sido a mais adequada, mas é comomessinto, caneco!!

Cada vez que vou ao senhor doutor, essa pessoa do demo, tenho que cortar merdas cenas que gosto de comer!... eu não como carne e peixe mas não é para ser saudávelzinha, ok?... eu não sou do team comidadubém, ou lá o que é!... nada disso! Eu adoro cenas várias, tais como chocolate, gelados, queijos (esse demónio que não me deixa ser 100% vegetariana... sim, eu sei que disse que como mais ovos do que lácteos... mas sem os ovos eu passo bem. Não me macem, caneco!!!), vinho, cerveja, etc... (leiam o etc como toda a bodeguice que se possa ingerir sem nos matar - logo, pelo menos! - e que não faz nojo - tipo cocó, xixi ou vomitado...).

Ora, eu adoro petiscos! Gosto por amor de petiscos, esplanadas, vinho branco e/ou cerveja!... A minha opção de petiscos, já de si reduzida por não comer peixe (Essencialmente! Os meus petiscos favoritos vêm do mar), ficou a modos que nula após esta última ida ao dótore (raisparta!). Acho que vou entrar em depressão!...

Esta merda toda aliada ao facto de que tenho de perder peso, resta-me beber água!... água com gelo, a fingir que é gelado (e eu detesto água fresca!), água com limão (a fingir que são ameijoas à bulhão pato , oh caraças! - Eu sei que não como ameijoas por opção!...), água com água (a fingir que é água!)... Ah! A boa notícia (há sempre uma, não é?) é que para além de água também posso respirar!!! Yeaaahhhh!!! Vou viver a água e ar!!!

Acho que só me resta meter-me na droga!  O dótore não me disse que eu não me podia meter na droga! 

Alguém em ajude, oh catano!!!

Lúcifer é um santinho!!!

Então fofinhinhos, estão bonzinhos? Como têm passadozinho os meus queridinhos leitorezinhos?...

Sabem aquelas pessoas que falam sempre com diminutivos, sabem?!... que são assim mega-fofinhinhas?... cheiinhas de melzinho e vozinha baixinha e docinha, sabem?! S-A-B-E-M ou não, catano?!... sim?! Boa!!!... são pessoas capazes de me pôr à beira da apoplexia (tive uma professora de inglês no secundário que dizia que nós a púnhamos à beira da apoplexia e era por muito menos... nós nem falávamos com diminutivos, nem nada!... fraquinha é o que é!), a ter de sacar das gotas e emborcar um frasco inteiro, virar costas e fugir dali o mais rápido possível, sob pena de em vez das gotas sacar da arma... e depois era sanguezinho por todo o ladinho... uma chaticezinha!!! 

Quem, pessoas, quem é que disse a esta gente que é fofinho falar com diminutivozinhos?!?... 

Há uns anos, a veterinária dos nossos cães falava assim... Ahhhhhh!!!!! Era preciso toda uma mentalização para levar o cãozinho e a cadelinha à doutorazinha para levaram a vacinazinha... ela perguntava qual a raçãozinha que o cãozinho comia, media-lhes a temperaturazinha com o termómetrozinho no rabinho, aqui os cãezinhos ficavam nervosinhos e mostravam-lhe os dentinhos... e ela ainda lhes punha uma pipetazinha, para as pulguinhas e carracinhas, no lombinho.... e eu tinha de ser reanimada entretanto, a espumar pela boquinha e a espernear que nem uma enlouquecidazinha...

Não se deixem enganar, meus caros, isto são demónios disfarçados de pessoas fofinhas para vos levarem à loucura, à insanidade em menos de nada! São profissionais ao nível da demonização... gente capaz de fazer Lúcifer parecer um menino do coro. Diz, eu não sou má língua, mas diz que Lúcifer se reformou da sua actividade de Diabo quando encarou uma pessoa destas! Básicamente desistiu, atirou a toalha ao chão, entregou as credenciais e a carteira profissional... por isso pessoas, quando pensarem em fazer diabruras, lembrem-se que no inferno, à vossa espera não está o Diabo mas estas criaturas demoníacas... Portem-se bem, mazé!!

Bem-vindos ao meu palácio novo!

Bem-vindos ao meu novo palácio!!!!!!! Está tão lindo!!! 

Captura de ecrã 2019-05-30, às 15.11.31.png

A Gaffe, a mais talentosa da Internet (não estou nada a exagerar... ou acham que só os famosos são talentosos?!...) fez-me uma casa nova! Yeaaahhhh!!!!! A Gaffe, não é só talentosa ao nível do design, nada disso! Ela escreve maravilhosamente, tem uma forma de abordar os temas mais fracturantes (e os outros também) deliciosa e muito característica. Ide até lá se não querem ficar conhecidos em toda a Internet como Nhécos... Os Nhécos são aqueles para os quais não há uma adjectivo digno de os descrever, ficam ali entre um ovo podre e um xoninhas, estão a ver?... e vocês não querem isso para a vossa imaculada reputação, pois não?... bem me parecia!!... então corram, catano! Ide lá ler a Gaffe de uma ponta à outra, cliquem em seguir (não dói, garanto-vos, que eu já o fiz.) e deliciem-se... preparem-se para rir muito também!

O meu palácio novo está lindo, não está?!

Agora, cada vez que entrarem vão ver-me em modo Camafeu... mas que isto fique só entre nós e por aqui, bale?!... vocês não me quererão ver/ouvir/ler irada porque vosmecês se atreveram a chamar-me Camafeu, certo?!... àláver!...

Agora é que este espaço está um verdadeiro palácio real, o palácio mai'lindo de Marvila e arredores! Até tenho um brasão e tudo!! Ai que emoção! O Brasão da Marquesa de Marvila!... ai caneco, agora que esta casa já tem Brasão de Armas, Título Real e um verdadeiro Palácio ninguém me agarra!!!!! Hoje até já levantei o rabo do sofá, e logo vou iniciar o exercício que o dótore mandou com uma caminhada apressada (se me virem não se apoquentem que não estou a fugir de ninguém, bale? Estou só a andar um pouco mais rápido do que uma tartaruga, sim?!)! Viva eu!!!! Agora é que ninguém me agarra!

Bem-vindos ao meu palácio novo!!!... já vos tinha dito isto?!...

Os médicos são ruins!

Fónix pá, que hoje a manhã foi dura, caneco! Foi quase como levar com um pano encharcado nas trombas para ver se acordo mas com um ferro lá embrulhado, estão a ver?...

Fui ao dótore! Já não ia lá desde Dezembro... sim, pessoas giras, eu sei que já lá devia ter ido antes... que já devia ter feito as análises... ups!... sim, ainda não as fiz, catano!... mas pronto! Lá fui, contente e a rir... mentira! Acordei de madrugada e tive de estar no médico a estas obscenas horas: 8:45h... sendo que para lá chegar de carro são 45 minutos e ainda foi preciso largar as duas aspirantes na escola... ninguém merece!... quer dizer, eu, pelos vistos, mereço!... adiante...

Fui ao dótore!... - ah e tal, as análises, caneco?!?... - e eu... ups.... não fiz! Ah e tal, tem de fazer e blá, blá, blá, e coiso e tal, e borboletas, e fadas, e purpurinas, e análises... Ok! Já sei!!! Da próxima faço e trago as análises, catano!

Bem, não tinha as análises mas fiz lá um exame para ver o estado geral do meu organismo... claro que daqui nunca vêm boas notícias, num é?!?... já devia saber e estar preparada para isso, mas eu sou ingénua e acho sempre que vai ser espectacular e coiso, sóquenão!!!!! Então, Marquesa, estás pior é?!..., nem pior nem melhor, mas ainda mais grave... atentem, vocês atentem e digam lá o que hei-de fazer à minha vidinha:

- Não posso comer queijo!!!!!  Nem beber vinho!!!!.... 

Oh caraças, o que será de mim, senhores?!?!...

Mas é só isso, Marquesa?!... Não, catano!!!! Não é!!!! Já estou a ficar nervosa dos nervos... tenho de fazer exercício físico todos os dias!... - Ahhhhh!!!! Mas isso tu já sabias! O dótore já te tinha dito!... - Raisvosparta, masé! E um pouco de empatia para comigo, não?!... não tarda, não tarda, sem vinho, sem queijo e a começar a fazer desporto transformo esta chafarica num blogue fitness... depois não se queixem, bale?! 

Também vou ter algumas alterações de medicação, para além da alimentação e aquela-cena-de-mexer-o-esqueleto, exercício físico, ou o que raio é isso... fónix, pá!!! Estão a ver porquê que eu não gosto de ir ao médico, estão?!?... a malta vai lá, paga e ainda é assim tratada, chiça!

Quando saí do dótore onde fui eu?!... adivinhem!... não digo! Têm de adivinhar!... não sejam preguiçosos!... eu sei que o dia já vai longo e metade dos neurónios já entraram em falência depois de um dia de trabalho, que já só pensam no jantar e na Netflix que vos aguardar... errrrr... ah! espera, essa sou eu!... bem, já que insistem e eu não quero que vos falte nada (sou uma joia de moça, já vos tinha dito! Um doce, é o que eu sou!), eu digo-vos onde fui: à minha dótora psicóloga... vocês estão fartos de saber que eu, para além de uma auto-imune tenho uma falhinha (ou ao contrário, não sei bem!) e tenho de ir à psicóloga. Se eu não fosse à psicóloga vocês sabem lá o que teriam de aturar.... nem eu! Nem queiram saber, é o que é!

A dótora psicóloga é outra que uma pessoa paga e ela em vez de dizer: - Vá lá para casa encher-se de chocolates, alapar o rabo no sofá a ver Netflix até não sobrarem mais séries para ver, dormir como se disso dependesse a paz no mundo! -  Não! Nada disso! Outra, a quem uma pessoa paga para ela dizer: - Dores?!... Sono?!... Cansaço extremo?!... contrariar! Dói, mas faz com dores mesmo... tem sono mas vai com sono mesmo... Ah! E não se esqueça de mexer o rabo e começar o tal exercício físico que o dótore recomendou e que está há pra lá de uma vida para começar!... - É assim que se trata uma Marquesa, catano?... só por causa disso para a semana estou lá batida outra vez, pumbas!!! Só para chatear!... é mentira! Quer dizer, eu vou lá todas as semanas e para a próxima não será excepção, mas a dótora tem toda a razão... caneco! Isto é que chateia um indivíduo! Oh menos ela não tivesse razão!... mas tem! Ela acha que eu estou a ficar com uma cena, cujo nome referiu mas eu não fixei (too much for me... eu bloqueio quando me falam em levantar o rabo do sofá ou da cama!) e como tal tenho de contrariar...

Portantus, amanhã vou levantar-me cedinho, como todos os dias, mas não vou voltar para a caminha mais tarde nem alapar o rabo no sofá... vou para a rua trabalhar!...  Estou nervosa! Extremamente nervosa! Estou bastante sensível e... irascível, talvez!... não minervem!!!!!

Mas os dótores têm razão (raios!!!!) e se eu começar a fazer isto não só não me estou a entregar à doença (coisa que eu nunca quis fazer) como estou a criar condições para melhorar, como estou a pôr a minha vida a andar! Yeahhhhhhh!!!!!!  Mas aviso já que vou fazer isto tudo, tudo, mas extremamente contrariada! Para que fique registado! 

Ide lá votar, masé!

Atãomazatão, afinal das contas quem é que vai votar no Domingo?... Hummm?!...

Eu cá vou! Tenho o maior respeito pelo direito ao voto! Faz-me uma confusão tremenda que haja quem sequer pondere não votar... verdade! Ter a liberdade de voto como algo garantido é assustador... ter uma voz, poder assumir uma posição, poder escolher é um direito que foi conquistado após anos e anos de árdua luta, de sangue e mortos, e nós, em pleno Séc. XXI, consideramos que é algo tão certo como o ar para respirar (já nem este é certo, e por escolhas políticas deixadas ao acaso nas mãos de outros que não nós)... que podemos desperdiçar, que é melhor ir para a praia, ficar em casa, ir ao cinema, ir para o raio que vos parta, masé! O dia é longo, podem ir para a praia, ir ao cinema, ficar nos sofá a coçar a micose e mesmo assim conseguem ir votar!

Tenho dificuldade em ter qualquer tipo de consideração por quem escolhe não votar! A sério! E eu sou pessoa que gosta sempre de se colocar nos sapatos do outro, de entender a sua perspectiva, mas... escolher não ir votar?!... não consigo compreender, não consigo respeitar tal escolha! Porque é somente preguiça, ou pior, ignorância! 

Aquela conversa do: Votar para quê? Não vale de nada!... a sério, pessoas?!?!... acreditam mesmo nisso?... se a resposta a esta pergunta for sim, ide de volta para a escola primária aprender tudo de novo... sabem lá vocês o que é "não valer de nada"... não ter voto na matéria... dão tudo como garantido, têm preguiça intelectual, moral e cívica! O sol em demasia faz mal, pessoas! Só isso explica a vossa inércia... isso e a falta de neurónios em condições, também pode ser esse o caso.

Na grande maioria das vezes são estas mesmas pessoas, as que não votam porque sim, que estão nos cafés, nas festas de aniversário dos amigos, na noite de Natal e o catano, a chagar a cabeça aos demais com reclamações sobre quem nos governa... mas quando chega a hora de se pronunciarem, "Ah!... não vale a pena! Vou para a praia masé!", e ainda conseguem acrescentar (eu já ouvi isto! É certo que aquela pessoa possui apenas 2 neurónios dos quais não usufrui), "a culpa de haver abstenção é do governo... não deviam marcar eleições para dias de calor!"... what?!?!... oh pessoas ignorantes.... quem marca eleições nem sequer é o governo, e as eleições têm datas e prazos para serem marcadas, não é quando a meteorologia permite ou quando vos dá jeito! Eu disse que o sol a mais faz mal, eu disse! E a falta de leitura também... e de cultura... e... paremos por aqui senão eu não me calo e depois arranjo inimigos!... mais dos que já conquistei com este texto até aqui!

Votar não serve para dar tachos a quem nos governa, mas sim retirá-los; Votar não serve para eleger sempre os mesmos, mas sim para os tirar de lá; Votar não serve para a malta passar uma bela tarde de Domingo, mas sim para exercer um dos seus direitos mais fundamentais.

Depois ainda temos os outros, aqueles que vão votar mas orgulhosamente votam em branco! Acham que estão a tomar uma posição! Não estão, pessoas! Não estão! O voto em branco em Portugal é um voto nulo, não conta para nada, é o mesmo que não meter lá os pés! Não há uma reflexão do tipo: "Ora temos 500.000 votos nulos!... eh pá, espera lá que esta malta está descontente connosco!"... nada disso! Temos 500.000 votos nulos, siga para bingo! Festeja a vitória quem tem de festejar e enfia a viola no saco quem nada tem para festejar (normalmente têm todos cenas para festejar! Mesmo que a sua contagem fique a negativo!... não há como os políticos para verem o copo meio cheio, oh catano! Mas esta é outra história!), e a vida prossegue! Ninguém, repito N-I-N-G-U-É-M quer saber dos vossos votos em branco! Lamento desiludir-vos! Sei que é duro saberem assim desta forma, mas vocês já são adultos e aguentam... é a vidinha!

Pensar é grátis, não dói e é tão mas tão útil... seria tão bom que todos praticassem o pensamento!...

Posto isto, ide lá votar e sem ser em branco, bale?... Boa!!

As séries e os erros... raisparta!

Andei a ver a série "How to get away with morder" sofregamente... adorei!!! Não descansei enquanto não a terminei! A Viola Davis é assim mesmo, mesmo, mesmo espectacular! Vale a pena ver a série!

Mas... há sempre um mas, certo? E como diz uma amiga, after "but" always comes shit!... dizia eu, mas... coméquépossiveltantoserrosortográficos nas legendas, senhores?!?!... como?!?!... para mim, a melhor série, o melhor filme, o melhor documentário fica imediatamente arruinado com os erros ortográficos das legendas!... erros atrás de erros... a aspirante mai'velha sugeriu que aquela malta usa o Google Translate para fazer legendas... mesmo assim não justifica os erros ortográficos! A má tradução, sim!, justifica mas os erros ortográficos nem assim são justificados!

Utilizar coisas como: "à 2 dias", "à 1 ano", "à 3 horas"... é mato! Não são capazes de ultrapassar este erro crasso e básico, ensinado aos miúdos na primária, caneco! Quando nos referimos ao tempo passado o "à" tem SEMPRE "h", é sempre do verbo haver, catano! É assim tão difícil?.... é "há 2 dias", "há 1 ano", "há 3 horas"... e este erro não aparece de vez em quando, aparece sempre, sempre, pessoas! Não é um erro de digitação, é ignorância, mesmo!

Outro: "está ali a traz"!!!.... o quê?!?!... escreva lá outra vez para ver se eu entendi.... traz do verbo trazer?!?... ou ali atrás (por de trás de qualquer coisa)... 

Depois temos o clássico facebookiano: "escreves-te" em vez de "escreveste", "choras-te" em vez de "choraste"... a sério?!?!... quando as minhas filhas andavam na primária ensinei-lhes um truque para perceberem a diferença entre um e outro... vá, agora vou fazer serviço público, a ver se os senhores da Netflix lêem: Se fizer sentido (para o sentido da frase) tirar o "te" e colocá-lo atrás do verbo, então é com hífen caso contrário é tudo junto!... De nada! Pode ainda ajudar colocar um "não antes do te", pode fazer mais sentido na frase. Isto é igual para o "disse-se"/"dissesse" e por aí fora...

Ainda conseguiram... e eu desmaiei, demorei a recuperar... por isso já não escrevia há - atentem no "h" - uns dias!... estava para ali desfalecida a um canto, catatónica, sem conseguir recompôr-me... escrever o verbo haver no plural sem ser como verbo auxiliar!... foi demais para a minha pessoa! Não se diz, nem escreve, "haviam lá muitas pessoas".... é "havia lá muitas pessoas". O verbo haver, vou reiterar para ver se entra, senhores da Netflix, só tem plural como verbo auxiliar, por exemplo: "Haviam corrido muitos metros"; "haviam feito muitas sobremesas"... 

Não compreendo como podem pessoas com escolaridade dar erros destes, a sério! Custa-me mesmo perceber... ou talvez não! Dado o estado em que anda o ensino do Português... em que se dá mais importância a decorar conceitos parvos tipo, "o que são orações", a sério?!... do que aos erros de escrita e fala. Em que se dá mais importância dar um nome à conjugação ou tempo verbal do que à leitura e do que ao saber utilizar os verbos! A aspirante mai'nova tem negativa a Português, tem dificuldade em decorar os conceitos todos, mas não dá erros a escrever nem a falar! Tem colegas com 5 a Português que dizem: "Há-dem" e escrevem "fizes-te"... prioridades!!!...

Bem, mas voltando aos erros e à série... a série é espectacular, e é nestas alturas que eu tenho pena que o meu inglês não esteja firme e hirto (como uma barra de ferro, já dizia o Professor Herrera) para não ter de levar com legendas que são um verdadeiro atentado a Camões! Quem for excelente a Inglês veja a série sem legendas, quem não for... boa sorte! Eu sobrevivi, com dificuldade, é certo, vocês também vão conseguir... ou então vamos enviar emails em barda para a Netflix, aquela m**da paga-se (aqui não é pagasse), o mínimo que se pede é rigor na legendagem... sem erros, pelo menos... é pedir muito?!?!

Quantos de nós conseguiriam falhar, insistir e continuar?

E este fim-de-semana lá fomos, a cantar e a rir por aí fora até à Maia!

Pois, pois... já não se lembram o que íamos fazer à Maia, num é verdade?!?!... Mas eu relembro-vos! Fomos apoiar a aspirante mai'nova no Campeonato Nacional de Ginástica Acrobática - 1ª Divisão... ah pois foi!....

Há muitos clubes em Portugal! Há alguns bons clubes em Portugal! Há 2 ou 3 de topo em Portugal e o Acroclube da Maia é um deles!... temos de lhes tirar o chapéu, sem dúvida! Não só têm atletas de topo, atletas de selecção, campeões europeus, vencedores de taças do mundo, como têm condições de treino para lá de excepcionais (a aspirante mai'nova já teve o privilégio de treinar no centro de treino deles com o seu clube... veio de lá maravilhada!). Mas não se ficam por aqui, são top na organização! O Campeonato Nacional estava super-bem organizado, com pódios espectaculares e interactivos, com as horas a serem cumpridas, o pavilhão tem umas condições brutais (já quando é o MIAC e a Taça do Mundo eles mostram o que valem ao nível da organização!)... só podiam era fazer um pouquinho menos de barulho quando os seus atletas entram no praticável... a pessoa pode ter uma paragem cardíaca com o susto e ficar surda com os decibéis... de resto, parabéns ao Acroclube da Maia!

Quanto à aspirante mai'nova, diz que foi a melhor viagem de sempre! Adorou! Divertiu-se à brava, riu, aprendeu, chorou... chorou muito! Mostrou-me uma força surpreendente (até para uma mãe que conhece a sua filha), uma garra que terá de servir de exemplo para todos nós, que a conhecemos e a vimos ao vivo e a cores. Ela estava com boas expectativas em relação a este campeonato! Afinal estava entre as melhores atletas de ginástica acrobática do país, no seu escalão... o grupo dela (ela faz parte de um trio) seria um dos últimos a passar no escalão dela, tinha uma grande possibilidade de ficar entre as primeiras, pelo menos de se qualificar para as Super-finais (é nas Super-finais que se compete para Campeão Nacional da modalidade. No Campeonato Nacional saem os Campeões de Equilíbrio e os Campeões de Dinâmico)... entra no praticável para o seu melhor exercício, o de Equilíbrio. No primeiro exercício falha (falhar em ginástica acrobática é não conseguir fazer a figura até ao fim... cai-se, desequilibra-se, etc...)! Está em cima de uma das bases, nas mãos dela (ao alto) a iniciar um pino e o rabo não sobe... desce! Desistiu?... Não!... Insistiu! Falhou de novo... teve uma penalização gigante no exercício. A penalização teria sido menor se tivesse desistido logo que viu que ia falhar, mas ela achou que conseguia, afinal, conseguiu sempre! Foi corajosa, brava, com garra! Em 7 anos de competição foi a primeira vez que falhou em prova! Mas continuou a prova até ao fim. Eu, sua mãezinha galinha, a ver que ela estava em esforço para não desatar a chorar em prova!... assim que terminou a prova, desfez-se e desatou a chorar! Quando chegou à zona do Kiss and Cry (onde os atletas esperam sentados, juntamente com os treinadores, pela sua nota) estava banhada em lágrimas (e o coração de uma mãe apertadinho... e uma mãe a querer saltar para o praticável para lhe dar colo e não poder), recebeu um abraço gigante da treinadora e o apoio das bases (que quando lhes pediu desculpa por ter falhado lhe responderam: - Não tens de pedir desculpa! Somos um grupo! Falhámos as 3!)... mas a nota foi miserável... a penalização foi muito grande e tirou-lhes qualquer esperança no apuramento! É que ela com aquela falha, falhou 2 figuras, o pino e o deslocado que faria a seguir. Apesar disso a nota de execução até foi boazita, mesmo com aquela falha... São as maiores, miúdas!!! E um orgulho enorme! 

Não sonham o orgulho que tive na mai'nova!... uma pirralha que falhando não desiste, vai lá, à luta! Com centenas de pessoas a olhar para ela, com o júri (que intimida, nos seus fatos formais, gravata incluída, pessoas sem expressão que estão ali a pontuar), com os colegas, com as adversárias... e ela lá, a dar tudo! Essa é a grande lição! Não desistir do que se gosta e do que se quer fazer!

À tarde tínhamos o exercício de dinâmico. Antes de entrar no praticável teve a sua linda cabecinha entre as mãos da treinadora (de uma delas, que ela tem mais do que um treinador. Mas esta é a principal), a dar-lhe força, a dar-lhe foco... sabíamos que este não é o seu melhor exercício. Tem um nível de dificuldade elevado e ela sempre foi melhor em equilíbrios. Entrou no praticável... olhei para ela e vi: Nervosa! Super-apreensiva!... ela que entra sempre focada, segura e desligada do que se passa à sua volta!... Quando entra, uma onda de apoio ouve-se naquele pavilhão: Nós, pais dos colegas dela de clube, pais das colegas dela do seu primeiro clube, os colegas dela, as ex-colegas dela... aplaudiam, assobiavam, gritavam, e o nome dela ouviu-se alto das bocas daquelas pessoas: - 'Bora lá miúda!!!!

Assim que fez o primeiro mortal, um sorriso instala-se naquela carinha laroca e descontrai!... Fizeram um exercício  impecável até ao fim. Tiveram uma excelente nota! Saíram felizes! A nota não deu para ir às Super-finais porque é a conjugação das duas notas e a da manhã tinha sido mesmo baixa. Se não tivesse falhado estaria, tranquilamente, nas Super-finais! Só os 6 primeiros grupos é que são apurados. Não faz mal! Para o ano há mais campeonato! 

Ah, agora está de férias, num é?!... esticar o corpinho ao sol, não treinar 3 horas e meia por dia.... pára tudo! Acordem, pessoas!!!! Esteve de férias na segunda-feira! E já voltou aos treinos! A primeira coisa que fez foi levantar o rabo para pino e repetir o exercício que falhou, mas numa versão ainda mais difícil. Conseguiu, claro! Até filmaram! Férias só em Agosto, pessoas! Até lá treinos diários e quando começarem as férias escolares começa o estágio... treinos bi-diários... ah, pois é!!!... ou achavam que é fácil fazer pinos equilibrada nas mãos de outra pessoa? E fazer ângulos para pino em cima das mãos (ou dos pés) de alguém?... férias, férias só em Agosto e com trabalho de casa... treinos caseiros todos os dias!

A ginástica continua a dar-lhe grandes lições! A ginástica continua a fazer dela uma pessoa melhor! A ginástica permite-lhe ter foco, traçar objectivos, trabalhar para os atingir, saber que nada se consegue sem dedicação, treino e perseverança! A ginástica ensina-a a trabalhar em equipa, a competir de forma saudável, a ser companheira, solidária... ensina-a a lidar com a frustração, com os erros, com as falhas! Quantos de nós conseguiriam falhar à frente de centenas de pessoas, insistir e continuar?... fica a pergunta para reflexão! 

Não me digam, peloamordasanta, que a escola é mais importante do que a ginástica, bale?

acro.jpg

 

São os maiores, caneco!!!

Ah e tal e coiso... fartas-te de falar das tuas desgraças com a tua amiga síndrome, e ora estás deitada ora estás estendida, ora tens a pele a escamar ora tens a pele com feridas de tanto coçar, ora pões colírio nojólhinhos ora vês tudo embaciado... já sabemos isso tudo mas e a malta que tem de viver contigo, coméqué?!?...

Pois, pessoas giras não é fácil!!! Eu vou falar por mim, como observadora do que eles (Marquês e Aspirantes... vá e Diaba - família mais cutchi-cutchi) passam. Não lhes perguntei nada! Até porque eles são fofinhos e vão dizer: - É tranquilo! O tramado é ver-te assim!... Já a Diaba adora que eu esteja estendida... ou deitada, também serve... é da maneira que passa o dia e noite na cama enroscada nas minhas pernas! Por isso, se perguntarmos à Diaba, ela é capaz de responder (eu compreendo a linguagem de cão, sim! Eu sou especial! Não minervem, caneco!): - Tá-se!!! - Ela é de poucas palavras e dada à superioridade! Devia ter nascido gato mas enganou-se no caminho e olha, saiu cão!... - C-a-d-e-l-a! (isto foi ela que gritou ali de cima do sofá!!!)

Mas, dizia eu, viver comigo não é fácil! Não é fácil ter de partilhar a vida com alguém que não sabe como vai acordar... sabe que vai acordar, pelo menos para já e nos próximos anos, já não é mau!... mas não sabe como!... energia é aquilo que menos abunda por aqui. E viver com alguém que pode passar, como na semana passada, dias inteiros na cama, não é fácil!

O Marquês faz, muitas vezes, o papel de tudo!... leva as aspirantes, busca as aspirantes, vai ao supermercado, trabalha... e eu ali, estendida, a ver séries, a dormir, a ler, como se fosse a rainha do Sabá... mas cheia de dores!... incapaz de me mexer... mas com um ar fofo e saudável! (e bonita, há que dizê-lo!)...

Fim-de-semana:
- Ah e tal, vamos passear?!...
- Sim vamos! - dizemos todos em coro... 1 hora depois, estou estendida no sofá... as aspirantes tristes por afinal não irmos dar uma volta, ou por termos ido mas a volta ter sido curta...

Olhar para as minhas filhas e ver nos olhos delas a tristeza de verem assim a mãe... deve ser tão difícil para elas, catano! 

- Fónix! Este texto está a ser mais difícil de escrever do que pensava - 

Quero ressalvar que nenhum deles está no papel de cuidador, esses têm certamente outros graus de dificuldade. Estou a referir-me à anormalidade que se tornou a vida cá em casa. Esta não é (bem vistas as coisas, nunca foi! Porque isto aqui é tudo maluco! Vocês isso já sabiam ) uma casa normal... mas dentro da parvoíce que reinava cá em casa, das nossas regras próprias, que muitas vezes não são entendidas pelos outros, reinava a normalidade. A nossa normalidade!... mas essa normalidade foi-se! Evaporou-se! Puffff!!!!

Muitas vezes reina o caos cá em casa! Não estou a exagerar. É mesmo verdade! Casa por limpar, por arrumar, coisas por comprar, material da escola levado à última da hora para a escola... enfim! Não lhes falta nada, é certo! Nada mesmo! Mas o caos instala-se! Ora porque o Marquês não consegue chegar a todo o lado e eu estou estendida ou deitada, ou porque a minha cabeça por vezes é habitada por um nevoeiro (faz parte da doença, mas felizmente, diz que não é degenerativo! Haja boas notícias, caneco!) e esqueço-me das cenas... de comprar, de levar, de tratar... uma merda, caraças!

Há tanta coisa que eles fazem, tanta coisa que aturam (mentira!... eu sou fácil de aturar... ....... ainda aí estão?!?... não?!?!... então posso dizer a verdade, já que ninguém está a ler: Não sou nada fácil de aturar, caneco! Já me aturo há 45 anos - Pronto! Faleci!!!!... 45?!?!?!.... bem, adiante! Façam de conta que não leram isto!... ah espera, ninguém está a ler!! Ufa!!! - e sei bem do que falo! Eu, às vezes, nem a mim me aturo, catano!... - Então, Marquesa, tens mau feitio, é? - perguntariam vocês se ainda estivessem a ler este texto. - Maijómenos... sou do signo Virgem com ascendente Virgem... quem percebe de astrologia sabe do que eu estou a falar... para quem não percebe: Eu às vezes nem a mim me aturo, caneco!!!

Sou picuinhas... Agora imaginem, com todas as vossas forças, uma picuinhas estendida na cama... se fosse comigo, só teria vontade de dizer: - Fónix, levem-na daqui! Larguem-na longe que é para ela não voltar!

Gosto das cenas à minha maneira... mas não as faço! Ou melhor, acho sempre que vou fazer melhor do que os outros e vai daí, às vezes, levanto-me para fazer... mas depois não faço e estendo-me outra vez... e a malta que me atura deve revirar osjólhinhos... eu cá revirava!... fónix! Chata du catano!

Perco a paciência facilmente... em parte pela síndrome (mudança de humor súbita), em parte porque sou exigente... e não gosto de ser exigente! Nada mesmo! Mas a síndrome nisto é f**d**i**da... as mudanças de humor súbitas são uma grande merda! (sim, escreve-se assim mesmo!)... também me costuma dar forte mas passa depressa, sosseguem! E não chego a ser agressiva, nem a morder, nem nada! Só dou uns berros pequenos... 

Haver imensas coisas para fazer, em casa e de trabalho, a vida que não avança como deveria, e eu ali estendida como se fosse rica (ahahahahahahhahahahahah!!!!!... eu ao nível da riqueza financeira - que tenho outras e muitas! - nem o "como se fosse" me safa, caneco!) à espera que o dinheiro entre no banco... isto é desesperante para mim mas principalmente para quem está à minha volta e também depende de mim! 

Tenho muitas sorte na família que me calhou, caneco! Mesmo! São os maiores!!!

E vocês, se conseguiram ler isto até ao fim e continuar a gostar de mim, também são os maiores, Camandro!!