Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Mostra lá a tua cara, masé!

Já houve quem me perguntasse o porquê de eu não me identificar... porquê que eu não mostro a minha bela face ao mundo? Porquê que eu não quero que o mundo saiba quem eu sou?...

Em primeiro lugar e para esclarecer já aqui isto tudo e não vos deixar na expectativa, eu não sou famosa! Nem na minha rua, caneco! Só mesmo dentro do meu palácio é que gozo de alguma fama, mas mesmo assim pouca e discutível... não sou figura pública, portanto! Sou um marquesa anónima, dentro do que uma marquesa consegue ser anónima, claro está!

Atão mazatão, porquê que não queres que te conheçam?... Porque depois não teria a mesma liberdade para escrever... vero! Eu trabalho com pessoas, tenho clientes e, para eles, eu sou uma pessoa séria... o que seria se os meus clientes lessem as parvoíces que para aqui escrevo?...

Também perderia a liberdade de escrita se a minha maltinha (família, principalmente!) soubesse o que escrevo...

Por isso, para já, é assim! Quando eu for, finalmente, famosa e ganhar milhões graças a este blog, já não importa nada e posso mostrar a minha bela face ao mundo! Mentira! Não é nada disso! Para já é assim, de futuro logo se vê, bale?

Atão mazatão, e quem é que sabe que tu tens um blogue?!... Atão, sabe o Marquês, as Aspirantes e uma amiga de uma das Aspirantes, que é uma-desbocada-e-não-soube-ficar-calada e contou à amiga!... por causa disso ficou a pão e água durante uma semana!

Nem os meus pais sabem, caneco! O meu pai, mesmo que eu lhe contasse não faria diferença, já que, para ele, eu saber escrever seria uma grande novidade!... é, o meu paizinho tem-me em muito boa conta! Acha que eu sou um génio espectacular, sóquenão!... a minha mãe, como sempre, anda ocupadíssima nos seus afazeres eu não a quero maçar com mais uma tarefa hercúlea de ter de ler um blogue!... blogue que ela iria adorar que eu tivesse e escrevesse, e iria partilhar e mostrar ao mundo, já que, para ela, tudo é fantástico e incrível (excepto as partes em que posso falar dela)... e depois todos ficariam a saber quem eu sou... mas, mais importante do que tudo, se os meus pais soubessem que eu tenho este blogue, este parágrafo não poderia ter sido escrito com a mesma liberdade!... ou melhor, não poderia ter sido escrito sob pena de termos de reunir a família, com a máxima urgência, que estaria sob a ameaça de bomba nuclear... não queremos isso! Não queremos bocados de família de Marqueses de Marvila espalhados pelo mundo... bléach!...

A modos que é isto! Quando eu achar que faz sentido, se um dia achar que faz sentido, eu mostro-vos a minha bela carinha laroca, bale? Para isso têm de me conseguir milhares de seguidores, parcerias, patrocinadores e o catano...  Ainda aí estão a fazer o quê?... corram, masé, a partilhar cumundo este belo blogue! 

Ou, pelo menos, mantenham-se aí... já fico contente! 

Branqueamento!... tema do dia!

Desafio Caixa de Lapis de Cor #11 - Branco

Ai, caneco... raisparta, raisparta eu!!!! Corri, corri e mesmo assim não cheguei a tempo.... os meus lacaios andam numa lazeira, não fazem nenhum e nem capazes foram de me dispensar dos meus afazeres, de dizer, Oh Marquesa, vá lá escrever para as 'ssoas que nós fazemos a cama, que nós vamos à reunião por si... nada!!! Uns calões!... assim, e com grande pena vossa (e minha, vá!), ontem não consegui cumprir com o meu compromisso e vir aqui botar letras, palavras e ideias geniais, em geral! Por isso, aqui estou eu, hoje, linda e fofa, como sempre, para botar faladura...

 

 

Ainda aí estão?!?!.... 

 

Boa!! Sois os maiores!!!

 

 

Ora que a cor desta semana é o branco que, como toda a gente sabe, não é uma cor mas sim a ausência da mesma, ou lá o que é!... a Aspirante mai'nova, e a mai'velha também, é que sabe deste assunto, eu não tenho vagar para me debruçar sobre reflexões filosóficas se o branco é cor ou ausência da mesma, se é a junção de todas as cores rodadas a alta velocidade, se é tudo e mais um carapau... n'quero saber, bale?... Boa!

Hoje falo-vos, sim, que eu ainda não comecei a botar faladura, de um tema bastante em voga esta semana, e na passada também, e na anterior... e no mês passado, e no ano passado... enfim... desde que me lembro de mim que é um tema bastante moderno... branqueamento!... pode ser de capitais, já que para a roupa branca temos a lixívia, claro que todos sabemos (os que não sabem, soubessem!) que a lixívia estraga a roupa e tal, mas hoje não há tempo, nem relva suficiente para estender a roupa a corar... que imagem bonita seria os lençóis e as toalhas todas estendidinhas ali pela relva da Alameda, ou no relvado de Alvalade... Lá que ficaria branquinha e catita para durar mais uma vida, ficaria. Mas cá pelo palácio não temos vagar, nem relvado e a criadagem, vocês já sabem, não se pode contar com ela para nada, e como tal temos a lixívia e quando a roupa estraçalha, vai para a caminha da Diaba, que aqui aproveita-se tudo!

Ah! Pois!... o branqueamento, não é?!!... vocês já me conhecem e eu distraio-me com a conversa e quando dou por isso prescreveu o tema... é o que acontece com o branqueamento de capitais aqui pelo nosso burgo!... é isso e corrupção, mas para este tema precisávamos de outra cor e estas já se esgotaram.... com pena minha!

Pois se leram até aqui para saberem como branquear capitais perderam o vosso tempo, não só não tenho capitais para branquear como, vocês sabem, não tenho vagar. Tivesse eu, ambos os dois (como diria o poeta!), e estava nas Maldivas a editar um livro sobre branqueamento dos mesmos para vocês irem lá ter comigo!... alguém tem de abanar a Vossa Marquesa, ir buscar cocktails e tirar as areias dos seus reais pés... odeio areia! Bléaaacchhhh!!! Mesmo a branca... apesar de esta ser menos má!

 

Neste desafio participo eu, Vossa Marquesa favorita, a Fátima, a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue,  José da Xã e o João-Afonso Machado.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada um, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;) - roubei este bocadinho à Fátima!!! Espero que não se importe! 

Não sejam uns merdas!....

Sempre me fez confusão, e vocês já vão sabendo disso, as pessoas que vivem para trabalhar. Pessoas que entranharam completamente o conceito social de que só são "alguém" se derem o litro, se suarem as estopinhas (adoro esta expressão), se sacrificarem tudo...

Lamento desiludir-vos, mas estais errados! Vós só sereis "alguém" quando fordes empáticos para com os semelhantes e todos os seres que habitam o planeta, e até para com o próprio planeta. Só quando conseguirem calçar os sapatos dos outros, usarem os seus óculos e sentirem as suas dores é que serão "alguém", até lá, por muito que labutem, que não durmam, que tenham as contas recheadas, não são ninguém, nem para vós próprios. Quando vejo pessoas assim sinto dó, pena e lamento muito por elas.

Já encontrei alguns espécimes destes ao longo da vida... mas hoje, para ilustrar o que vos escrevo (nada temam que não vou fazer um desenho!... eu poupo-vos aos meus traços...) vou-vos falar de uma pessoa que passou na minha vida.

Com essa pessoa trabalhei, ela era minha superior, e sim, era uma ela... que a maluqueira do trabalho não dá só aos homens. Eu consigo, hoje, sentir uma certa empatia por ela e com o que ela passou, apesar da pena... no início, escolheu não trabalhar e cuidar dos filhos a tempo inteiro, sustentada pelo marido que ganhava balúrdios... um dia bateu com a porta e resolveu ser "alguém"... largou tudo e foi trabalhar. O trabalhou tornou-se uma obsessão, ela queria fazer ver ao marido, e ao mundo em geral, que era capaz, e foi!... mas tornou-se uma godzilla do trabalho!... raisparta! Fez das tripas coração e nunca conquistou o nosso administrador... profissionalmente falando, que tudo que ela conseguiu foi com mérito e trabalho. Ela fez da minha vida um inferno, mas não era má para mim, apenas achava absurdo como é que eu não vivia o trabalho como ela... como é que eu não dormia com o trabalho debaixo da almofada... Eu que até tinha tantas capacidades a dar os mínimos, deserta por ir para casa, estar com os amigos, curtir a vida sem pensar no trabalho... ela não entendia isto!

No dia do meu casamento, ela conseguiu, após me dar os parabéns, começar todo um assunto sobre um cliente, trabalho, e blá-blá-blá, e coiso e tal... e eu... com cara de cu com diarreia, com o sorriso mais amarelo canário que encontrei, a abanar a cabecinha qual cão numa chapeleira de um bonito Ford Capri, quando o marido lhe disse, embaraçado (mas não grávido, só com vergonha mesmo!): Errrr.... se calhar já chega! Talvez ela hoje não esteja interessada em falar de trabalho!... contrariada, e amuando, lá se calou. Eu, mentalmente agradeci ao meu anjo, seu marido, e segui a minha vida, a brindar e a curtir a festa.

Mas a cereja no topo do bolo, para que vejam bem a insanidade daquela pessoa, foi no dia em que eu sofri um aborto espontâneo. Era a minha primeira gravidez, comecei a sangrar e com dores e fui parar ao hospital. Fiquei em repouso em casa uma semana, finda a qual a hemorragia aumentou e as dores também, lá fui de novo para o hospital, desta feita para ficar internada e proceder a uma curetagem (ide ver ao Google e parem de chamar raspagem a este acto médico, bale?... não minervem!), no dia seguinte tive alta e vim para casa. Foi-me dada baixa de 1 mês e aconselhada a consultar um psicólogo, levar uma vida leve e despreocupada durante esse tempo e a ir à minha médica uma semana depois para observação.

Nesse mesmo dia, quando chego a casa ela liga-me, para saber de mim...

- Então Marquesa, como estás?

- Errrr... cá estou, não é?

- Ok, ok... então e vais ficar em casa quanto tempo?

- Pois, não sei... tenho baixa para 1 mês mas aconselharam-me a fazer o que me apetecesse, a ter terapia e a ter cuidados... não sei... (eu estava a conversar a medo... confesso!).

- Olha, o melhor é vires trabalhar! (assim! De chofre! Sem aviso, sem anestesia! Trás!) Não há nada melhor do que recomeçar a vida, esquecer isso (isso?!?!), e ocupares a cabeça com outras coisas.... Hoje é Domingo, descansas e amanhã regressas, parece-te bem?

- hummm.... pois... não! Não me parece bem! Estou cheia de sangue, mal-disposta, em baixo psicologicamente... não me parece bem!

- Pois... então 1 semana! Se ficas nisso (nisso?!?!?) mais tempo nunca mais recuperas... o trabalho dá saúde e esqueces isso (isso?!?!?!... de novo) num instante...

Porra! Mas quem é que disse a esta alma que eu quero esquecer? Já se passaram 18 anos e ainda não esqueci, caneco!

Agora pergunto eu, onde e quando é que esta pessoa se tornou "alguém"? Ganha bem? Ganha! Trabalha no que gosta? Trabalha! Viaja pelo mundo? Confere! Fala não sei quantas línguas? Fala, pois! É independente? Completamente!... mas onde é que ela se esqueceu da humanidade?... em que banco de jardim, gaveta ou cofre a deixou?

Pessoas, entendam de uma vez, o que é bom para vocês não tem de ser bom para os outros e vocês não têm o direito de lhes escarrapachar na cara o que é ou não bom para eles, bale? Ao fazerem isso estão a ser uns merdas e a deixar aquela pessoa na merda!

Já não falo com esta pessoa há uns tempos, mas acreditem, após ter percebido que ela era tão infeliz que só o trabalho lhe dava felicidade, que a sua plenitude se media pela quantidade de dinheiro que tinha no banco, passei a sentir dó dela, passei a vê-la com os meus óculos da condescendência... até ficámos amigas a determinada altura.

Há vida para além do trabalho e, tal como a adição ao sexo, às drogas, à comida, ao jogo, etc., a adição ao trabalho deveria ser considerada uma doença. Mas isso implicava mexer com toda a estrutura social e capitalista! Fica para um futuro não tão próximo assim, infelizmente!

Sobre poesia...

Desafio Caixa de Lápis de Cor #11 - Castanho escuro e rico

Ora cá estamos, não é verdade?, para mais um dia de desafio da Caixa de Lápis de Cor...

Sou 'ssoa para ficar aqui a debitar assunto sério sobre tão nobre e importante cor, mas há uma coisa que me apoquenta... e ando há uma semana encanitada dos nervos por causa disso... a Fátima, que é uma querida, não se limita a desafiar-nos para a cor castanha... não! Isso é para meninos! Ela dixit "Castanho escuro e rico"... sabem lá vocês as coisas que já me passaram pela cabeça com esta cor de pormenor tão, tão... sei lá como vos dizer isto, tão escuro e ao mesmo tempo tão rico!...

Caneco, se eu gostasse de poesia fazia uma só sobre esta cor... Castanho Escuro e Rico!... que belo poema sairia daqui!... mas esqueçam, eu não gosto de poesia e muito menos de a escrever... até porque não tenho estudos suficientes para isso!... sou uma besta, eu sei! Insensível que só eu... quase a roçar o inculto... Pronto!!! Já basta!... já me chicoteei para um ano... a partir de agora vou dizer a verdade: Sou linda e maravilhosa, culta que só eu, de uma sensibilidade sem par... apenas não gosto de poesia... azarinho!... só em músicas! 

Apesar disto tudo, posso-vos dizer que, mesmo nunca tendo gostado de poesia, de não ser católica, nem de qualquer outra religião, fui a escolhida entre todas as crianças que andavam na catequese, dos mais crescidos aos mais pequenos, para ler um poema em plena missa!... coisa mai'linda!!! Foi ver a família toda em excursão para a igreja naquele dia, de lenços em punho, preparados para chorar... mentira! Eu não contei a ninguém!... só lá estavam os do costume mesmo!... mas era sempre igreja cheia aos Domingos de manhã. E pronto, assim passei ao lado de uma carreira digna e imponente na televisão, a fazer frente ao Vítor de Sousa. Acho que ele me devia agradecer pelo seu sucesso.

Posto isto, tenho que ir fazer o almoço... vocês estão a ler até aqui em ânsias que eu vos escreva sobre cocó, mas temos pena!... não há cocó para ninguém!... já falei sobre cocó escuro e rico lá nos comentários da semana passada do post da Fátima... é irem lá ler, se quiserem, se não ficam na ignorância... vocês é que perdem!

 

Neste desafio participo eu, Vossa Marquesa favorita, a Fátima, a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue,  José da Xã e o João-Afonso Machado.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada um, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;) - roubei este bocadinho à Fátima!!! Espero que não se importe! 

Estou com a birra!

Olá 'ssoas mai'lindas de Vossa Marquesa!! Como estão?

Eu estou de mau humor, aviso já que é para depois não se queixarem!... passei o Domingo de Páscoa a ver séries e a comer cenas várias. Cá pelo palácio não se costuma comemorar a Páscoa e vai daí ontem andou tudo em auto-gestão... menos a Diaba que precisa de quem a cuide, quem a leve à rua, quem a alimente e lhe dê festas no lombo.

Depois passei uma noite do catano, eram 1 e pouco da manhã, apanho um susto tal que ia falecendo... raisparta! Fui à casa de banho, ouço barulho, abro a porta do meu quarto e dou de caras com a Aspirante M'ai Nova que estava para abrir a porta... ali estava ela, especada, no escuro qual assombração... caneco!!! Eu quase morro e a Diaba desata a ladrar mais possuída do que o costume...

Tudo mais calmo e já na cama, lá pelas 1:45h da manhã, acordo com um estrondo enorme... Diaba a ladrar, já todo eriçada (os vizinhos qualquer dia chamam a polícia... raios-os-partam!), a ter mini-avc's e eu a correr, palácio fora, com o coração nas mãos, esbaforida entro no quarto das Aspirantes e o estrondo nada mais era do que uma cabeçada que a Aspirante M'ai Velha deu na parede... chiça! Aquilo deve ter doído comó caneco!...

Resultado, passei uma noite em sobressalto, a Diaba ficou, ainda, mais nervosa dos nervos e eu ainda tive de acordar cedo pois tinha uma reunião e as miúdas tinham aulas, em vídeo-chamada, mas aulas...

Por isso estou de mau humor, não minervem!... Não me apetecia vir aqui, nem botar discurso nem nada de nada mas... depois lembrei-me que a querida Ana me convidou para botar discurso no blog dela e era hoje... e assim foi! Tudo por vós, minhas 'ssoas mai'lindas! Agora ide lá à casa da Ana, e façam masé o favor de dizer que o meu texto está lindo e espectacular!... não me piorem o dia!

E o vosso dia? Também estão com a birra?

O feminino não é rosa, é vermelho da cor da menstruação!

Desafio Caixa de Lápis de cor #11 - Vermelho

Ora cá estamos para mais uma volta no carrossel, que é como quem diz, para mais uma semana de desafio da Fátima!

Esta cor remete-me para um, infelizmente, ainda, tabu feminino... a menstruação! Escusam de ir embora, deixem-se de merdinhas e leiam, masé!

Dentro de todos nós, gajos e gajas, corre sangue... ora, para vossa informação, o sangue é vermelho (o vosso, já que o meu é azul, como bem sabeis), há quem desmaie quando vê sangue.... ahahahhahhahahha!!!! Gajos, claro! Se fossemos nós, era ver-nos cair que nem tordos todos os meses. Como bem sabeis, também, (se não sabem é bom que comecem a seguir este blogue porque aqui aprendem-se coisas úteis... e alguma inúteis também!, mas aprender é sempre positivo, pois é?) o sangue não é uma coisa suja, pessoas! Ainda menos quando vem do pipi... o nosso pipi, mesmo que não se lavem nem tomem banho,  tem um sistema de auto-limpeza, está sempre limpinho!, logo, seguindo a lógica da batata, o sangue que vem de lá é sangue limpo! Não, não é nojento!

A menstruação é todo um barómetro do nosso estado de saúde. Tantas vezes mal-tratada, tantas vezes que lhe rogamos pragas, tanta vergonha que temos dela, e ela, querida que só ela, todos os meses aparece, linda e fofa, para nos dizer: Está tudo bem! Estás saudável... ou não!

Cansa-me a vergonha que temos, e que ensinamos às nossas filhas, da nossa menstruação. De um processo orgânico e natural do nosso corpo. Esconde o penso, não digas a ninguém, vai discretamente à casa de banho... a sério?!?!... porquê? Já pensaram nisso? Porquê que chamamos nomes à menstruação quando ela tem um nome? "Aqueles dias do mês", "hoje joga o Benfica", "Chico", "mar vermelho", "red code", etc... Se os homens tivessem a menstruação faziam disso bandeira! Diriam que, já são homens! A menstruação seria sinal de força, de garra, de vitória! Curioso, não é?

Pelo contrário, a sociedade patriarcal e machista utiliza a menstruação para diminuir a mulher, ouvimos bocas desde sempre... "Deve estar com o período!" (os homens não dizem menstruação), "É a TPM", "Vai masé trocar o penso", etc... na escola somos gozadas. A sério, putos? Onde está o gozo?... só um cérebro do tamanho de uma ervilha murcha acha que consegue ofender uma mulher que está menstruada! Onde está a ofensa?...

Nós, mulheres, temos de educar as nossas filhas para a normalização da menstruação. É normal, é saudável e desejável que menstruemos todos os meses.

Nós, mulheres, temos de educar os nossos filhos para a normalização da menstruação. As mulheres menstruam, é normal, é saudável e não é controlável. Simplesmente acontece todos os meses.

Os homens, por todo o mundo, votam contra a distribuição gratuita de pensos e tampões. Acham que os contribuintes não têm de pagar estes "acessórios" às mulheres... lá vamos nós iniciar uma aula para putos da primária...

'soas com pilinha e outras com pipi que vivem sob o jugo do patriarcado, há mulheres que não têm dinheiro para comprar pensos nem para elas nem para as filhas. Há famílias que têm de escolher entre comprar leite e pensos, medicamentos e pensos... ninguém escolhe menstruar, é biológico, acontece todos os meses. Não é um luxo.

Os preservativos, a pílula são, e bem, gratuitos para quem não os pode comprar, e nem todos os utilizamos, mas contribuímos porque assim se faz uma sociedade. Pagamos para um bem comum, uns usufruem de umas coisas outros de outras.

Não tenham medo da menstruação, nem elas nem eles! A menstruação é natural, é desejável, é orgânica, é biológica e faz parte do ser mulher!

Deixem-se de merdas!

O feminino não é cor-de-rosa, o feminino é vermelho, da cor do sangue, da cor da menstruação.

Também podia falar aqui de pessoas que menstruam mas não são mulheres... fica para outro post.

 

Neste desafio participo eu, Vossa Marquesa favorita, a Fátima, a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue,  José da Xã e o João-Afonso Machado.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada um, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;) - roubei este bocadinho à Fátima!!! Espero que não se importe! 

É que nem um gotinha para tirar a remela...

Um individuo acorda de manhã, já lá vai o tempo em que o despertar era à hora do almoço... à tarde... por vezes à noite... bons tempos!... mas dizia eu, um individuo acorda de manhã, prepara o petit déjeuner, come, antes disso já fez xixi e lava as mãos, prepara-se para ir tomar banho e... não há água! Raisparta!!! Diz que estão a arranjar uma cena qualquer cujo nome desconheço que eu não tenho estudos para isto...

O que eu acho é que já se fazia um furo dos grandes, aqui na rua, para encontrar água, ou petróleo, também pode ser, depois selava-se para fazer um poço privado aqui para o palácio! Sim, porque se não se selasse era um "ver se te avias" de povo a acartar baldes, jerricans e alguidares e lá ficava sua Marquesa sem banho de novo. Sim, porque o povo açambarca tudo!... onde já se viu, suas excelências, os Marqueses de Marvila (ou só Sua Excelência, a Marquesa de Marvila que o resto da malta safa-se bem com dodots ou um espanador) sem água?!... 

E aqui estou eu... sentada no meu real leito, sim, pessoas estou na cama a escrever-vos, sim, eu sei que é quase meio-dia... não me aborreçam, caneco! Como dizia eu, aqui estou eu, à espera que a água surja nas minhas reais torneiras para eu ir tomar banho e fazer o almoço... ai, vida a minha!... O que vale é que tenho água numa garrafa para beber... caso contrário já estaria hospitalizada com desidratação severa... não sou nada dramática!... chatos! Sois uns chatos! Lá porque são como os camelos e conseguem estar meia hora sem beber água, eu não!, eu sou uma Marquesa e tenho de andar hidratada... para além do mais tenho uma síndrome que, também, é simpaticamente conhecida como síndrome seca (SS, de Sídrome de Sjogren e petit nom - hoje estou muito francesa, catano! - Síndrome Seca). Bem, com isto tudo já têm mais um conhecimento aleatório sobre doenças raras e auto-imunes (já há que tempos que não falava da minha "amiga")...

E o que me importa no meio disto tudo é que ainda não veio a água.... e eu não tenho capacidade anímica para iniciar o dia sem água e sem banho... chiça! Nem um alguidar, nada... nem chuva... eu tenho de tomar banho! É que nem uma gotinha para tirar a remela!...

Acho que vou pedir uma indemnização à Companhia das Águas!... ai vou, vou!

É verde, claro!!!

Desafio Caixa de Lápis de Cor #10 - Verde Claro

Agora vou fazer queixinhas... a Fátima ralhou comigo porque o verde do Sporting não é verde claro... chata, é o que é!!!  Não se enervem... eu adoro a Fátima e ela também gosta muito de mim, que eu sei, e não vai ficar zangada por eu a chamar chata! É uma chata com carinho!  E como eu sou mais chata que ela, vou falar do Sporting porque eu falo do que quiser porque ninguém manda em mim... já minervaram, caneco!!!

Só que agora não sei o que dizer porque já fiquei nervosa dos nervos com o assunto... 

Vou-vos contar como tudo começou, vão lá sentar-se e buscar as pipocas, ou os minuins, como preferirem...

Era uma vez uma menina muito linda a formosa, era a mais linda do mundo e de Marvila também!... como quem?!?!... vocês hoje tiraram mesmo o dia para me arreliar, catano!... 

Essa menina quando nasceu era do Sporting!... porquê ninguém sabe!... vocês também não sabem porquê que amam os vossos pais, amigos, filhos e o catano, num é verdade?!... pois!... bem me parecia!

O pai da menina é do Sporting... Benzódeus!!, a mãe da menina é do Sporting... Bendita seja!!, as avós da menina (as duas, sim! De um lado e do outro!... materna e paterna, sim!) eram do Sporting... senhoras de digno bom-gosto!, o avô paterno, era do Clube Oriental de Lisboa mas como segundo clube (há coisas que não se entendem e esta é uma delas, raisparta!) tinha o Sporting!... o avô materno... pois não sei que morreu bastante novo... as irmãs da menina são do Sporting, era isso ou apanhavam no focinho, pois com certeza!... o marido da menina (calma! A menina tornou-se uma digníssima Marquesa!... sim estou a falar de mim!... tenho sempre de explicar tudo!) é do Sporting!... é que nem podia ser de outra forma!... (farto-me de pensar e acho que nunca tive um namorado de outro clube!... eu tenho extremo bom gosto, eu sei!) os sogros da Marquesa (vamos deixar o "menina" de lado se não parece estranho, bale?) também são do Sporting... a cunhada também é do Sporting!... as Aspirantes são do Sporting!... tempos houve em que a Aspirante Mai'Nova, que tinha a melhor amiga do Benfica, nos veio com essa triste conversa... tinha a miúda uns 5 anos... explicámos-lhe, com calma, ternura e paciência, como pais amorosos que somos, que sim, senhora!, podia ser do tal clube mas teria de escolher outra casa e família para viver!... meio segundo depois estava resolvido! Até sócia do Sporting a miúda já é!... Marqueses de Marvila a aplicar pedagogia e a educar crianças com toda a sabedoria e respeito pela individualidade!...

Depois de perceberem que aqui no Marquesado não há cá intrusos, que quando uma das Aspirantes acha graça a um garoto a primeira coisa que nos dizem, antes do nome é: Ele é do Sporting!... e após isso, tudo o que lá vem será bom, com certeza! Sim, somos Sportinguistas convictos e assumidos! Há quem se enerve bastante cá em casa em dia de jogos, há quem discuta (lembro-me tão bem do meu pai a discutir decisões de direcção, táticas de jogo e decisões do treinador Sportinguista com a minha avó), há quem fique triste, há quem regozije, há quem grite de alegria, há quem fique mesmo feliz!... espera! Este "alguém" somos todos! Até a Diaba!... Há dias em que ladra que nem doida quando há golo do Sporting!

- Ah e tal, o Sporting não é verde-claro!...

- Pois não! O Sporting é verde, pois claro! 

 

Neste desafio participo eu, Vossa Marquesa favorita, a Fátima, a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue,  José da Xã e o João-Afonso Machado.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada um, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;) - roubei este bocadinho à Fátima!!! Espero que não se importe! 

Somos todos ovelhas!... mas em rebanhos diferentes!

Era suposto ter escrito ontem mas fiquei tão apalermada (sim, ainda mais) com as notícias sobre uma manifestação de chalupas que fiquei aqui à base de gotas e de soro todo o dia... a ver se conseguia recuperar!...

Ora bem, eu nem sei por onde começar... Ontem, estiveram em Lisboa, a manifestar-se contra cenas referentes ao vírus mais infecto-contagioso e mortal da actualidade (ide ver as estatísticas nas fontes oficiais... eu também não estou cá para tudo!), 3000 almas!... claro que, quem como eu, viu as imagens, esteve de lupa em riste a ver se conhece algum daqueles chalupas! Eu conheço um... raisparta! Não é pessoa minha amiga mas conheço!... mal, mas conheço!... ai caneco, que tenho de ir tomar as gotas qu'isto põe-me nervosa dos nervos!

Álaver se a gente se entende.... 'soas que empunham cartazes a dizer "O risco é meu e eu sou livre de correr riscos"... ide estudar, masé!!! Risco teu e apenas teu é ires jogar uma roleta russa alone, bale? De preferência no fundo do mar ou no Deserto do Sarah!, após garantires que não há vivalma nos quilómetros adjacentes... e sim, um peixe balão é uma alma e um camelo também, bale? Quando o teu risco implica contaminares a comunidade à tua volta, onde eu me posso incluir, deixa de ser um problema teu para ser um problema de saúde pública!... alguém mande esta gente para a escola primária aprender o básico, por favor? Este, se fizesse o exame da 4ª classe não passava!... até os animais, sim os selvagens, fazem distanciamento físico e isolamento em caso de doenças, e estes elementos não conseguem saber o resultado de 2+2...

Há um participante deste ajuntamento que se insurge contra os químicos que nos querem introduzir no organismo... ele luta contra isto de cigarro em punho!!!...  Quão mais hilariante isto pode ser?

E aquele comportamento tipo seita?!?... de olhos fechados, mãos ao peito (será falta de ar?!?) e a pregarem.... eles têm líderes que parecem saídos de um qualquer documentário Netflix sobre seitas perigosas a pregar contra a cidadania, a responsabilidade social e a vida!... E baseiam-se nesta gente para sustentar as suas teorias contra a ciência!...

Falam do controlo do governo sobre a população... o dizem isto no Facebook e no Instagram!!!... tão bom!... as redes de maior controlo individual e colectivo e eles estão lá, de livre vontade a acusar o governo de os querer controlar injectando-lhes 5G (ahahahahahhaah!!!! Desculpem!!! Não aguento a teoria do 5G), de lhes querer cortar a liberdade obrigando-os a usar máscara... obrigando-os a ficar em casa... como é que se explica isto a estas pessoas?... vamos por partes:

1. Se estão nas redes sociais são totalmente controlados e não é só pelo governo, bale?

2. O 5G é uma rede, como o 3G.... ninguém precisa de vocês para fazer o 5G funcionar!... (estudem, crianças! Para depois não andarem aí a dizer palermices).

3. A vossa liberdade não é mais importante do que a minha de não ficar doente por vossa causa. Dá para entender isto? Eu sei que vocês são meninos mimados a quem os educadores deixavam fazer tudo... "Ai que o Manelinho quer atirar com uma panela na cabeça da avó!... 'tadinho, é pequenino e tão amoroso quando deixa a avó a sangrar!"... "Ai que a Teresinha quer enfiar um pau no nariz do gato!... 'tão querida! Quer fazer experiências! Vai ser veterinária de certeza!...". Mas sabem, existem mais pessoas para além do vosso umbigo! Pergunto-vos, quantos de vocês, quando forem parar a um hospital vão dispensar a utilização de um ventilador em meu favor? Sim, porque o vírus não vos afecta! Vocês são livres para andar a espalhá-lo porque o vosso batom vermelho e o vosso bigode é bonito demais para estar atrás de uma máscara... mas eu ando de máscara! Eu sou a ovelha que acredita na ciência! Que acredita que as máscaras servem para nos proteger e proteger os outros, que acredita que os médicos sabem o que fazem e que os ventiladores salvam vidas! Nessa altura, quando estivermos lado a lado no hospital, depois de tu, livre criatura, me teres infectado vais-me ceder o teu ventilador?... ou a tua liberdade acaba aí? Quando perceberes que isto mata e que afinal queres viver e que eu, mais uma vez, que me f*#"$da?!... também vais cantar o hino e clamar pelo 25 de Abril?... agora vê-me com a minha mão direita erguida para ti, de dedo do meio esticado junto ao teu nariz e os outros para baixo!... vai-te f*"#$der, masé!

Depois temos as figuras públicas... essa malta que para além do que faz na vida ainda tem responsabilidade social. Pelo que sei 3 (tristes) figuras ergueram cartazes... sei que uma delas andou a botar discurso, como se o mundo fosse acabar daqui a 3 segundos, a cada instante... ela botou discurso à velocidade da respiração, ou do piscar de olhos... nem sei! Onde?!?!... no Facebook, claro!! Sobre essa não comento porque tenho medo... fico com medo de malta que, após andar na rua a contribuir para a aniquilação da saúde pública e da população em geral, desata a botar discurso à velocidade da luz... não se deve discutir com malta desta!... podem ser (ainda mais) perigosos...

Mas há duas sobre a quais vou falar. Uma diz, do alto da sua sabedoria que conhece muito bem a lei e sabe bem que não é obrigatório andar de máscara na rua....  Eu nem sei por onde começar... então se não é obrigatório para quê que foi a uma manifestação que exige que deixem de obrigar as pessoas a andar de máscara?!?... outro ponto interessante que eu gostava que esta pessoa esclarecesse é, ela já informou a Assembleia da República, a Administração Interna, a Polícia, GNR, etc., de que ela conhece bem a lei e não é obrigatório!! É que "eles" lá na Assembleia e até o Presidente da República, aquele que promulga ou não as leis, já informaram que a obrigatoriedade do uso de máscara na rua se vai prolongar até Julho!... detalhes!!!

Depois há outra... oh pá, a sério! Que em sua defesa veio alegar que não estava na manifestação contra o vírus mas contra o confinamento interminável... aqui há duas questões, a saber:

- Manifestação contra o Vírus!.... ahahahahhahahhahahahhahahahhahahahhahahahahhahahahahhahahahahahhahahahahahahhahahahahahhahahahahhahahahhahhaha!!!!!.... oh pá... até me engasguei! Adorava ver a pessoa com  cartazes: "Vírus vai para a tua terra"; "Diz não ao vírus"; "Mais amor menos vírus"; "O governo que mande o vírus embora"; "pena de prisão para o vírus!".... podem dar mais ideias!!! Ahahahhahahahhahahahhahahhahahahahahhahahahahhahahahahahahhaah.

- A seguir, temos a arrogância de quem acha que o seu trabalho vale mais do que o dos outros! De que as suas contas são mais difíceis de pagar do que as dos outros!... pessoas, quanto mais estes chalupas (apetecia-me chamar-lhes um nome mais feio, mas eu sou uma Marquesa) andarem na rua a achar que têm mais direito à liberdade do que os outros mais tempo eu, e outros, estaremos sem trabalhar! Eu tenho o meu sector fechado há cerca de 1 ano!... estou a iniciar este ano, eu e outros, a adiar tudo para o próximo, vamos entrar no 2º ano sem trabalho!... raisparta estas vedetas de trazer por casa! Não aceito que haja quem considere que o seu trabalho é melhor e mais merecedor do que o dos outros! E não, não vou para manifestações enquanto anda um vírus à solta, enquanto há pessoas a morrer, enquanto puder pôr-me em risco, aos meus e aos outros, enquanto os hospitais estiverem lotados, o pessoal médico e da saúde sem férias e possibilidade de respirar, enquanto há pessoas em situações complicadíssimas... preciso muito de trabalhar! Muito mais do que possam imaginar e por isso exijo respeito e que fiquem em casa. Quanto mais nos sacrificar-nos agora mais depressa saímos disto. Morta não conseguirei alimentar as minhas filhas e a saúde é sempre o mais importante!

Vivemos num país livre, sim! E por essa liberdade lutarei sempre! Se o nosso país não fosse livre, aquela malta teria ontem sido corrida à bastonada e muitos estariam presos, jamais teria sido autorizada aquela manifestação. Mas foi autorizada. Porquê? Porque vivemos num país livre! Mas uns não podem ser mais livres que outros e não podem achar que têm mais direitos do que os outros.

Durante esta pandemia já todos errámos, não é isso que está em causa. O que está em causa é a tentativa de desacreditar a ciência, o acharem que a sua própria vida vale mais do que a dos outros.... não vale!

Li num post do Nuno Markl algo que ele disse, e muito bem, em relação à acusação de ovelhas que aquelas almas fazem a quem não é chalupa, era qualquer coisa assim: "Ovelhas somos todos, só fazemos parte de um rebanho diferente! Por um lado temos as ovelhas que acreditam na ciência, por outro temos um rebanho de malta que acredita em teorias da conspiração"... sim, havia lá um cartaz que dizia que a ele, ou ela, ninguém lhe implementava o 5G!!!... 

Eu sou uma ovelha que acredita na ciência, nos médicos, nas autoridades! Sou uma ovelha que, no limite, respeita o outro!

Era uma vez um pacote que foi passear pelos CTT!... raisparta!

Ora bem, tenho aqui uma data de temas a debitar e tenho de me decidir por um... não vou gastar os cartuchos todos num só dia, depois ficava sem assunto para debitar na próxima semana, vero? E depois vocês choravam muito, muito, muito... e não vos quero de olhos inchados que ficam feios!

Vai daí pensei, vou contar às pessoas o verdadeiro milagre que é termos ao nosso serviço tão ilustre companhia, que zela por nós, que nos ajuda a aproximar, que... o raio que os parta, masé!, que são os CTT!... 

Aquela companhia que, qual putos mimados, chorou por uma privatização!... privatizou-se! Agora, pobres criaturas, quase à míngua, com uma facturação aumentada, com mais trabalho do que o Deusmalivre (sim, o deusmalivre tem trabalho que não acaba! Chatos!) desde que entrámos em confinamento e a única forma que temos de entregas e compras e o catano, é através dos CTT, que nem tiveram de fechar nem nada, que foi sempre a bombar com tanto trabalho... aliás, quando compramos algo que é entregue pelos CTT vem logo o aviso: " 'Soas que estão a comprar esta traquitana, a entrega pode ser mais demorada devido ao aumento exponencial (palavra mais cutchi) do trabalho do serviço de entregas dos CTT." E nós, que sim senhora, que percebemos, que ó menos alguém que ganhe a vida já que a nossa está por um fio....

E esta conversa toda para quê? Porque os CTT, depois da privatização, aquele processo em que uns particulares investem para ficarem mais ricos (benzós Deus! Gosto que a malta faça dinheiro e que sejam honestos no que fazem), sabendo que há sempre o risco de poder correr mal e afinal ficarem mais pobres, acontece a todos... mas, dá-se o caso que, com todo o aumento de trabalho e facturação e o catano, os CTT, essa empresa do demo, quer ajuda do Estado por causa da pandemia!... Oi?!?!... Comé que disse?!?... eu fiquei com espasmos nervosos de tanto rir quando li isto!... nem as gotas me safaram, caneco!...

Pior fiquei onte... sim, onte!!! Recuso-me a usar a palavra toda, pode ser que assim o Estado também me ajude!... "ai, senhores!!! Acudam Vossa Marquesa que, por causa do confinamento, não consegue dizer as palavras completas!!!!", e o Estado vem e ajuda-me! Boa!!! Voto nisto!

Mas dizia eu, onte... colapsei com a (in)competência dos CTT... essa empresa de ilustres espertos que quer ser privada mas com ajuda nossa, que tem malta ao seu serviço que se está a borrifar para o que está a fazer... ou isso ou não sabe ler! Eu conto-vos! Sentem-se e vão buscar as pipocas!

Vossa Marquesa favorita (Não me inervem, caneco!!!! Claro que sou eu! Raisparta!) comprou um presente para as Aspirantes oferecerem ao seu digníssimo (não tão digníssimo como a mãe mas...) pai! Comprou, pagou, deu a morada e tuditudo!... Uns dias depois é contactada pela fornecedora a dizer, olhe o presente veio para trás!... e eu, ai o catano!!!.... A 'soa enviou-me fotografia do embrulho (ia dizer pacote mas depois vocês começavam a cantar e a dançar funk e eu quero-vos mais eruditos, bale?), enviou fotografia do registo, e eu: Mas a morada está certíssima, correctíssima em ambos os dois (como diria o poeta!).... e ela, pois! Então vou enviar de novo. E enviou! Enviou e mandou-me fotografia do novo registo, morada correcta, clara, com letra de imprensa, legível, tudo certo! Enviou-me também o número do tracking. E assim foi!

Passa um dia, passa dois, passa três e eu... ai o catano... tu queres ver... ... não pode ser... os CTT, esse pináculo da competência, não podia cometer o mesmo erro duas vezes!!!... isto comigo a ter mini-avc's... a medo, fui ao site da referida empresa, aquela que quer ajuda do Estado por ter facturado mais agora do que sempre (faz sentido! Nós é que não estamos a ver qual), botei o número do tracking e... e... e... Destinatário desconhecido na morada! Devolvido!!! Isto ontem!!!

Eu faleci! Estou a escrever-vos do outro mundo... é bonito sim, senhora e tem internet que é o que é preciso!

F-o-d-a-s-e (já vos disse que este blog é para maiores de idade)!!! Liguei para a linha de apoio... ah, tem de nos enviar um email a fazer a reclamação e depois nós, eventualmente, um dia, respondemos ao email!!!... F-O-D-A-S-E!!!! 'Tás a reinar, ó senhora do call center dos CTT!... então eu já fiz uma reclamação (outra) há 6 meses e ainda não me responderam e a solução que me dás é esta?!?!... desligou-me o telefone na cara!! CTT, vós mereceis todos os subsídios e mais alguns!!! Tanta competência e boa educação juntas, mais do que uma ajuda do Estado deveríeis ser o próprio Estado, pelo menos uma estátua erguida em cada cidade, catano!

Pego nos meus ténis amarelos, ou melhor, calço-os que o chão da rua está frio e sujo!, e lá vou eu para a estação dos CTT ver o que poderia ser feito!... onde já se viu, uma Marquesa nestas andanças! Raiparta!

Senhora dos CTT, depois de explicada a situação: Pois, o carteiro deve ter lido mal a morada!...

Eu, com tiques nervosos: Duas vezes?

Senhora dos CTT: A letra não devia estar bem legível...

Eu, a piscar do olho direito: Duas vezes?

Senhora dos CTT: Mas foi duas vezes a mesma encomenda?

Eu, a revirar ojólhinhos: Pois...

Senhora dos CTT: Ó MaryCarmen (bem podia ser o nome dela, não quero saber!), esta senhora, blá-blá-blá, e coiso e tal, morada, e tal, carteiro, blá-blá-blá, entrega, devolução...

MaryCarmen: 

Eu: 

Senhora dos CTT: Pois... se tivesse cá vindo ontem...

Eu: Ontem deveria eu ter recebido a encomenda!

Senhora dos CTT: Dê-me o seu número de telefone, o seu nome e morada (fónix, agora depois de escrever isto fiquei com medo, catano!), eu vou reportar ao meu chefe, que já não está, sai às 15h (Merecem mesmo o subsídio do Estado, caneco!!!), ver quem foi o carteiro e amanhã ligo-lhe. A que horas acorda?

Eu: Oi?!?!? (número de telefone, nome, morada e a que horas acordo?!... ou me quer matar ou fazer uma surpresa erótica!... chiça penico!!! Vou trancar as portas e atiçar a Diaba!)

Senhora dos CTT: É que abrimos às 9h, até às nove e meia ligo-lhe para fazer o ponto de situação...

Eu: OK!

São, neste momento 11:24h, o telefone ainda não tocou... 

Conclusão: Os CTT receberam 2 vezes o pagamento deste envio, não o entregaram, fizeram-me sair de casa para lá ir e ainda me vão fazer deslocar para longe para ir buscar o pacote! (agora já podem cantar o funk à vontade que eu vou basar!)

Bom fim-de-semana!... que eu vou organizar um manifesto pelo cumprimento mínimo dos serviços dos CTT que é, saber ler e saber entregar uma encomenda!... aquela alma (leia-se carteiro) foi duas vezes entregar um embrulho numa morada errada e não se deu ao trabalho de olhar e ler a morada certa!... no mínimo pedir ajuda a alguém para ler 3 palavras e 2 números! Fónix!

Pára tudo já!!!!!! Agora, neste momento!!! Há uma alma que se salva nos CTT!!! São 11:38h e o telefone tocou!... era a senhora dos CTT!!! Yeahhhhhhh!!!! Encontrou o embrulho no local para onde teria sido devolvido, mandou vir de volta, sem custos e segunda-feira posso ir ao balcão levantar!!!! Ohh, yeah!!!

Há registos fotográficos de que a MaryCarmen desde ontem mantém esta cara 

Feliz Dia do Pai!!!!!