Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Há-de passar, catano!

Aquilo que parecia ter sido um episódio isolado da nossa Diaba, afinal não foi! Pela 1 da manhã ela teve novo "ataque", foi mais curto, mais ligeiro do que o primeiro mas mesmo assim assustador para nós, principalmente para ela. Ela fica muito assustada, com os olhos muito abertos e a tremer como uma gelatina... 'tadinha da minha pequenina (sim a Diaba não é um cão grande)... hoje, ainda por cima, não podemos ir com ela ao veterinário, o carro está na oficina.

Claro que à 1 da manhã lembrei-me de tudo menos de filmar o ataque da bichinha, eu já estava a dormir quando começou, acordei estremunhada (ela dorme comigo) com ela a tremer e começou tudo... peguei-a ao colo e trouxe-a para a sala, o Marquês estava ainda na sala a ver televisão... ao fim de 5 minutos passou, levei-a para a cama e dormiu até de manhã... eu é que nem por isso! Passei a noite entre o dormir um pouco e o estar alerta a ver se ela estava bem.

Agora está bem! Desde a 1 da manhã que está tranquila, normal, na sua vidinha de cão... comer e dormir, basicamente. Ir de um sofá para o outro, levantar para beber um pouco de água, pedinchar o nosso almoço... normal!... vamos ver como evolui.

Já eu não estou bem... desde há uns dias (1 mês, prái...) que comecei com uma dor na perna, em baixo e na anca. As dores estão a aumentar e não me deixam dormir, quando não durmo bem as dores gerais e a rigidez matinal voltam em força, o cansaço físico, emocional e mental também... ontem, ao sair do banho, reparei que para além das dores a minha perna tem uma pequena mancha vermelha e algumas nódoas negras (o que em mim é normal devido à Síndrome de Sjogren, a mancha é que já pode não ser normal apesar de poder acontecer...). A mancha está lá, um aglomerado de pontos vermelhos que fazem uma pequena mancha com relevo, uma comichão imensa nessa zona... só espero que não seja nada, caraças! Amanhã, se já tiver o carro pronto, vou finalmente fazer as análises, não dá para adiar mais. Hoje vou marcar consulta nos médicos, medicina interna e reumatologista... vai ter mesmo de ser!

Isto hoje não está fácil, como podem ver pelo texto! Estou um pouco desanimada e em baixo... há-de passar, catano! Afinal, tudo passa!

Cadela com um ataque de nervos...

Como se quer, hoje o dia aqui pelo palácio começou numa algazarra... parecia a feira, tudo aos gritos... aqui a malta é aparentada com os primos italianos e gosta de gritar para se fazer ouvir...

A aspirante mai'nova mal acordou começou a implicar, a arranjar problemas, a refilar, a chorar, a elevar o tom... sua santa mãezinha a tentar manter a calma (lembram-se do livro zen que a minha mãe me emprestou em Julho?!... ainda não o acabei de ler... não sei onde o enfiei...), respira, conta até 4250, inspira... a mai'nova a elevar o tom, e nhé-nhé-nhé e mi-mi-mi... e pronto... uma vez, duas vezes, três vezes, e o clima a aquecer cá pelo palácio, e as faces a corarem, a mai'velha calada que nem um rato (por enquanto), o Marquês?!... nem sei onde andava, mas vinha da rua (teria ido levar a Diaba a aliviar as suas necessidades fisiológicas?... teria ido ao pão?!?...) e mai'nova mi-mi-mi e nhé-nhé-nhé... 

- Eh pá chega! Cala-te! - Claro que isto aos gritos! Eu, Marquesa de Marvila, aos gritos vejam só... (olhem eu a fingir admiração... como se não fosse comum...)

A Diaba enfiou-se na cama a tremer. Coitada, acha que sempre que alguém se exalta é com ela...

Na cozinha eu, entre fazer almoços e preparar o batido para o pequeno-almoço, numa azáfama logo de manhã, aparece a aspirante mai'velha (que também já tinha levado 2 berros sendo que a mai'nova já tinha levado uns 10...): - Mãe, o que se passa com a Diaba?... ela não está bem (já de lágrimas)... mãaeee.....
A mai'nova que estava a fazer uma torrada desata a fugir e a chorar: - Mãaaaeeeee, oh mãaaaaeeeee.... a Diaba?!?... o que é que ela tem?

Quando eu olho a Diaba, a minha bichinha mais fofa, mais linda, mais tudoitudo, tadinha, contorcia-se com espasmos, sem conseguir controlar as patas, sem conseguir pôr-se em pé... peguei-a ao colo, levei-a para a sala, pedi ao Marquês que tomasse conta dela e fui vestir qualquer coisa rápida... sem terminar de fazer o almoço e apenas enfiando algo pela goela abaixo (não consigo sair em jejum de casa... daí a dificuldade em fazer análises...) e voámos saímos em direcção ao veterinário. Primeiro ainda largámos as aspirantes nas respectivas escolas.

Lá fomos, exames, análises, a Diaba linda, fofa e fresca como se nada se passasse, afinal ela é uma diva, habita num palácio e vive com os Marqueses, é se sangue azul, portanto!...

Não se sabe bem o que possa ter sido, acredita-se num ataque epiléptico que pode ter sido isolado por causa dos nervos ou pode ser o início dum processo de epilepsia... eu não vos digo que cá em casa a malta é toda chanfrada?... até a cadela, catano! Agora uma crise de nervos?!?... (estamos mais inclinados para isso já que ela nunca teve nada idêntico... esperamos nós com todas as nossas forças)... agora estará em observação aqui em casa, a ver se não se repete, se se repetir temos de... pensem lá um pouco... só mais um pouco... vá lá... vocês conseguem... eu não consegui! Vamos lá ver se me vou lembrar de o fazer... temos de filmar! A Diaba a ter um ataque e nós a filmarmos... oh catano!

E pronto lá largámos para lá de uma pipa de massa no veterinário, começámos o dia desta forma animada, o lado bom... já fizemos todos as pazes, a Diaba dorme sossegada no seu sofá e...

Bom dia malta fixe!!!!

Presa por atentado ao pudor!

Então já saíste do médico, oh Marquesa? Já pois! E gostei bastante do doutor, mas isso fica para outro post, que dada a magnitude deste evento não há como não lhe dar prioridade absoluta!

Vai que saí do médico, toda lampeira, toc-toc-toc (mentira, não faço esse barulho a andar porque vou de ténis, é mais nhéc-nhéc-nhéc... mas isso não tem classe por isso fica o toc-toc, bale?), confiançuda, ali, debaixo do sol a dar tudo.... lá vou na direcção do metro, mas faço um desvio para o Colombo para ir comprar umas coisitas ao Celeiro.

Vocês visualizem isto, senhores! Vocês não leiam na diagonal, ou na vertical... não leiam sequer, visualizem masé.

Lá vou eu toda contente, a apanhar o solinho bom... de rabo à mostra! Pronto! Agora é que podem mesmo mandar fechar a Internet, retirar a minha nomeação para os Sapos do Ano, que eu não sou digna disto!... De rabo à mostra, pessoas!!! Vá lá que é um rabo de nobreza, rabo de Marquesa não é um rabo qualquer... 

Dá-se o caso de o meu vestido, bonito e catita como só ele, lhe ter dado para subir por ali acima, estacionou todo enrolado ao nível da cintura... e eu... de rabo à mostra! O que nos vale (sim, a mim e a todos os transeuntes - credo que palavra mais feia, catano!) é que foi só de um lado... do lado da minha valise! Oh, senhores!!! Dou por isso ao subir as escadas na direcção do Colombo, e reparo que falta qualquer coisa ao nível da perna: Meias (collants), check!; Saia?!!?!... Cadê a saia, catano? Claro que eu não perdi a pose, jamais!, e discretamente (nop! Ninguém consegue fazer isto discretamente, mas vamos acreditar que sim...) começo a puxar o forro do vestido para baixo, de seguida a saia para baixo e já compostinha entro em grande no Colombo!

Por isso pessoas, se viram um rabo a passear pelos lados do Colombo, era o meu!

Foi por pouco que não me prenderem por atentado ao pudor, caraças!

Vir ao médico... implica esperar...

Porquê que vir ao médico implica esperar?!?!... hipóteses:

1. a malta não faz ideia do significado de pontualidade;

2. os médicos/serviços marcam mais pessoas do que é suposto conseguirem atender em tempo útil para render;

3. eu sou médico, eles meros utentes/doentes/pacientes (o que for), eles que esperem...

raisparta! 👿

Ps. Sei que há actos médicos que podem implicar demora... não é o caso!

Podem mandar fechar a Internet

Hoje não se fala de outra coisa! Nas televisões, jornais, portais, revistas... hordas de jornalistas aqui à porta, atropelando-se para obterem em primeira mão uma palavra de Vossa Marquesa!!!... que maçada!...

Preciso de ir comprar pão e não consigo passar... uma chatice masé! Talvez se for disfarçada de comum mortal me deixem passar e nem dêem por mim... é isso!

Então e porquê tanto desassossego, Marquesa? Perguntam vocês que andam distraídos e que ontem se enfrascaram em Água Pé e comeram todas as castanhas que eu deixei para vós... Atão mazatão, a Vossa Marquesa foi nomeada para os Sapos do Ano, catano! Na categoria Generalista! Podem mandar fechar a Internet, camandro!

Se isto está assim como será quando eu for anunciada vencedora?!?... Deus nos livre e guarde, senhores! Alguém nos acuda!

Como assim há mais nomeados tão bons ou melhores do que eu?!?!... Está tudo parvo ou quê?... Está bem que há lá outros nomeados jeitosinhos, blogues que eu até gosto bastante de ler... sim! Há lá blogues que eu nomeei... mas, catano! Estou lá eu!!! Eu, pessoas! Por isso, os outros que me perdoem mas... Deixem passar a Marquesa, fáxavore!

Oh pá!!! Estou tão emocionada com isto! Não estava à espera, a sério! Vocês sois os maiores, catano! Obrigada pela nomeação! Agora toca a votar até não poderem mais! É porem a mãe, o pai, os primos, o gato e o cão a votar, bale? Que eu já tenho o discurso preparado para a gala da entrega dos prémios!

Obrigada a todos os que me nomearam!!! Mesmo! De coração! 

Desafio das 52 semanas: Semana 45

20817683_bPD0p.jpeg

 

Ora então cá estamos para mais um desafio, não é verdade?... oh eu... a fingir que não me esqueci do desafio da semana passada e a ignorar que o acabei de escrever e publicar... 

Então esta semana temos....

Lembra-me a minha adolescência...

Pronto! Foram tocar num ponto sensível da minha pessoa... Oh pessoas, então eu já não vos disse que, apesar de eu já ter deixado a adolescência prái há 5 anos , ela ainda não me deixou e continua colada a mim... eu já lhe disse várias vezes: Adolescência, filha, tu vai-te embora... aqui já não há lugar para ti! Eu já sou uma Marquesa crescida, com duas filhas e tudo (e não, não fui mãe adolescente... pelo menos na idade... fui mãe aos 30), por isso tu já ias andando...

Mas ela, nada! Continua atrás de mim, tipo sombra, eu ando e ela tic-tic-tic atrás de mim... e eu que não sou pessoa de maltratar ninguém, que não sou alma de abandonar outra alma, lá lhe vou dando guarida!...

Portanto, basicamente tudo me faz lembrar a minha adolescência, pessoas! A minha adolescência, como já vos disse aqui neste post todo catita (há outro sobre o tema, se quiserem ler é só irem à tag: Adolescente), foi uma etapa muito marcante da minha vida, e como tal eu não consigo abandoná-la... fazê-lo era deixar de ser eu! Bem, mas vocês hoje não vieram aqui para me verem deitada no divã do psicoterapeuta, certo?

O que me lembra a minha adolescência...

- Música! Mas esta também me lembra toda a minha vida, a bem dizer! Mas pronto... cá vai:

* Por volta dos 12 anos: George Michael; Wham!; A-ah; Duran Duran; Europe; Bon Jovi; Bryan Adams; Queen; U2; Xutos e Pontapés (os quatro últimos acompanham-me até hoje);

* Após os 15/16 anos até aos dias de hoje: David Bowie; The Doors; Janis Joplin; Dead Kennedys; The Clash; Pixies; The Pogues; Supertramp; Violent Femmes; Pink Ployd; Dire Straits; Sioux; The Smiths; e muitos mais....

- Alguns filmes... quais perguntam vocês?... Top Gun, Regresso ao Futuro (isto em bom!), Rambo, Rocky (em mau! Muito mau!)

Depois temos locais. Um café no centro de Lisboa onde toda a gente se encontrava. Leia-se toda a gente, como as pessoas que andavam na minha escola e as que moravam lá perto e se davam connosco.

O activismo político e social. Faz-me lembrar muito que eu sempre fui feita de ideais, que acreditava na mudança, num mundo melhor, mais justo... sempre me revoltou a injustiça, as diferenças sociais, as diferentes oportunidades... estive filiada num partido político desde o final da adolescência até ao início da idade adulta (no meu caso eu sei que isto é tudo relativo...  mas desde os 16 aos 22/23 anos). Tive discussões gigantes com o meu pai por diferenças ideológicas (ainda hoje as temos, mas eu deixei de discutir com ele e ele também já respeita mais o que eu penso). Não deixei de acreditar na humanidade, nem na mudança mas deixei de acreditar em partidos políticos. Eu movo-me por ideais, projectos e não por pessoas ou grupos de pessoas (partidos).

A minha faceta Punk-Rock... ficou fisicamente mais para trás, apesar de eu nunca ter sido Punk na verdadeira acepção da palavra, mas vestia e usava alguns adereços... e ainda hoje gosto de muitos... e adoro a minha aspirante mai'velha e o seu estilo Punk-Rock, toda estilosa a minha mai'velha, catano! Orgulho de sua mãezinha! Os ideais ainda acredito neles e a música ainda a ouço.

Acho que é tudo... haverá muito mais mas... o que se passa na adolescência fica na adolescência, meus caros! 

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Mimi, a Paula, o P.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano

Desafio das 52 semanas: Semana 44

20817683_bPD0p.jpeg

 

Ai, catano!!! Raisparta, chiça, fónix, pá!!!!! Então não é que só agora me apercebi que falhei o desafio da semana passada?!... Oh, caraças!!!!

Pronto, agora que já praguejei em condições vou masé escrever o post do desafio da semana passada e já se seguida o desta... Oh, que m***da... Afinal ainda não tinha praguejado tudo, fónix!

Pois que o desafio é....

Os meus vilões preferidos são...

Os filmes, desenhos animados, livros de BD, tinham um efeito mais ou menos contrário em mim... eu não tinha muita paciência para os bonzinhos da cena! Pelo menos não com todos. Ora vamos lá a saber:

- Os Irmãos Metralha... Não há como não gostar ou, no limite, sentir um pouco de compaixão por aquelas almas... para mim, o Tio Patinhas é que era o verdadeiro vilão destas histórias. Nem uma moedinha aqueles desgraçados conseguiam roubar...

- O Silvestre (acho que era assim que se chamava o gato)... o desgraçado do animal estava sempre a levar pancada do Piu-piu, que era chato comó raio... e irritante... e tuditudo!

- O Coiote... este, ninguém sabe como ainda insistia, era um poço de perseverança. Um exemplo para todos nós! Nada o fazia desistir, nada! Nem uma pedra de 10 toneladas em cima que, com toda a certeza, lhe partia os ossinhos todos... Nada! Ele levantava-se e lá ia ele atrás do Bip-bip. Erga-se uma estátua ao Coiote, se faz favor!

- The last but not the least... senhoras e senhores... tcharammm... o grupo de assaltantes de La Casa de Papel... não há como não torcer para que o assalto dê certo! Não há como não deitar uma lágrima quando o vilão-mor, Berlim, morre. Não há como não chorar compulsivamente quando Moscovo morre... Aguardo ansiosamente a próxima temporada! 

E é isto, meus amigos! Agora tenho de ir escrever o desafio de hoje, caraças, fónix... Stop! Já chega de praguejar, dona Marquesa!

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Mimi, a Paula, o P.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano

Razões para comermos castanhas

Chegar ao computador e dar de caras com uma boa notícia! Pessoa lúcida e sábia este doutor, Benzódeus!

É de doutores assim que este mundo precisa. Ando há canos a dizer que as castanha é do melhor de há, ninguém acredita em mim... pois então leiam, masé

Razões para comermos castanhas, pessoas!

Só por isso amanhã vou assar castanhas... outra vez! 

Análises amanhã... sim! Ou não?

Afinal só vou fazer as análises amanhã (quem não sabe que eu hoje ia fazer análises é porque não me segue no Instagram e se não me segue no Instagram é porque é um ovo podre!)... se me apetecer... Já não me apetece há 5 meses...  eu sou a pior pessoa do mundo para ter uma doença crónica, camandro! Não sou nada dada às doenças, nem a medir o grau da minha doença, nem a ver se estou mais doente do que o outro, nem a saber pormenores sobre doenças e tratamentos e remédios e o caraças... Lá os anjos do céu, ou o que é, quando decidiram que eu seria uma excelente doente crónica estavam a pensar na sobre-carga do sistema nacional de saúde, na falta de médicos, e de todos os profissionais de saúde, nos gastos do estado com medicamentos... é que eu dou pouca despesa!... tão pouca que nem lá ponho os pés!

Mas isto não é exemplo para ninguém, ouviram-me bem? Ou melhor, leram-me bem? 

Eu até tenho ido ao médico, aliás, passo lá mais tempo do que gostaria já que tenho de ir a vários médicos de várias especialidades... para a semana vou ao novo oftalmologista... esta cena dos olhos está-me mesmo a preocupar e estou desejosa de ir ao dótore!... agora, quando o reumatologista, esse meu velho amigo nop, me prescreve análise para eu fazer dali a 3 meses... pois... passam-se 6 e eu... nada! Até porque vou fazer as análises e depois mostro-as a quem?... eu não gosto do meu reumatologista! Tenho de arranjar outro... não sei é onde! Não há nenhum catálogo de médicos... é sempre um tiro no escuro!

Mas eu tenho mesmo de ir fazer as análises... a minha síndrome precisa de ser controlada e não posso protelar mais...

Amanhã dir-vos-ei se protelei ou não!!!

tag das 50 perguntas #1

Ora então cá estamos para mais um desafio. A Joana desafiou-me e eu, que me pelo por um bom desafio, aceitei, pois com certeza! Parece que o desafio consta em responder a 50 perguntas, no entanto a Joana, e bem, a meu ver, optou por dividir isto em 5 posts de 10 perguntas cada... eu vou fazer como ela. Não vos quero maçar!... eu zelo pela vossa saúdinha mental, não vos quero maçados, depois saiam em debandada daqui para fora e eu tinha saudades vossas. Por isso, aqui vão as primeiras 10 perguntas:

 

O que mais odeias em ti...

Para comecinho de conversa, não aprecio nada a palavra odiar. Por isso, não odeio nada em mim!!... Há coisas que eu efectivamente não aprecio, tais como... aláber... hummmm.... assim de repente não estou a ver nada... eu vou jurar que já respondi a esta pergunta algures por aí... Eu tenho aprendido a gostar de mim, no entanto há coisas que me chateiam... a falta de confiança na minha pessoa! Achar que os outros têm mais capacidades do que eu... mas já ando a mudar isso, catano! 3 anos de terapia hão-de servir para alguma coisa, num é berdade?... gostava de ser aquela pessoa que come o que lhe apetece e está ali... fit.. sambando na cara dajinimigas... mas eu sou mais dada a engordar com o ar que respiro, mesmo!

Nome pelo qual te chamam...

Para além do meu próprio nome... que é assim o que mais gente me chama... também me chamam mãe. Chamam-me mãe e não são só as minhas filhas. Desde que engravidei o meu nome de baptismo passou a ser mãe! Alguém tem de acabar com este flagelo de chamar mãe e pai a todos os progenitores de mundo que não são os seus próprios progenitores... não faz sentido, estão a ver? Eu não sou mãe da enfermeira, da médica, dos professores, dos auxiliares... eu tenho duas filhas e uma cadela... a cadela gostaria muito de me chamar mãe, mas fica-se por um "Au-au", as minhas filhas são os únicos seres humanos com autoridade para me chamarem mãe, pode ser?

Depois existem vocês que, não me chamando mãe (ai de vocês, camandro!), chamam-me Marquesa! 

Os meus ex-colegas da escola chamam-me muitas vezes por um petit nom que eu não posso reproduzir aqui sob pena de ser identificada, mas posso-vos dizer que tem a ver com o meu nome de baptismo!

Se pudesses visitar qualquer lugar no mundo onde é que irias e porquê...

Ora, há tanto mundo para conhecer... e eu gosto tanto de viajar, catano! Se quiserem oferecer-me um presente de Natal, estão à vontade para me comprarem viagens...
Assim, de repente, qualquer capital Europeia, mesmo as que já conheço; Nova Iorque (já conheço mas quero voltar já!); África (já conheço alguns países, mas quero conhecer mais! Por exemplo, São Tomé e Príncipe); Maldivas, Caraíbas... quero praia e sol, senhores!...
Depois gostava muito de conhecer a Austrália, Nova Zelândia mas são tão longe.... eu não consigo convencer a minha estimada pessoa a estar mais de 20 horas enfiada num avião... uns minutos já são tortura para mim... eu tenho medo de andar de avião... vero! Se não acreditam é clicar na ligação anterior e verifiquem com os vossos próprios olhos!

O que te faz chorar...

Chorar, para a minha pessoa é um eufemismo, já que eu não tenho lágrimas, graças à minha síndrome... mas há muita coisa que me faz sofrer muito...

O sofrimento no geral! Angustia-me, a garganta fecha-se-me, quando me apercebo do sofrimento de algum ser vivo, seja por que motivo for... fico revoltada, sinto-me impotente com o sofrimento de seres que estão incapazes de se defenderem: Animais, Crianças, Idosos, vítimas da guerra, vítimas da fome...

O sofrimento das minhas filhas... às vezes gostava de as voltar a enfiar na minha barriga para as proteger de tudo e de todos... não é possível, eu sei!

Os feitos das minhas filhas... comove-me vê-las atingir os seus objectivos! Comove-me vê-las felizes! Comove-me vê-las a concretizar sonhos... comove-me vê-las crescer!

Escolherias voltar atrás no tempo ou ganhar mais tempo no presente...

Voltar atrás só se fosse para estar mais um pouco com quem já cá não está... de resto não faz sentido! Eu sou o que sou por tudo o que já passei! Ah! Também gostava de voltar atrás no tempo para ver alguns concertos que já não vou poder ver, a malta já faleceu e com isso recusam-se a dar concertos (manias de estrelas!), como por exemplo: Queen; The Doors... e mais alguns!...

Ganhar mais tempo no presente?!... se me disserem que vou morrer amanhã, então sim, meujamigos quero mais tempo, faxavore! Quero cá andar até aos 90, pelo menos, fresca e fofa. Que que gosto bastante de viver. Estar morto deve ser bastante desconfortável, e frio e eu não me dou bem com o frio, catano!

Eu não vou morrer sem...

Sem dizer todos os dias às minhas pessoas que as amo! Sim, eu digo todos os dias, mais do que uma vez por dia, às minhas filhas que as amo! E elas fazem o mesmo!

E sem começar a fazer desporto, caraças! Isto já parece mal!

Alguma vez inventaste uma desculpa para não saíres de casa quando tinhas alguma coisa combinada...

Não me recordo... mas mentiras não são muito a minha onda! Às vezes peco por isso... é para dizer, é para dizer... Se não quisesse ir acho que dizia: Não vou porque não quero, está frio, chuva, etc...

Último lugar em que estiveste...

Na casa de banho!  Estive a tomar banho... Ah esperem! Foi no quarto... a vestir-me... ou então na cozinha a beber água! Mas o lugar onde vou a seguir é à casa de banho e não é para tomar banho... vou fazer chichi, mesmo!... perguntaram, agora aguentem!

Comida favorita...

Sou vegetariana! Mas esta é fácil: Catanhas! Chocolates! Gelados!

Comida que não comes de forma alguma...

Carne! Não consigo! Nem o cheiro... passar à porta do talho é uma tortura. Bleach!!!

Olhem, por hoje já está!!!! Agora vem a parte difícil... nomear!!!! Ai, catano! Mas lá vai ter de ser, não é verdade?
Atão cá vai: Triptofano; Happy e a Fátima. Se já foram nomeados... olhem, sorry! Eu sou um bocado azelha nesta cena dos desafios!