Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Mês de Abril, mês da Síndrome de Sjogren #1 - A saliva

Não podia deixar passar o mês de Abril sem uma menção... Este é o mês da Síndrome de Sjogren e eu assumi que vou escrever sobre ela durante todo o mês. Quem me segue há uns tempos sabe que eu tenho esta doença, fui diagnosticada vai fazer 2 anos em Maio/Junho. Apesar do diagnóstico recente, creio já ter esta doença há, pelo menos 15 anos, altura em que comecei com alguns sintomas, que na altura achava que eram maleitas isoladas e hoje sei que fazem parte dos sintomas. Um dos mais óbvios aconteceu quando eu estava grávida da minha filha mais nova... um dia, ainda eu comia peixe e mariscos, estava na praia do Meco a comer mexilhões quando, do nada deixei de conseguir pôr comida à boca. Subitamente, uma dor aguda e fortíssima nas glândulas salivares, em segundos a minha garganta incha, fico com duas "batatas" no pescoço (parecia papeira) e começo a ter febre... assim, de repente! Já tinha sentido por diversas vezes esta dor, mas muito mais suave e passageira, resolvia-se com um copo de água e umas massagens no pescoço. Desta vez, nem água eu consegui beber...

Assustada, fui ao hospital. O médico achou que eu teria os canais salivares entupidos, com cristais. Disse-me que em toda a carreira dele nunca tinha visto nada assim. Receitou-me antibiótico, analgésicos e anti-pirético. Saí do hospital com uma consulta de medicina maxilo-facial marcada para a segunda-feira seguinte. Fiz uma série de exames, confirmou-se que tinha os canais salivares entupidos. O médico disse-me não saber as causas mas se voltasse a acontecer teria de ser operada. Em toda a sua carreira eu era o segundo caso que conhecia com esta situação.

Não voltei a ter uma situação igual, mas tenho muitas vezes a sintomatologia dos canais salivares entupidos... os canais ficam entupidos com os cristais da saliva porque não tenho saliva suficiente, porque as glândulas parótidas não funcionam bem, inflamam e incham... e dói comó caraças!!!

Para além da dor, a falta de saliva provoca problemas gástricos, dificuldade em mastigar e engolir e cáries. A mim nunca me aconteceu, espero que nunca aconteça, mas há pessoas que se alimentam de líquidos apenas, que deixam de ir comer fora porque a falta de saliva as impede de mastigar, principalmente determinados alimentos. Eu, quando tenho menos saliva (nos momentos de crise) tenho dificuldade com alguns alimentos, não consigo comer salada e alimentos mais secos, por exemplo. Salada então é mesmo um castigo, principalmente aquela salada de pacote que é mais seca.

Esta é uma doença que interfere na vida social das pessoas, pelo que referi acima, pelo cansaço que muitas actividades provocam... cada caso é um caso! E nesta doença isto aplica-se a 100%. Eu, por exemplo, tenho muitas dificuldades com quebras de rotina (e a minha vida profissional pode ser tudo menos uma rotina), com deitar depois da meia-noite, com muita gente à minha volta (principalmente à noite)... fico fisicamente instável. O meu coração começa a acelerar, dores no corpo e dificuldade em dormir.

Esta é uma doença tramada! Não se vê! É de fácil julgamento! É muito fácil confundi-la com capricho, preguiça, depressão, ansiedade, ou até mesmo... manias! Mas esta é uma doença que dói muito, que causa um sofrimento muito grande, principalmente pela sua invisibilidade... o julgamento dos outros é terrível! 

Ainda é uma doença de causa desconhecida, ainda é uma doença sem tratamento específico, mas é uma doença capaz de atacar todos os órgãos do nosso corpo. É auto-imune, o que significa que o nosso sistema imunitário ataca o nosso corpo, está desregulado, causa uma inflamação generalizada no organismo... às vezes parece fogo a queimar!... é importante que o sistema imunitário nunca esteja muito elevado (tenho de fugir de cenas que fortifiquem o sistema imunitário) e isso faz com que venham as gripes, constipações, amigdalites... etc... facilmente se pode apanhar uma pneumonia!...

Eu vivo sem pensar nestas coisas, nestas possibilidades! Ainda estou a aprender a viver com esta doença, e estou cada vez mais empenhada em conhecê-la e em conhecer alternativas que me mantenham saudável (alimentação, por exemplo).

Em breve trago-vos mais informação sobre esta síndrome! Se tiverem questões, por favor, coloquem-nas, responderei se souber!

Os meus vizinhos são melhores do que os vossos #5

Quem me segue no Instagram já viu (quem não segue, reitero, é um ovo podre!!! - Hão-de-me ouvir, ou ler, vá, a dizer, ou escrever, vá, isto até me seguirem no Instagram), a espécie de vizinhos que habitam este prédio... isto seria todo um caso de estudo, vero!

Já não é de hoje, nem de ontem, nem de há uns anos, acho que é assim desde sempre, mas com tendência a piorar (já dizia António Variações), que há uns vizinhos que fazem do seu lugar de garagem (não, não é uma box) uma extensão de sua casa... já tiveram várias coisas, desde cadeiras, a lenha (os nossos apartamentos têm lareira...), bicicletas, etc... 

Mas agora, agora, senhores, é todo um outro nível... Ora atentem:

Mesa de sala e cadeiras, móvel com gavetas, objectos vários (desde brinquedos, livros, e lixo em geral...) e... e... tcharaaaaammmmmm:

Caixas com pão! Caixas gigantes cheias de pão!!! Pão de todas as qualidades, pão de Mafra, Alentejano, carcaças, bolinhas, pão de sementes... pão em geral! Ontem tive de fotografar... ontem 4 almas, as que habitam este belo palácio situado neste prédio de gente doida, riam a bandeiras despregadas, riam até doer a barriga, riram até a luz da garagem se apagar quando aqui a vossa Marquesa, de dentro do carro pergunta: - O que é aquilo?... aquilo é p-ã-o?!?!?!... mas para quê?, ao que o Marquês responde: - Deve ser para as galinhas ou para os porcos?!?!... olhei para ele... nós vivemos na cidade! Na capital deste país, o meio rural ainda é um bocado distante... aqui não há porcos... meia atarantada ainda perguntei: - Mas estas almas têm porcos e galinhas em casa?!?... Num prédio?... em Lisboa?...; risos... depois o Marquês lá conseguiu responder: - Não!... errrrrr.... acho que não! Deve ser para levarem para a terra!... e enquanto isso temos caixas e caixas de pão na garagem... a pergunta que se me impõe é: - Aquela porra não chamará bicharada? Tipo ratos e baratas e o catano?!?... Mas quem é que se lembra de empilhar caixas cheias de pão na garagem de um prédio citadino?!?...

Ah!!!! Coitado, se calhar não tem onde guardar as traquitanas... pessoas mais giras do mundo, todos, repito, todos os andares deste prédio têm arrecadação... a minha está uma zona, quem lá entrar, se não levar GPS, corre o risco de não conseguir voltar... não imagino como estará a arrecadação desta alma!... é que, pelo menos, o meu lugar de garagem alberga só e unicamente (eu sei que só e unicamente são uma e a mesma coisa, não me macem!) o meu carro!

Eh pá, vocês digam-me que isto não é normal!... eu já começo a achar que sou eu que não estou a ver bem as coisas...

Ps. Este prédio tem um regulamento de garagem que diz: - Os lugares de garagem servem exclusivamente para guardar veículos automóveis. Sempre achei parvo, quem é que se iria lembrar de lá guardar outra coisa?!?... pois... 

Quem quiser ver a foto, é ir ao meu Instagram!

 

Pág. 2/2