Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Indignação da Semana #1

Vocês pedem e eu obedeço!...
Meti-me numa alhada é o que é!... tenho ideias peregrinas e depois tenho de lidar com o que lá vem... 

Ora então, cá vem o primeiro post sobre a Indignação da Semana!...

Antes de iniciar, vou só explicar como isto vai funcionar... é que é segunda-feira e cheira-me que vocês ainda não têm os neurónios a funcionar, que ontem deitaram-se tarde a ver os resultados eleitorais, e é melhor explicar-vos tudo como deve de ser!

Atão é assim:

- O post vai sair à segunda-feira;
- Refere-se à indignação da semana anterior;
- A indignação não é minha, é uma indignação do povo em geral partilhada massivamente nas redes sociais, que uma Marquesa não se indigna!... o que seria!

Posto isto, bóra lá masé!

Ora a indignação da semana começou, como sempre, nas redes sociais... dei de caras com ela assim à bruta... tão à bruta que demorei a entender o que-raio-se-estava-a-passar...

A indignação da semana iniciou-se da parte daqueles que nunca se indignam... vero!... daqueles que passam a vida a criticar os indignados mas que afinal também se indignam (não fui eu! Que eu não em indigno, já disse! Eu fico intrigada, aborrecida, estarrecida e, essencialmente, f*d*da!)... as bloggers da praça! As bloggers assim estrelas mor da blogosfera... parece que mexeram com a mestra, com a guru, aquela a quem têm de dar graxa senão estão, como eu, f*d*das!... 

Parece, vocês vejam lá isto, caneco, leiam bem que isto é inédito... algo nunca visto aí pelas bancas do país.... mas, parece que a Revista Vip, esse colosso do bom jornalismo e da informação séria e fidedigna, fez uma capa nojenta (palavras usadas pelas bloggers), sem um pingo de decência e consideração pelas pessoas, que só querem vender e que para isso vale tudo, até desrespeitar a rainha-mor, sôdona Cristina Ferreira, Tininha para Portugal em geral e  em particular também!
- Ahhhhhh!.... que novidade! Fiquei chocada! Andei eu anos a acreditar que a Revista Vip seria incapaz de tal coisa... revista sem consideração pelas pessoas?... a sério?... Revista Vip, Revista Vip, então vale tudo para vender?... oh raisparta, que o mundo está perdido, senhores!!!!!.... e novidades, há? 

Mas estas senhoras (as bloggers em causa), achavam mesmo que a Revista Vip era uma publicação séria e fidedigna?... ou só é mau quando ataca, sem escrúpulos, a Cristina Ferreira?...  Alguém me pode explicar?

O que fizeram é mau?... pois com certeza que sim! Parece que a Cristina andou a fazer campanha pela luta contra o cancro e estas criaturas (Revista Vip) resolveram manipular a capa insinuando que a apresentadora estaria a lutar contra a doença... mas é pior do que o que já fizeram com outras pessoas?... pois com certeza que não! 

Todas as semanas, atrevo-me a dizer, esta revista (e outras do género) publica capas manipuladoras, exploradoras da desgraça alheia... e de quem é a culpa?... é de quem as compra! Mas têm dúvidas de que a revista da semana passada deve ter esgotado?... então qual é o drama?

A Cristina Ferreira é mais importante do que os outros?!... sim! Para quem precisa de lhe dar graxa!... para quem quer aparecer dê por onde der!... para quem quer cair nas graças da apresentadora!... e para, quem quer, à custa da publicação e da própria indignação ter o Instagram e o Facebook com milhões de comentários e indignados dos dois lados!...

- Ahhhh... oh Marquesa também estás indignada!!!!...

- Já vos disse que não me indigno, catano! - Não minervem! -... estou a constatar factos! A pôr-vos ao corrente do que por aí se passa... nem sequer estou f*d*da com isto!... quero lá saber! Não aprecio a Cristina (no seu trabalho... pessoalmente não tenho nada contra!), não preciso de lhe dar graxa, e não compro revistas destas!... A ter de arranjar um adjectivo estou divertida com o tema!... acho graça à importância que é dado a determinado acontecimento dependendo da vítima!... 

Acabem-se masé com estas revistas, com este jornalismo de m*rda!... ah espera... não dá! Depois estes "famosos" não tinham como o ser... afinal as revistas Vip e outras são amigas, não é verdade?.... talvez seja melhor deixar os indignados indignarem-se, sempre dá mais publicidade a todas as partes e ganham todos! A Tininha tem mais projecção, a revista vende mais, as bloggers indignadas têm mais likes e comentários e o caneco, eu tenho tema para a rubrica semanal (Marquesa a saber fazer render o peixe desde Outubro de 2019! Yeah!), para a semana já ninguém se lembra e uns são convidados para o programa da apresentadora, a própria dá um exclusivo à revista, as bloggers indignam-se com outra coisa qualquer e eu terei mais uma indignação sobre a qual botar discurso... está bom assim!

 

Estou a aceitar os parabéns!!!...

Pára tudo já!!!... como assim o mundo continua a girar após tamanho acontecimento?!...

Se eu já era Marquesa de nascimento e por mérito, diga-se!, agora a minha vida atingiu o nirvana, senhores!!!

Então eu agora sou mãe de mordomas, caneco!!!... Vá, comecem a parebenizar a vossa Marquesa favorita, andem lá que eu não tenho o dia todo!...

- Errrrrrrr.... mas o que é isso de "ser mãe de mordomas", oh Marquesa de nuestra vida?

- Porra pá, vocês cada vez mais me impressionam com a vossa aprendizagem de estrangeiro, caneco! Andam mesmo poliglotas!... Atão, as minhas filhas (coisas mai'lindas de sua mãezinha) foram nomeadas mordomas para a festa da terra do avós no próximo Verão! 



- Bolas, pá! Não sejam assim, caneco! Aquilo é um acontecimento importante... hummm... na escala de importância de festas da aldeia, claro!, elas vão ser (a par dos outros mordomos - mas esses não interessam nada!) as mais importantes da festa... a seguir ao baile, às minis, aos tremoços, aos copos de três... pronto, ok, e à procissão... quer dizer, pensando bem, à procissão não porque se não forem os mordomos não há quem leve os andores e depois não há procissão!  Por isso, fila convosco para me parabenizarem, fáxavore!!

Claro que ser mordomas implica toda a organização da festa... claro que vai dar barraca!  Ao nível de porcos no espeto (a aspirante mai'velha diz que se recusa a participar numa festa onde haja porco no espeto...); Ao nível de cabritos vivos para rifar (a aspirante mai'velha diz que se recusa a participar numa festa onde haja cabritos para rifar...). A vossa Marquesa apoia as decisões da sua aspirante mai'velha, e como tal já está a magicar soluções de substituição para poupar o porco e o cabrito!

Uma coisa já sabemos, para o almoço à comunidade haverá feijoada vegan!... até se lambem, caneco! Já comuniquei às aspirantes que têm de recrutar todos os estrangeiros (dos quais alguns são amigos delas) que se mudaram para a aldeia e são vegans, para virem em peso ao almoço. Vai ser épico!!! 

Entretanto aceitam-se sugestões de substituição do cabrito para as rifas... sugestões que não envolvam exploração animal, claro está!... Também aceitamos patrocínios para a festa!... é botar aí nos comentários as sugestões, os parabéns e quem quiser patrocinar é chegar-se à frente!

Sosseguem!!! Já fui às análises!

Já fiz as análises!!!!



Pronto! Era só isto!

Eu sei que vocês andavam apoquentados desde o meu post sobre as minhas análises, raisparta que quase passou um ano, caneco!!!, que nem dormiam, que andavam por aí pelos cantos a sussurrar nosjóvidos uns dos outros a saberem se alguém tinha novidades sobre o acto de eu ir fazer análises... eu bem sei! Até para os hospitais e laboratórios do país andaram a ligar para saber se eu já tinha feito as ditas....

Pois que fiz, sim senhora! Fiz há umas 3 semanas!... larguei lá metade do meu sangue e o vencimento para as férias de Natal!... Sabem lá vocês o que foi aquilo, senhores!!! Tenho 4 folhas, ou mais, de resultados de análises!... análises a tudo e mais um par de botas... a senhora enfermeira, uma querida, estava a modos que assustada com a quantidade de sangue que me tinha de sacar... acho que estava com medo de ser acusada de homicídio, ou assim!... seringas e seringas com sangue... teve de chamar a colega para lhe segurar as seringas já cheias e lhe ir passando mais!... e eu ali, hirta e firme, de braço estendido... ela lá me ia dizendo: - Isto é muito sangue... - e eu, desde que me deixe algum para a viagem, por mim tudo bem!... houve uma altura que ainda suspeitei de tráfico de sangue, que ela o fosse vender ou assim... e que nem partilhasse os lucros comigo!... mas não! Quem é que iria comprar sangue azul, catano?... a malta quer é sangue vermelho, igual a todos!... - Quando sair daqui tem de ir comer um farto pequeno-almoço! Tudo o que tem direito! Bolos, pão, muitos nutrientes! - Fiquei a pensar que talvez fosse boa ideia ir tirar sangue todos os dias, ou dia sim dia não, vá!

Paguei uma pipa de massa pelas análises, oh caraças! Sim, eu vou ao privado! Tenho seguro de saúde e só pago uma percentagem pequena das análises... mas eram tantas! A factura tinha 3 folhas! 

Então e agora, Marquesa de nuestro corazón? (Vocês andaram a aprender estrangeiro... gosto disso! Pessoal dinâmico e aberto a novos conhecimentos.) Agora tenho de ir ao meu sítio preferido de todo o sempre (sóquenão!)... o dótore!!! Que já tenho os resultados mas aquilo está em chinês e eu não domino a língua (ainda!). Quando lá for conto-vos tudo e tudo, bale? Vocês sabem que jamais vou ao dotóre sem vos relatar o acontecimento... o que seria de vós sem tal informação?

Sim ou Não?!... vocês mandam!... depois quem decide sou eu!

Ontem andava eu a rebolar na cama, mas não a fazer o que as vossas mentes perversas estão a imaginar... estava mesmo a ver se dormia e, neste exercício, a minha mente fervilha sempre... normalmente enche-se de parvoeira e de ideias tontas... é assim a minha cabecinha linda de Marquesa!

Mas dizia eu, estava eu sossegada (se escrevo rebolar vocês começam logo a imaginar coisas...) nos meus lençóis a pensar, a pensar.... já vos tinha dito que é uma das minhas actividades preferidas, eu poderia ser paga para pensar, era uma alegria, caneco!, e no meio dos meus pensamentos surgiram vocês, pessoas giras! 

- Atão mazatão, tu já pensas em nós antes de adormeceres?!?... - É verdade! Vocês são parte muito importante na minha vida... isto para verem o quanto a minha vida é recheada de acção e movimento... o quão interessante é... 

Mas, voltando ao que interessa - vocês estão sempre a desviar-me do meu raciocínio, raisparta! - estava eu a pensar, a pensar e tive uma ideia! 

Dado que não tenho nada que fazer (sóquenão), achei que seria mesmo giro, incrivelmente espectacular, assim a modos que super-mega-fixe, passar a ter um rubrica semanal subordinada ao tema: A Indignação da Semana!...

Mas hoje quando acordei achei que seria absurdo... desde que inventaram o Facebook deixou de haver a indignação da semana para passar a haver a indignação do dia... ao ritmo que as coisas andam depressa passaremos para a indignação da hora, do minuto e por aí a fora... e eu não fazia mais nada que não escrever no blog! Claro que a minha vida se tornaria bastante mais interessante... já a vossa não garanto! Terem de vir aqui lerem-me a cada segundo seria aborrecido! 

Mas afeiçoei-me à ideia na mesma!... acho fofinha!  E depois de se afeiçoar uma pessoa custa-lhe deixar para trás, numéberdade?

E vocês, pessoas giras, gostavam que eu lançasse esta rubrica? Só lanço se, pelo menos, 2 pessoas disserem que sim e que iam ler religiosamente! 

Vá, botem as vossas respostas já aí nos comentários, faxavori

Cheers!!!! Bom ano, catano!!!

Estava eu aqui a pensar na vidinha... mentira!, estava só a protelar o trabalho que tenho para fazer... depois queixa-te, oh Marquesa!, quando me assaltou à memória uma história já com alguns anos e que me fez pensar logo: Marquesa, tu tens de partilhar isto com a pessoas mais giras! - sim, eu falo para mim como se estivesse a falar para outra pessoa e as pessoas mais giras são vosselências! 

Então, corri para o computador... mentira! (outra, caneco!), já cá estava a protelar... e resolvi partilhar convosco!

Há uns anos, já tinha dito isto?!... picuinhas, vocês!, o Marquês tinha isenção de horário e muitas vezes trabalhava de noite e o caneco... inevitavelmente todos os fins de mês tinha de trabalhar muitas horas e implicava trabalhar algumas noites e sempre todos os dias, fosse fim-de-semana ou feriado, não importava! Todos os finais de mês, 3 ou 4 dias, era assim. O fim-de-ano não escapava, aliás piorava, não só era fim do mês como fim do ano! Como tal era comum nunca podermos festejar a entrada no novo ano como "il faut".

Estávamos nós a prepararmo-nos para passar uma consoada caseira, só nós e os nossos cães (na altura tínhamos 2 e as aspirantes ainda não eram nascidas) quando, em conversa com uma amiga ela me disse que iria passar o fim-de-ano sozinha em casa pois não podia ir à terra (ela não é de Lisboa)... claro está que a convidámos para vir passar connosco. Jantaríamos, brindaríamos, comeríamos as passas, ouviríamos música e conversaríamos regados por um belo vinho. Que a festa era caseira mas em casa de Marqueses!

Uns dias antes, já nem sei se não foi mesmo no dia anterior, a minha amiga telefona-me, envergonhada, sem jeito, meia a gaguejar, a ir dar a volta ao Porto para chegar ao Rossio, tal era a dificuldade em ir direita ao assunto... - a minha amiga é assim! É pessoa para me enervar um pouquinho com estas coisas, mas é uma fofa e eu gosto mesmo dela. - até que eu lhe disse: Oh melher, desembucha, catano! - se podia levar uma amiga dela que, coitada, estava sozinha, não tem amigos, o namorado acabou com ela, a irmã não a convidou para ir passar o fim-de-ano com ela... uma tristeza!... uma tristeza o catano, que depois eu passei a entender porque é que não tinha amigos, nem namorado, nem a irmã queria saber dela... a minha amiga é uma fofa, uma boa alma, acolhe todos e vê sempre o lado bom das pessoas... Claro que eu lhe disse que sim, senhora, que trouxesse a amiga rejeitada que faríamos aqui uma festarola...  Mal sabia eu! Nem ela (a minha amiga!)!

Pois que se dá a grande noite! Elas chegam, a minha amiga trouxe qualquer coisa, uma sobremesa ou assim... a outra, nada! Trouxe-se a si própria e nós só tínhamos de agradecer tal honra!

A amiga chegou e sentou-se à mesa! Assim, sem preliminares, sem nada! Chegou e sentou! Nem perguntou qual seria o seu lugar... A minha amiga veio ajudar no que era preciso, dar dois dedos de conversa enquanto íamos da sala para a cozinha e vice-versa. Leva a travessa, amiga da amiga, sentada!, traz o vinho, amiga da amiga sentada!, conversamos um pouco a meio do caminho, amiga da amiga sentada!... e subitamente diz: - Não há nada para se ir comendo?!?... silêncio! A minha amiga gagueja... e diz-me baixinho, desculpa ela é minha colega lá do trabalho, não a conheço bem, fiquei com pena dela!... e eu, não faz mal! Sou uma joia de moça e devia ser santificada, é o que é!

Sentamo-nos à mesa! Damos comida à "chefa", não queremos que ela desfaleça e fique de mau humor, catano!... a sujeita mal fala durante a refeição... limita-se a olhar, a comer e a beber. Termina a refeição!... ela, atente-se!, nós ainda estávamos a comer. Levanta-se da mesa e senta-se no sofá, sem nada dizer! Liga a televisão, sem pedir licença... nós, após um silêncio incrédulo e de eu me desatar a rir (a minha amiga acompanhou-me corada e envergonhada!), continuamos a comer e ignorámos a "chefa" e a televisão...

Blá-blá-blá, conversa, enche mais um bocadinho de vinho, e tal e coiso e de súbito ouvimos, vindo do sofá um:

- Este sofá é desconfortável!...- nós em silêncio e boca aberta, olhamos para o local de onde vem a voz... a dona da mesma levanta-se um pouco e diz: - Olha (para mim), por acaso não tens uns chinelos que me emprestes?!...

- Ãh?!?!??!?!??!? Claro que sim... - balbuciei eu a medo! Juro! Eu estava com medo! Aquela pessoa não era normal e bem que nos podia fechar aos 3 na casa de banho e, depois de nos roubar os rins, deixar-nos ali a esvairmo-nos em sangue... lá lhe fui buscar os chinelos!... ca nojo!... foram para a desinfestação a seguir!... mentira!, dei-os!

Cheios de medo, borradinhos mesmo, com miaúfa... ela podia estar possuída pelo demónio, ou ser uma psicopata... relembro-vos que a irmã não a convidou para o réveillon!..., lá continuámos a nossa conversa.

Blá-blá-blá, conversa, enche mais um bocadinho de vinho, e tal e coiso e de súbito ouvimos, novamente:

- Olha lá (ela falava assim e dirigia-se sempre a mim!... medo!), não me arranjas uma manta?!... estou cheia de frio!

Lá fui, obediente, buscar-lhe a manta e ela deita-se no sofá e continua a ver o programa do Herman José na televisão!...

Nós, cada vez mais apreensivos (e mais cagadinhos, diga-se!), lá continuámos... Blá-blá-blá, conversa, enche mais um bocadinho de vinho, e tal e coiso e de súbito ouvimos, vindo do sofá um:

- Olha (sempre na minha direcção!), faltam 5 minutos para a meia-noite!... - e fica a olhar...

Fomos buscar as passas, o espumante, preparámo-nos... 10-9-8-7-6-5-4-3-2-1!!! Yeahhhhhh!!!!! Bom ano! Cheers!!! Abraço, beijos, entre os 3, claro está! A "chefa" manteve-se junto ao sofá, em pé, com os meus chinelos nos pés, de copo na mão, bebe e às 00:05 diz:

- Vamos embora! 

E foram!... 

Porta fechada, trancada!, com todas as trancas e fechaduras possíveis e... gargalhada!!! Eu e o Marquês rimo-nos a bom rir... não sei se pelo espanto, pelo inusitado da situação, se por medo, se por descompressão...

A minha amiga no dia seguinte telefona-me e diz-me: - Desculpa! Não sabia que ela era assim!... e nunca mais tocámos no assunto!...

A irmã deve ter tido uma noite de fim-de-ano do caraças, o ex-namorado deve ter tido a melhor noite da sua vida e nós ficámos com uma história para contar!...

Ps. Isto não é um conto! Não é ficção! Isto aconteceu aqui no palácio!

Pág. 2/2