Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Amanhã será melhor.... ahahahahah!!!

Ora bem, ando feita uma lontra preguiçosa e profundamente desanimada com tudo e mais um caracol... raios!!! Se eu já era sujeita para deixar para depois de amanhã o que poderia ter feito ontem, agora estou sensivelmente pior!... eu a ser fofa comigo! Não estou nada sensivelmente pior, sou um caso perdido sem hipótese de recuperação!

Isto aqui pelo palácio está instalada a má energia, a lentidão, a tristeza e a vontade de nada fazer. Olhar para o futuro é coisa para me contorcer o estômago e fazer brotar as lágrimas, que não tenho... Ah e tal, estamos todos assim! Eu sei, caneco! Mas não é isso que me faz sentir melhor, antes pelo contrário. 

Ao nível dos adultos que habitam este palácio, eu e senhor Marquês, estamos sem trabalho há um ano. Os que estavam marcados para este ano estão a ser adiados, é a nossa única fonte de rendimento, estamos a chegar ao fim da linha... é uma merda! Quando eu digo sem trabalho é parados, mesmo! O nosso sector está proibido de funcionar. Não é como outros que podem vender para fora, online, que podem dar aulas ou cursos online... nada! No nosso sector e profissão não há nada que possamos fazer remotamente, excepto aguardar e... rezar! O dinheiro não entra e não há perspectivas de entrar, e sem dinheiro não há força anímica. Estamos de rastos e a tentar manter o nariz fora de água.

As Aspirantes Mai'Lindas estão péssimas... a Mai'Nova tem aulas das 9 da manhã às 17/18h da tarde, com uma hora para almoço, todos os dias, online!... a sério!!! Parece mentira mas é verdade! Chega ao fim das aulas tem trabalhos para fazer e estudar para os testes... está tudo doido! A Mai'Velha está no seu último ano de escola, a pensar em ir para a faculdade, tem os seu últimos tempos de secundário fechada em casa, com trabalhos importantíssimos para fazer, a criatividade que não sai... os fins de semana são ou de trabalho intenso para elas ou de "caguei-nisto-tudo-não-vou-fazer-nada-e-segunda-feira-fico-de-rastos-e-não-sei-como-encarar-os-professores".

Entre fazer refeições, esperar que esta-merda-passe, pensar em soluções, lágrimas e desespero, se passam os dias... todos iguais! Acordar, comer, adultos esperam, pensam e desesperam, adolescentes têm aulas, almoçar e esperar que seja noite, enquanto elas têm aulas... rezar para que a noite chegue rápido para ser mais um dia que passou, para estarmos mais perto do fim deste sufoco.

Sim, eu sei que desse lado há quem esteja pior, que todos estamos a desesperar e isso só me deixa pior.

O meu maior problema nem é o confinamento, é a falta de trabalho e de perspectivas... é o desespero das minhas filhas... é o não ver fim à vista... porque o confinamento acaba mas o nosso sector continuará parado!

No meio disto tudo há quem esteja profundamente feliz, a nossa Diaba!... tem a vida com que sempre sonhou! A família junta 24/24h, 7 dias por semana por tempo indeterminado... pulula entre sestas e festas de cada um de nós.

Amanhã será melhor.... ahahahhahahahahha!!!!! O que vale é que ainda vou tendo sentido de humor... 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.