Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Antes as Caraíbas!

Aiiiiiii, pessoas.... vocês sabem lá o que tem sido a minha vida nestas duas últimas semanas... sabem lá!!... Gostava tanto de vos dizer que estive nas Caraíbas a banhar-me ao sol e nas suas águas tépidas e azuis turquesa, rodeada de iguanas e peixinhos tropicais, a beber uma piña colada e a ouvir reggae.... mas não! Nada disso... a minha vida foi passada entre algum (pouco) trabalho e uma tristeza profunda.

É! Foi isso! Uma apatia, uma tristeza que veio de dentro e que me me fez parar e não conseguir fazer nada. Mas o que é que te aconteceu, cara Marquesa? Nada! Não aconteceu nada! Ou melhor, aconteceu tudo... tudo o que tem vindo a acontecer desde há uns tempos... a doença, a falta de trabalho, a consequente falta de dinheiro, as preocupações... começa-se a entrar numa espiral descendente difícil. Tem-me safado a minha psicóloga e as consultas semanais.

Tenho-me "obrigado" a reagir, a fazer coisas, mesmo que poucas, a fazê-las. Uma das coisas que tenho feito é ler-vos. Sigo alguns de vós, muitos me arrancam sorrisos, outros fazem-me pensar, outros, como a querida Bruxa Mimi que me referiu como um dos blogues a ler, que me enchem o coração!  (Sobre esta tão honrosa nomeação falarei num post próprio, pois merece e eu estou tão grata!) De uma forma ou de outra têm-me ajudado e por isso vos quero agradecer.

Uma das coisas que tenho sempre em mente e que muitas vezes não consigo cumprir, mas que me faz tão bem, é escrever. Adoro escrever, adoro ler, e estar aqui a escrever-vos e a ler-vos é tão, mas tão bom! Um dos meus compromissos é fazê-lo todos os dias! Terei de o fazer, algumas vezes, como um remédio. Um remédio bom que, ainda por cima, não tem efeitos indesejáveis.

Entre esta profunda tristeza a minha vida não parou... nunca pára, catano! Nem consigo deprimir em condições... Cortei o cabelo (não sei se gosto! Acho que não!), fui ao baile de finalistas da aspirante mai'velha, fui a médicos (claro! O que seria a vida deles sem mim?... Ah pois... disto ninguém fala...), fui chorar para a minha psicóloga! Também me ri... já vos disse que não consigo deprimir em condições! Eu, às vezes, tenho uma tendência para rir em vez de chorar... antes isso!

Camandro, agora que me leio acho que vou ali dentro deprimir mais um bocadinho com esta perspetiva de não conseguir deprimir em condições...

Não sou pessoa de uma força gigante, acho eu!, mas tenho uma capacidade gigante, qual Fénix, de renascer das cinzas... estes últimos dias foram mais difíceis, o meu renascimento demorou um pouco mais... normalmente é no dia seguinte à "morte"... mas cá estou eu, de novo! Espero assim manter-me por muito tempo.

Da próxima vez que me ausentar, amigos, que seja mesmo para ir até às Caraíbas, Nova Iorque, Maldivas... ou Algarve! Também pode ser!

Ps: Uma mensagem que quero deixar a todos: Se quando nos dói os dentes vamos ao dentista, quando estamos doentes vamos ao médico, a depressão é também ela uma doença e não um estado de espírito e como tal devemos ir ao psicólogo. Eu não estou com depressão, estive e tenho frequentemente estados depressivos. A minha vida não tem sido fácil, mas estou a ser acompanhada para que não só não desenvolva uma depressão como para ultrapassar todas estas questões que me deitam abaixo e me deixam doente.

16 comentários

Comentar post