Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Branqueamento!... tema do dia!

Desafio Caixa de Lapis de Cor #11 - Branco

Ai, caneco... raisparta, raisparta eu!!!! Corri, corri e mesmo assim não cheguei a tempo.... os meus lacaios andam numa lazeira, não fazem nenhum e nem capazes foram de me dispensar dos meus afazeres, de dizer, Oh Marquesa, vá lá escrever para as 'ssoas que nós fazemos a cama, que nós vamos à reunião por si... nada!!! Uns calões!... assim, e com grande pena vossa (e minha, vá!), ontem não consegui cumprir com o meu compromisso e vir aqui botar letras, palavras e ideias geniais, em geral! Por isso, aqui estou eu, hoje, linda e fofa, como sempre, para botar faladura...

 

 

Ainda aí estão?!?!.... 

 

Boa!! Sois os maiores!!!

 

 

Ora que a cor desta semana é o branco que, como toda a gente sabe, não é uma cor mas sim a ausência da mesma, ou lá o que é!... a Aspirante mai'nova, e a mai'velha também, é que sabe deste assunto, eu não tenho vagar para me debruçar sobre reflexões filosóficas se o branco é cor ou ausência da mesma, se é a junção de todas as cores rodadas a alta velocidade, se é tudo e mais um carapau... n'quero saber, bale?... Boa!

Hoje falo-vos, sim, que eu ainda não comecei a botar faladura, de um tema bastante em voga esta semana, e na passada também, e na anterior... e no mês passado, e no ano passado... enfim... desde que me lembro de mim que é um tema bastante moderno... branqueamento!... pode ser de capitais, já que para a roupa branca temos a lixívia, claro que todos sabemos (os que não sabem, soubessem!) que a lixívia estraga a roupa e tal, mas hoje não há tempo, nem relva suficiente para estender a roupa a corar... que imagem bonita seria os lençóis e as toalhas todas estendidinhas ali pela relva da Alameda, ou no relvado de Alvalade... Lá que ficaria branquinha e catita para durar mais uma vida, ficaria. Mas cá pelo palácio não temos vagar, nem relvado e a criadagem, vocês já sabem, não se pode contar com ela para nada, e como tal temos a lixívia e quando a roupa estraçalha, vai para a caminha da Diaba, que aqui aproveita-se tudo!

Ah! Pois!... o branqueamento, não é?!!... vocês já me conhecem e eu distraio-me com a conversa e quando dou por isso prescreveu o tema... é o que acontece com o branqueamento de capitais aqui pelo nosso burgo!... é isso e corrupção, mas para este tema precisávamos de outra cor e estas já se esgotaram.... com pena minha!

Pois se leram até aqui para saberem como branquear capitais perderam o vosso tempo, não só não tenho capitais para branquear como, vocês sabem, não tenho vagar. Tivesse eu, ambos os dois (como diria o poeta!), e estava nas Maldivas a editar um livro sobre branqueamento dos mesmos para vocês irem lá ter comigo!... alguém tem de abanar a Vossa Marquesa, ir buscar cocktails e tirar as areias dos seus reais pés... odeio areia! Bléaaacchhhh!!! Mesmo a branca... apesar de esta ser menos má!

 

Neste desafio participo eu, Vossa Marquesa favorita, a Fátima, a Concha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Luísa De Sousa, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue,  José da Xã e o João-Afonso Machado.

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio. Acompanha-nos nos blogues de cada um, ou através da tag "Desafio Caixa de lápis de Cor". Ou então, junta-te a nós ;) - roubei este bocadinho à Fátima!!! Espero que não se importe! 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.