Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Doctor, I have a Pain...

stethoscope-2617701_1920.jpg

 

 

Pois que esta semana fui experimentar uma novidade para a minha saúde... A ver se me ajuda!
Medicina Ayurvédica (aqui está uma palavra difícil "comó raio" de dizer... pelo menos para mim). E nunca sei se diz Ayurvédica ou Ayurveda. Alguém pode iluminar esta pobre alma?

 

Esta abordagem faz-me sentido, como aliás qualquer abordagem que modifique hábitos alimentares nocivos e nos promova a saúde. Bem, eu resolvi experimentar esta.

 

A consulta teve a sua graça... o sr. doutor é mesmo indiano, da Índia e tudo e não fala português... Ah, dizem vocês, mas deve falar inglês... Fala! Com certeza que fala e tenho quase a certeza absolutinha de que fala muito bem inglês. Aliás eu percebi tudo o que ele disse (sou esperta "comó raio" - tenho a sensação de que já utilizei esta expressão algures). Então, dizem vocês novamente, qual o problema? Como diria uma queridaamigafofabloguerócoiso, o problema não é ele sou eu! É que eu sou gaja para perceber tudo e tudo e tudo em inglês, mas falar é que "tá quieto", em compensação consigo a proeza (já pouco vista pelo nosso país) de falar muito bem português. E tenho orgulho no meu português! Mas mesmo assim, pelo sim pelo não, mais que não seja para que o senhor doutor não tenha de deixar a Ayurvédica e tomar um xanax, talvez não seja má ideia ir praticar o meu inglês... Só não sei se vá para a Baixa de Lisboa ou se vá para uma escola de línguas. É que vocês não acreditam, mas eu não só percebo tudo como até consigo fazer traduções... falar é que "tá quieto" (acho que já utilizei esta expressão algures).

 

Bem, vamos "masé" ao que interessa que vocês não estão interessados na minha dissertação sobre onde e como praticar o meu inglês. Digo eu!

 

Então, lá estava eu e explicar em inglês, claro, os meus sintomas (ahahahahahhaha, lindo!) e os exames (ahahahhaha, de chorar!) e os diagnósticos (ahahahahha!!! Hilariante!) e os medicamentos (ahahahaha!!!! Tinha graça se não fosse embaraçoso, diria mesmo dramático!). E lá nos entendemos. Diz que a Ayurvédica dá serenidade! Confere! Deve ter sido por isso que o doutor não desatou a rir na minha cara, num primeiro momento, e não se descabelou, num segundo momento.

 

Depois de tudo devidamente explicadinho, depois das perguntas devidamente respondidas, lá saí com um plano alimentar todo catita.

 

Catita é o melhor que consigo para descrever o regime quase nazi de restrição alimentar a que me vou sujeitar.

 

Se eu já não como nem carne nem peixe, se juntarmos a esta minha opção tudo o que não posso comer, vou passar a alimentar-me de água. A boa notícia é que posso comer... ta-na-na-nammmm (ler com música de suspense como fundo)... Castanhas!!! Oh Yeah!!! (ler com foguetes e fogo de artifício de fundo), só não posso barrá-las com manteiga (mas porquê, senhores? Porquê que não nos podemos ficar pelas boas notícias?... Buáááááá - ler comigo a chorar como fundo). Isto funciona mais ou menos assim:

Doutor: - Pode comer castanhas!

Eu: - Yes!!! Good! Very nice - oh eu a escrever inglês.

Doutor: - Mas.... (After a but always comes a shit - oh, outra vez, viram?) Mas... não pode comer manteiga! Nenhuma! Nem vegetal! Só Ghee (Não perguntem! Pesquisem!).


E pronto, a conclusão a que chego é que, para além de falarem em inglês, os médicos indianos são como os médicos portugueses, peritos em acabar com a festa! Desmancha prazeres!

 

E agora a minha vidinha vai ser assim... um pouco mais triste... a vida sem castanhas com manteiga não é mesma coisa... mas espero que com menos dores, com mais energia e, claro, mais magra e "boua" (ler com pronúncia de grunho), que esta m**rd*a desta síndrome também há-de servir para alguma coisa de jeito! Há que ver sempre o "bright side of life".

 

Mais tarde falar-vos-ei de como está a correr este meu périplo pela Ayurveda.

 

E por aí, já alguém experimentou a medicina Ayurveda? Podem dar opinião, please?

 

*Este post teve a preciosa colaboração do Google Tradutor!... É mentira! Eu ainda consigo escrever estas coisitas em estrangeiro... Mas pensando bem tenho pena! Eles devem pagar bem! 

 

 

12 comentários

  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 10.11.2017 11:58

    Foi bonito de se ver, acredita! E rir da minha figura não é fazer pouco da minha saúde. Eu própria me rio muito de mim, da minha doença e das peripécias associadas.
    Tenho Bimby... vou procurar uma receita. Obrigada!
    E já agora, qual a tua opinião sobre o Ghee? Já ouvi falar tãaaoooo mal.... Até tenho medo...
    Olha que esse "spa" no Sri Lanka deve ser espectacular. Quando lá fores tu "posta" tudo aqui, por favor. Ahhh... espera se não dá para publicares nas redes sociais, em directo e a cores, é porque esse sítio não existe. Não vale a pena lá ires...
    Beijinho
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 13.11.2017 16:16

    Acredito mesmo O meu objectivo obviamente não é fazer pouco da tua saúde, mas como estamos aqui no virtual e ainda não nos conhecemos bem não quero que por alguma razão exista um mal entendido! Afinal prezo bastante a tua pessoa
    Se por acaso não encontrares nenhuma receita de Ghee que te satisfaça avisa-me, o cara metade de certeza que conhece uma boa, ele é assim um obcecado pela máquina!
    Olha eu não sou boa pessoa para te dar opiniões, porque para mim é difícil não gostar de alguma coisa, e obviamente que gosto de Ghee. O sabor não é aquele tradicional mas habituas-te facilmente, pelo menos a mim não me fez grande impressão. Mas por exemplo, o cara metade torce o nariz ao kephir, e eu todos os dias bebo aquilo como se nada fosse - é mesmo uma questão de moldares as tuas papilas gustativas e perceberes que o teu cérebro já está viciado num certo tipo de sabores e tens de te esforçar para sair desse padrão de sabores.
    Tenho uma cliente que já foi lá ao "spa" uma data de vezes e diz maravilhas daquilo! Mas realmente é como tu dizes, se não dá para postar online é porque não existe!
    Beijinhos
  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 13.11.2017 16:23

    Eu sei que não! Não nos conhecemos, é certo, mas já deu para perceber pelo teu blog e pelos teus comentários que as tuas intenções não são de gozo.
    Tenho mesmo que experimentado Ghee... Aqui o marquês está entusiasmando e até quer ser ele a fazer. Vamos ver... Depois dou feedback.
    Obrigada pela tua partilha.
    Beijinhos
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 13.11.2017 19:47

    Não te esqueças que se não gostares à primeira não desistas logo, isto é como quando éramos miúdos e nos obrigavam a comer esparregado!
    Pelo menos eu odiava esparregado, mas graças à senhora minha mãe agora papo-o de forma valente
    Um beijinho enorme
  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 14.11.2017 21:53

    Hummm... estou a ver que não deve ser um sabor fácil... 🤔
    Comigo foi com purê de batata, odiava, agora adoro... mas não posso comer... 😫
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 15.11.2017 07:17

    Mas podes comer puré de castanhas! Tens de ver sempre o lado positivo das coisas!
  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 17.11.2017 11:13

    Sempre a ver o lado bom da vida!
    Puré de castanhas, que maravilha!!!!
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 21.11.2017 08:09

    E sabes o que estive a comer nestes últimos dias?
    Puré de marmelo - opá uma delícia nem imaginas
  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 21.11.2017 11:37

    A sério?!?! Nunca comi, nem tinha ouvido falar.
    Eu cá adoro marmelada, mas tem toneladas de açúcar.... e açúcar eu não posso... só mascavado e de vez em quando...
  • Imagem de perfil

    Triptofano! 29.11.2017 07:31

    Tens que fazer um dia, fica tão bom, tão delicioso!
    A marmelada também é deliciosa, mas gosto ainda mais da geleia que se faz com os restos, então para adoçar o kephir, hummmm, mesmo boa!
    Como é que está a correr a reeducação alimentar?
    Beijinhos
  • Imagem de perfil

    amarquesademarvila 29.11.2017 11:15

    Eu aqui cheia de apetite e tu a falares de iguarias!!
    A reeducação alimentar... A história de deixar o glúten completamente é difícil... o tipo está em todo o lado! Mas vamos com calma... Eu chego lá!
    Beijinho
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.