Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Ela levou com ela o meu coração...

Esta semana entrei em modo "viver fora do corpo"... hoje dou por mim com o meu coração a viver fora do peito, agarrado pela minha mão esquerda, que preciso da direita para escrever e fazer cenas várias, e ele tem de ficar na mão que o chão tem germes e bactérias e os bolsos são pequenos para tão grande coração... apesar de hoje ele estar bastante encolhido e pequenino... pobre coração de mãe!!!

Quem te mandou ser mãe, oh Marquesa, quem?... quem te mandou acabar com a boa vida, o sossego, as despreocupações em geral e em particular também, quem?!?... onde estavas tu com a cabeça quando há 15 anos pensaste: giro, giro era ser mãe?!?!... Arre porra que começou o desassossego, catano! 

Hoje, esta que vos escreve levantou-se às 4 horas da madrugada  para ir levar a aspirante mai'velha! Onde, onde?... perguntam vocês... ai catano... ao aeroporto, chiça! A minha bebé pequenina, a minha menina mai'linda, que ainda ontem aprendeu a falar e a andar e essas coisas todas, hoje foi de viagem para o estrangeiro de fora com a escola... ou melhor, com a escola não porque é pesada e o excesso de peso paga-se bem... foi com os colegas e uns professores... saberão estes professores tomar bem conta da minha menina?!... ai senhores que afinal o meu coração não está na mão esquerda, ela levou-o com ela! O meu coração está por aí, viajou hoje de avião sem mim, e anda algures pela Europa nas mãos de uma jovem adolescente!...O meu coração viajou com a minha bebé para dela tomar conta!!

Vocês perdoem-me qualquer coisinha por estes dias, bale? Que isto de andar de um lado para o outro sem coração não é tarefa fácil...

Onde andava eu com a cabeça quando decidi que giro, giro era ser mãe?... Porra! Quem é mãe/pai de bebés, não se queixe com as noites mal dormidas, quando crescem as noites deixarão de ser mal dormidas para não serem dormidas de todo... vão por mim e aproveitem!...

Acho que vou ali tomar um xanax, ou assim para só acordar quando ela regressar... 

4 comentários

Comentar post