Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Eu exijo reencarnar numa Preguiça....

Fui passar um fim-de-semana assim a atirar para o maiorzito a casa de uns familiares... Piscina e tal, arrastar-me da cama para a piscina e desta para a cama para ver Narcos (estou fã!!) na Netflix... E dormir!!! Ahhhhhhhh!!!!!!!!!! Tão bom!!!! Tão bom que teria sido ter conseguido dormir....

Nesta casa maravilhosa, bem edificada ao sol e com uma piscina maravilhosa, vive uma tia! Uma tia já com bastante experiência de vida, que é como quem diz uma idade respeitosa! "Ahhhh... que chato, Marquesa! E ela ressona é isso?...", pois isso não sei que não dormi com ela, mas a minha querida tia (pessoa que eu adoro e também ela nascida e criada para os lados de Marvila), deita-se pelas 19 horas... 19 horas, senhores!!! Vai daí que pelas 3.30h da manhã está pronta a começar o dia! E começa a funcionar como se fossem 10 da manhã... Ela fala com os cães, ela abre a porta aos cães para entrarem e saírem, ela abre portas e armários, enfim... um festival! E ainda tínhamos a diaba... Ora, a diaba é cadela que dorme connosco no quarto, mas é cadela dada a ter de tomar conta de todas as ocorrências, o que implica que ao mínimo barulho que ela não conhece (e estando ela em casa alheia todos os barulhos lhe são estranhos) rosna... a tia acordava, ela rosnava, a tia ia à casa de banho, ela rosnava, a tia abria uma porta, ela rosnava.... Um mimo!!

Eu, que sou pessoa com bastantes necessidades ao nível do sono, mas que acorda com o barulho de uma pena a cair no chão, passei longas e tortuosas horas acordada. Desejosa pelo meu regresso à minha caminha. Pois que esta noite regressei aos meus lençóis, à minha almofada, e tudo e tudo... "Ahhhhhh!!!! Vou dormir! Que maravilha! Amanhã não tenho hora para acordar...."

1 da manhã (sim, talvez eu não estivesse assim tão ansiosa pelos meus lençóis senão tinha-me deitado mais cedo, é certo!), Marquesa deita-se e começa o reboliço (não é esse que estão a pensar...): Vira para um lado, vira para o outro... adormece!... Diaba considera que o melhor sítio para dormir é em cima das pernas de sua marquesa... Marquesa acorda com uma sensação mista entre ter dores lancinantes nas pernas e o "caraças que já não tenho pernas"... Marquesa chuta a diaba (com carinho que é para ela não se aleijar!)... 1 hora depois, mais ou menos, Marquesa acorda com a anca direita completamente dormente... desta vez não é a diaba! Não sabe o que é mas dói comó raio!... e foi isto a minha noite, dorme-acorda-dorme-acorda...

8 da manhã: Senhores da Junta de Freguesia consideraram que era uma excelente hora para ligarem uma máquina infernal de cortar relva mesmo por debaixo da  janela de Sua Marquesa.... rrrrrrrrrrrr-rrrrrrrrrr-rrrrrrrrr-rrrrrrrrr, ainda não se calaram com aquela porra e são quase 2 da tarde, camandro!... Depois admiram-se que um indivíduo pegue numa arma e desate a atirar indiscriminadamente contra funcionários da junta...

9 e qualquer coisa da manhã: Vizinhos (ahhh!!! Essa raça do catano!) resolvem martelar. Marquesa passa a ouvir rrrrrrrrr-pumpumpum-rrrrrrrrrrr-pumpumpum-rrrrrrrrrrrr.... E considera cometer uma assassinato colectivo! Talvez na prisão se durma melhor.

11 da manhã (eu disse-vos que tinha tirado o dia para dormir): Obras no prédio!... Berbequim... rrrrrrrrrrrrr-pumpumpum-nheeeeeeeeeeeeeeeee-rrrrrrrrrrr-pum-nheeeee-rrrrrrrr...... Marquesa considera que afinal a bomba atómica foi uma excelente invenção... onde é que se compra uma, porra?!... com tanta inutilidade à venda e nada de uma bombinha...

Levanto-me! Estou desde essa altura freneticamente a traçar um plano para exterminar senhores da junta, vizinhos e pessoas das obras... Podem observar-me descabelada, ensandecida... o meu estado mental deve abonar em meu favor quando estiver a delinear a minha defesa depois de descobrir em que loja se vende a porra da bomba....

Por este andar acho que só vou dormir na próxima reencarnação... a propósito, para que fique registado, eu exijo reencarnar numa Preguiça, preciso de recuperar.

10 comentários

Comentar post