Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Fui ao Portugal Fashion, catano!

Então conta-nos lá tudo o que andaste a fazer no fim-de-semana, querida Marquesa? (o querida foi uma invenção minha, vocês ficam-se pelo Marquesa que eu sei!)

Ai, ainda bem que perguntam... nem sei se vos diga se vos conte... Foi um "xitex"... então não é que aqui a vossa querida Marquesa foi convidada para ir ao Portugal Fashion, em Lisboa (que o original é do Porto, mas também cá vêm dar uma "perninha")... Ah pois é... Pensavam que este palácio aqui era uma chafarica a cair de podre, com nobreza decadente, era?... Também eu! Mas enganámo-nos todos! Pelos vistos há quem nos tenha em melhor conta do que nós próprios... E vai daí fui convidada para lá ir assistir a um desfile!

E eu fui! Que chique!...

E não pensem que fui convidada por uma prima que lá trabalha nos bastidores e que de tão assídua e dedicada lhe ofereceram uns convites para a família... nada disso!! Até porque não conheço ninguém que por lá trabalhe, é pena! Quem me convidou foi mesmo o estilista!! Uau!!!! Que chiquesa... Aposto que agora querem todos ser meus amigos e vir tomar chá cá ao palácio... Aposto que agora já não dizem que a nobreza está decadente e bolorenta a cheirar a mofo... ah pois é...

Sambando na cara dajinimigas... oh, yeahhh!!!!

Bem, agora que já subi (de elevador) uns andares na escala hierárquico-nobiliárquica, vamos a descrições.

Pois que fui convidada pelo estilista, não vou dizer qual porque depois não podia continuar este texto e vocês em geral e o mundo em particular (eu agora que sou chique digo como me apetecer, não me macem!) merecem saber o que por lá vi.

Bem, fui convidada. Primeira reação: Yeahhhhh!!!!!.... Segunda reacção: Se calhar enganou-se na pessoa a convidar.... Terceira reacção: O que é que eu visto, senhores?!?..... Ultrapassadas todas estas questões, até porque à segunda reacção recebi uma mensagem a dizer que o meu nome já constava da Guest List (ai que chique, senhores, que chique), vestida a minha roupinha... Não vesti a minha melhor roupa pois recusei-me a ir de vestido de noiva, que esse é só para ocasiões muito especiais.

E ainda bem que não vesti o meu melhor outfitt já que havia lá malta de pijama e outros de pantufas, pior que isto só uma alma que, coitada deve ter sido invitada por engano como eu, e nem pijama tinha e vai daí levou a t-shirt de dormir... O que vale é que o Portugal Fashion tem mente aberta e um coração gigante e abre as portas a todos, indiferente ao trapinho que tragam vestido... Talvez seja uma estratégia de venda de roupa... Não sei!

Então lá fui eu, mais o Marquês, e não é que o nosso nome estava mesmo na Guest List!?!?... Ai que emoção! Quase desfaleci... Quase! Não desfaleci porque vi logo que havia imperiais à borla, e vodcka e gin, e tudo e tudo, mas.... nem um "minuim", senhores, nem um croquete, nem um tremoço... uma pevide... chiça, e eu a malta cheia de fome...

Começa o desfile... Tudo muito lindo e tal... mas e as piquenas?... Oh Jesus, credo cruzes... Eu estava com algum receio de ter de lá ir amparar alguma.... As piquenas bambaleavam-se em cima dos saltos, capazes de fazer uma contractura muscular a qualquer momento, num equilíbrio digno de um Cirque du Soleil. Sabem quando os homens resolvem inventar e calçam uns saltos vertiginosos?... Sim?!... Era mais ou menos isso mas para pior. Umas pareciam as minhas filhas quando tinham 4 anos e iam calçar os meus sapatos, a andar com os joelhos dobrados e o rabo para trás para não caírem... Juro!

E a grossura delas?!... Aposto que para algumas o índice de massa (não interessa qual, magra, gorda, óssea, o que quiserem...) era abaixo de zero, algumas existiam apenas porque a sua energia era ligeiramente mais densa do que o ar... Uma coisa muito feia de se ver. Não pelo factor estético (esse era inquestionável de feio, não me lixem!!!), mas pela saúde. Não me vou armar em paternalista, até porque nem há lugar para isso, aquilo que eu vi é efectivamente assustador. Pensava eu, na minha inocência, que já não seria permitido contratar modelos piquena assim (não lhes consigo chamar modelos, porque modelos implica serem representativas de algo bom, e não são.). Não, não estou a falar de raparigas magras. Estou a falar de pessoas cujo esqueleto está em evidência.

Pergunto-me qual será o objectivo destes criadores? As roupas caem mal em pessoas daquela envergadura, o comum dos mortais pensa: Se lhe caem mal a elas o que dirá a mim?!....

Não compreendo o objectivo.

As roupitas... eram sofríveis! Já vi melhor, já vi pior. Valeu pela experiência que, by the way, adorava repetir. Mas da próxima levo "minuins" na mala para acompanhar a "jola", e levo a aspirante mai'velha que ficou amuada por não ir.

16 comentários

Comentar post