Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Habemus Cartão, Catano!

Já se sabe que aqui pelo palácio quando é para fazer faz-se em grande, e isto é verdade quer se trate de partir telemóveis, (há uma fantástica história sobre Iphones partidos para lerem, senhores) e não vos contei que também a aspirante mai'velha partiu o seu telemóvel... mas ela é bem mais esperta do que os senhores seus pais... ela parte um telefone fraquinho e velhinho e recebe um Iphone, oh catano! Tá bem que já era em segunda mão, mas mesmo assim um Iphone! E não fomos nós quem lho facultámos...

Bem, mas dizia eu, aqui pelo palácio é sempre em grande! Foram os telemóveis e agora foi o quê, mesmo? Então foi que a malta aqui é pitosga e com o sol a dar-se-lhe em chapa (quem foi a alma que resolveu colocar máquinas de multibanco mesmo mesmo viradas para o sol, de tal forma que a malta não vê nada e tem de adivinhar as teclas onde vai carregar?... Era dar-lhe com um borracho na testa a ver ser da próxima fazem as coisas como deve de ser!), e vai daí magoo que é magoo (mais o sol, raisparta) não viu que a máquina estava fora de serviço e pimbas, toca de enfiar o cartão na ranhura ("enfiar o cartão na ranhura" é uma expressão maravilhosa ), e vai daí que a máquina não gostou e comeu-me o cartãozinho multibanco, sacana! P*#t+*@ da máquina, oh caraças!

Bem, ainda há o multibanco da conta do marquês, não é verdade?... Felizmente acabadinho de chegar do banco, a cheirar a novo, com a letrinhas todas visíveis e tudituditudo... Sempre dá para desenrascar, pois com certeza!... Daria! Sim, daria se isto fosse uma casa de gente normal, mas não é, pessoas, não é uma casa de gente normal... Vai daí que:

Marquesa: - O cartão?
Marquês: - Tens tu! Foste não sei onde e levaste-o...
Marquesa: - Mas tu depois pediste-me e eu dei-to...

Sabemos que foi usado pela última vez na frutaria... pelo menos foi usado para coisas decentes! Coitado! Tão novinho, ainda, e já perdido pelo mundo...

Vai daí que estando ambos os dois, como diria o poeta, sem multibanco, e estando a aguardar o envio do novo cartão da minha conta resolvi ir ao banco pedir um cartão provisório... foi todo um filme que depois vos conto!

Mas para já habemus cartão provisório, catano!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.