Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Obrigada, pessoas maravilhosas!!!!!

A gripe está-me a dar dos neurónios.... a fazer picadinho de mioleira de Marquesa... este post foi escrito ontem e, achava eu, publicado ontem... afinal estava perdido por aqui à espera que alguém o publicasse... manhoso! Aqui vai então o que deveria ter seguido ontem:

Ai caneco que ontem foi em grande!!!! Uma pessoa vira costas, que é como quem diz anda todo o dia na rua a cirandar, entre trabalho e duas consultas médicas e o Sapo destaca um post aqui deste palácio e começa um rodopio sem igual... foi um entra e sai deste palácio que nem vos conto catano!! E eu aqui, entre estar estendida e deitada, sem poder ir ao computador, sem ter nada de jeito para vos escrever... eh pá... até estou sem palavras, caneco!!!

Queria tanto escrever um post em condições... um discurso tipo óscares, estão a ver?... é que vocês merecem!!! Houve para lá de um tonelada de gente a vir aqui a este humilde paláciozinho ler as parvoíces que eu escrevo e isso é tão bom!!!! Obrigada! Foi tanta a emoção que lá fiquei estendida (às vezes deitada) na cama (mas isso também já não é novidade, num é?!)!

Tive de pedir o portátil emprestado à aspirante mas eu não me amanho com isto... para escrever uma linha pareço o shôrdaguarda* da esquadra do Rato há uns anos, quando me roubaram o carro e eu tive de lá ir apresentar queixa... sabem lá vocês as horas que ele levou para "bater" o auto no computador... chegámos lá pelas 2 da manhã e quando saímos já o sol raiava... true story!

Pronto! É isto! Quero-vos agradecer muito! (Sois os maiores, catano!) Quero agradecer ao Sapo pelo destaque (Vivó Sapo!)! Agradeço também aos meus pais, sem eles eu não existia e o mundo era totalmente diferente! (Sim, o vosso também! Ontem não tinha havido aquele destaque e vocês não tinham lido um texto incrivelmente fantástico que eu escrevi!... Teriam, provavelmente, lido outro de alguém mais modesto do que eu!)... Obrigada ao mundo em geral!... e... (agora estou a chorar... e vocês não vêem... é a emoção!... muita emoção!).

E é isto! Espero amanhã já estar operacional para continuar a debitar assunto por aqui!

*eu sei que os polícias são pessoas decentes e instruídas e merecem todo o meu respeito. Mas aquele senhor já era antigo e aquela deve ter sido a segunda vez que ele escreveu um auto no computador.

8 comentários

Comentar post