Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Raisparta o café!

Prima de Marquesa oferece uma camisa buédagira à sua Marquesa... clarinha, fininha, primaveril (para a malta se esquecer que o Verão está a chegar ao fim...)... linda! Cutchi-cutchi de sua Marquesa! E é o meu número (anterior ao Verão.. quando eu ainda não estava uma orca adulta, era apenas uma orca recém-nascida...)... Marquesa teme que a  camisa mai'linda não sirva... mas serve! Serve, e é linda e fica-me mesmo, mesmo, mesmo, mesmo (pronto! Já perceberam a ideia) bem! Coisa boa!

Marquesa acorda de manhã, toma baninho, perfuma-se e confiançuda veste a camisa que, repito, lhe fica mesmo, mesmo, mesmo bem e é mesmo, mesmo, mesmo gira...

Antes de sair de casa, antes de começar a trabalhar, antes de mostrar ao mundo a camisa mai'linda, antes de tomar sequer o café... a camisa suja-se com o dito (sozinha, claro! Que a nobreza nunca se suja!)... raisparta o café... e eu que é raro tomar café, caraças!!!... só por causa disso hoje tomei dois! 

2 comentários

Comentar post