Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Mundo, és um privilegiado!

É feminista! Revolta-se e luta com as armas que tem contra as desigualdades com que se depara diariamente. Lê sobre o tema, aproveita todo e qualquer discurso para se informar. Vê coisas que eu, sendo também feminista, por vezes se me escapam... ou porque estou habituada a que assim seja, ou porque não pensei tão profundamente sobre o assunto. Gosta de pessoas e não gosta de pessoas consoante a sua posição perante este tema tão importante para ela. Não aceita, e bem!, que a mulher tenha de ter "recato", que tenha de pensar na roupa que veste para não ser assediada ou, pior, muito pior, violada. Incomoda-a, visceralmente, que mulheres critiquem mulheres pelo seu aspecto físico, pelas roupas, pelas atitudes... as mulheres têm de apoiar as mulheres.

É contra a violência no namoro e fica transtornada com a normalização de uma relação abusiva... as frases feitas, "se ele tem ciúmes é porque gosta de mim",  "só quem ama é que tem ciúmes" ou "a ex-namorada dele é uma cabra...", etc, etc..., deixam-na "fora dela". Não entende como namorados(as) têm as passwords dos telemóveis dos respectivos, não entende como o início de um namoro pode ser o final de liberdade, privacidade e individualidade. Para ela, o namoro exige respeito, confiança, liberdade, companheirismo, apoio, nunca o contrário!

É a favor do amor!, e o amor tem muitas cores, feitios e formas, desde que seja amor! O amor não vê género, nem raça, nem nacionalidade. O amor apenas é! E é de todas as formas e feitios, desde que respeite as regras do namoro, que seja entre pessoas e consentido. O amor é andar de mãos dadas, lado a lado, sem medos e sem vergonhas. O amor é livre, sempre livre e não há nada nem ninguém que prenda o amor... nem a homofobia, nem as leis, nem as religiões.

Por falar nisso, não gosta de religiões! São castradoras, manipuladoras e trazem ao de cima o pior do ser humano. Mas gosta e respeita a fé! A fé, como o amor, também é livre e dá força, raízes, fazendo-nos conquistar o impossível... ao contrário da religião que não nos permite ser!

Gosta de cor! De diversidade! O cinzento é muito aborrecido... por isso adora pessoas de cores diferentes, de hábitos diferentes, de nacionalidades, credos e culturas diferentes. O mundo é mais gigante e bonito quanto permitirmos que a diversidade se exprima!

Cabelos encaracolados, cabeças rapadas, pelos no buço, nas pernas das meninas, barba por fazer, loura ou morena... cada um é como quer! Não se prende em convenções sociais que dizem que o menino veste azul e a menina rosa; que as meninas têm de fazer a depilação e os meninos não podem chorar; que as meninas não gostam de bola nem os meninos de ballet... nada disso! Lembram-se da diversidade do ponto acima? E da liberdade? E do amor? E do respeito?... pois! Cada um é como é!

Respeita os animas! É vegetariana, não usa produtos testados em animais e revolta-se com os maus tratos aos mesmos. Chora quando os vê sofrer e não imagina a hipótese de os comer... os amigos não são alimento! Não entende como ainda existem espectáculos onde se mal-tratam animais para gáudio humano, que se cacem raposas por diversão... não entende e não há argumento que a faça entender ou aceitar!

Defende o ambiente. Pondera ter ou não filhos... não quer trazer ao mundo mais gente que vá sofrer com o estado do planeta; não quer trazer ao mundo pessoas que vão sobrecarregar o planeta, ainda mais... e também acha que as crianças são chatas!... sim, não é perfeita!  Quer comprar sempre a roupa em segunda mão, compra pouca roupa... não necessita de mais e o planeta agradece. É vegetariana! Não só pelos animais como também pelo planeta.

Ouve as letras das músicas com atenção... pondera se gosta, ouve, vê e apoia determinado artista/actor pelos seus ideais, pelo que é e não só pelo que faz. Deixa de ser fã porque aquele indivíduo abusou de alguém, ou é machista, ou xenófobo.

Segue páginas feministas, LGBT, defensoras do planeta e dos animais. 

Recusa-se a usar uma venda nos olhos e a fingir que o mundo gira sempre da mesma maneira e que a vida segue linda e maravilhosa!... sofre! Sofre imenso por ter valores! Fala constantemente sobre estes temas! Quer compreender! Quer justiça! Quer mudar o mundo!... percebeu que pode mudar o mundo começando por ela mesma. Pratica o que defende e defende o que pratica, com unhas e dentes. 

Ela tem 16 anos!... tem 16 anos mas já é assim desde os 8 anos (talvez mais cedo... com valores muito fortes e sempre sobre a desigualdade e a injustiça)... ela sofre! Ela chora! Ela tem valores e quer justiça! Ela tem 16 anos e é a minha filha mais velha! Ela é o meu orgulho!... e é capaz de ficar mesmo zangada por eu publicar este texto... mas eu vou fazê-lo porque ela é o meu orgulho, é o meu amor e é um ser humano maravilhoso! E o mundo só tem a ganhar por ela existir! 

Mundo, és um privilegiado por teres este ser humano que te habita!

Agora vamos todos torcer por ela, bale?

Ora cá estou eu, como prometido, para vos contar o virar do avesso da vida na nossa Aspirante Mai'Nova...

Como bem sabeis, (numinervem, catano... se não sabem é porque não lêem o que eu escrevo.... pronto!! Já me acalmei!!) a nossa mai'nova é ginasta de competição. Como já vos tinha contado aqui (é só clicarem aí a trás, faxavore... Marquesa a tratar de tudo por vós! Sou um doce, eu sei! ) a época da ginástica acrobática começou agora, sendo que a nossa mai'nova faltou à primeira prova pois estava lesionada.

A ginástica é para ela, quase, o ar que respira. Já que treina cerca de 20 horas por semana... chiça!, já me cansei só de pensar!... Também já vos tinha contado o orgulho gigante que temos nela, e nas lições que nos dá... parece-me que vem aí mais uma aprendizagem... para ela e para nós! Para se situarem, podem ler aqui o percurso que tem feito. Se leram, já sabem que o percurso dela tem sido sempre em ascensão mas com algumas quedas pelo meio... não tem tido muita sorte a nossa menina!

A época começou agora. O grupo estava preparado, a mai'nova tinha começado a fazer duplo mortal e outros elementos desafiantes que, pensava ela, nunca conseguiria, mas conseguiu! Na semana passada veio o balde de água fria, mas também um crescimento enorme e um gigante orgulho na nossa menina! Uma das bases dela teve de colocar a ginástica de lado, por questões pessoais. O grupo iria desfazer-se... a postura dela, e da outra base, foi sempre de apoio incondicional à colega! Para elas o mais importante era a colega, que ela resolva tudo o que tem para resolver e que volte para o ano fina e maravilhosa!... Orgulho de sua mãezinha! Alguma coisa havemos de estar a fazer bem. 

Após a centrifugação de emoções, de reuniões com treinadores, pais, pais com treinadores, treinadores com atletas, atletas com pais... aconteceu o que todos já sabíamos ser inevitável, não há grupo! A época no início e não há grupo! Pela primeira vez, em 7 anos, a época dela fica comprometida. Daqui a 3 semanas vão todos para o MIAC, a prova mais desejada de todo o sempre, e ela não. Está que nem pode de tristeza....

Neste momento está a viver num impasse. Os treinadores prometeram arranjar-lhe uma solução até ao final deste mês. Há a hipótese de lhe arranjarem um grupo mas com bases do escalão abaixo, implica ir competir no Campeonato Base... ela não sabe se quer. Não seria ela a mudar de classe mas sim as bases a passarem para a classe dela a treinarem com o top do clube. Mesmo assim não há tempo para as treinarem para o Campeonato da Primeira Divisão. Neste momento teremos de esperar pelas soluções apresentadas... ainda não as há!, só hipóteses!, para depois tomarmos (mais ela do que nós) decisões...

Torçam por ela! Ela merece o melhor, acreditem! Não é por ser minha filha, mas também, claro!, mas a postura dela perante o dilema da colega foi de uma dignidade, solidariedade e apoio sem precedentes, jamais pensou em colocar-se em primeiro lugar, jamais pensou em abandonar a colega... é isto que a ginástica também ensina!... ela e a outra base foram muito elogiadas pelos treinadores, pela sua postura, pelo seu apoio, pela forma como lidaram com a questão. É o meu orgulho, sem qualquer dúvida!

Agora vamos todos torcer por ela, para que a solução arranjada seja boa!

Afinal não competiu...

Sábado não competiu... como quem?!?... a Aspirante Mai'Nova, caneco! É preciso estar a dizer-vos tudo... 

Como já vos tinha dito, aqui (é clicar que não vou dizer tudo de novo), a mai'nova aleijou-se. Aleijou-se e, apesar de estar a melhorar bastante e de quase já não lhe doer, o treinador (que também é médico) optou por não a pôr a competir. Esta seria a primeira prova desta época mas não é uma prova importante. Serve mais para controlo, treino, rectificar do que para qualificações. Mas, para um atleta de competição é sempre uma prova e é sempre penoso ficar a ver...

Mas foi o que aconteceu à nossa mai'nova... ficou a ver! Lá foi ela, sábado, para a prova apenas para assistir. Ela e o seu grupo (as bases) assistiram da bancada, deram apoio aos colegas, aplaudiram, viram as adversárias, riram e divertiram-se.

A nossa atleta favorita ainda reviu as ex-colegas. Esteve com a sua melhor amiga, que treina noutro clube mas que já foi sua base, ficou a saber quem, esta época, compete em que grupo, em que clube e em que escalão e por lá ficou 8 horas fechada num pavilhão!

Chegou a casa e disse: "Adoro as provas! Tenho saudades de competir! Gostava de ter estado no praticável!"... raisparta a miúda! Todos os inícios de época a mesma conversa... desde Setembro até Janeiro, todos os anos a dizer o mesmo: "Quero desistir!... já não gosto!... já não me divirto!", e nós que sim, senhora! Que se quer desistir que desista mas só no ano seguinte... não pode deixar as colegas "penduradas" e a época a meio! E todos os anos é a mesma conversa... "Ainda bem que não desisti! Adoro isto!". Estamos conscientes que o dia chegará. Que um dia terminará mesmo a sua "carreira" desportiva. Ela está a ficar grande, apesar de lingrinhas, está alta e talvez esta seja a sua última época como volante. Não sabemos! Enquanto esse dia não chegar, nós não a vamos deixar desistir entre Setembro e Dezembro... Ainda lhe perguntei, "e como te sentirias se, em vez de estares a assistir porque estás lesionada, estivesses a assistir porque já não fazes parte?", ficou a pensar e disse: "Não sei!... ia ser triste!".

Neste momento está ansiosa pela próxima prova. Essa sim, uma prova a sério. A Taça Internacional. A prova que ela mais gosta. Uma das mais difíceis, com adversárias fortíssimas, onde estão os melhores, onde estão atletas do mundo inteiro. Já vos falei desta prova, acontece em simultâneo com uma das etapas da Taça do Mundo, onde estão os melhores atletas de Ginástica Acrobática do mundo, campeões nacionais, campeões europeus, campeões americanos, campeões africanos, e campeões do mundo... vem malta de todos os cantos do mundo. Ela delira com aquilo. Fica 4 ou 5 dias longe de casa, a confraternizar com todas estas pessoas, muitas delas são os seus ídolos na modalidade, a aprender, a crescer, a praticar, a divertir-se, a chorar e a rir. Tem tanto de bom como de duro. São cerca de 1200 atletas de 21 nacionalidades. Depois vem o Distrital da 1ª Divisão, o Nacional da 1ª Divisão(caso consiga o apuramento), as Superfinais (caso consiga o apuramento) e outros torneios pelo meio.

O braço, esse já está quase bom... os treinos, esses não pararam mesmo com a lesão. Está aberta a época gímnica! 

Braço ao peito e campeonato este fim-de-semana...

Tenho andado numa roda viva...  E novidades, há?, perguntam vocês já cansados das minhas rodas vivas que para vocês são um mistério... só sabem que existem porque eu passo dias sem aqui vir e depois dou-vos esta satisfação mixuruca (é assim que se escreve?... hum?!... vou ver.... esperem...  Sim, é!!!... Marquesa a fazer serviço público desde o milénio passado, caneco!... faço tudo por vocês!).

Pois que ontem, estava eu sossegada aqui no meu sofá, a ler o meu livro e quase, quase a levantar a real bunda para ir fazer a janta, quando toca o meu telemóvel e eu assim que vi quem era pensei... Já houve merda cocó!

- Sim, Sô Dona Marquesa?
- Simmmmmm.....
- A Aspirante mai'nova esbardalhou-se de uma figura, pirâmide para ser mais exacto, tipo 2,5 metros de altura.... foi de braço esticado ao chão... ela está queixosa... não me parece que haja fratura (que é como quem diz, partido.... o treinador que me ligou é médico...) mas é melhor ir com ela ao hospital fazer RX....
 (Eu fiquei com esta cara... já o Marquês panicou!... o raio do homem panica sempre que uma das aspirantes tem alguma coisa, nem que seja uma unha encravada... raisparta!)

Lá fomos... a Aspirante mai'velha já tinha tido o seu momento hospital no dia anterior e a mai'nova não lhe quis ficar atrás... está tudo mais ou menos ok com a mai'velha, mas não posso falar dela aqui, a não ser para dizer que ela é linda e maravilhosa (perontus, já disse!), porque ela zanga-se... e vocês sabem lá o que é aturar uma adolescente arreliada!.... cruzes, credo!

O treinador avisou que teríamos de ir à Estefânia... único hospital com serviço de ortopedia pediátrica 24h... nada de hospitais particulares... e eu que sim senhor!... sou muito obediente!... já o Marquês panicou de novo!... - O quê?!?!... Estefânia?!?... ficar lá 4 horas à espera... com sorte... porque blá-blá-blá... e coiso e tal!...

À Estefânia fomos e muito bem! Numa hora estávamos de volta a casa! Pela nossa experiência, no hospital privado onde costumamos ir a coisa nunca se faz em menos de 2 horas.... em dias bons, claro! E não tem especialistas à noite!

Ora, nada fraturado, como já havia dito o treinador, apenas magoado (muito!), braço ao peito e 5 dias sem actividade física!... ahahahahhahahahahahahahhah!!!! Tem graça a doutora!..... hoje está de folga, amanhã volta ao treino, o doutor-médico-treinador assim o diz... sábado tem campeonato... o primeiro desta época...  raisparta!!! A ver se vai ou não! Ela diz que vai!... nem que seja assistir... mas que já está boa para a prova!... 

Uma manta quentinha para a 'mai nova

A aspirante mai'nova tem uma velha a viver dentro dela... 

Verdade!!!

- Então, aspirantezinha o que queres tu para o Natal?

- Hummmm.... um telemóvel xpto (´tá bem abelha...), calças de não sei onde, camisola catita, maquilhagem e uma manta quentinha!....

- Oi?!?!?... como disse?!?!... uma quê?

- Uma manta quentinha!

- Para quê, criatura de Deus (não se invoca Deus em vão... só em casos de extrema necessidade... como este!)?!?!?...

- Para ficar quentinha a ver televisão no sofá!...

A minha aspirante também gosta de chá quentinho... agora tirem vocês as vossas conclusões que eu vou ali tomar as gotas!...

Ps. Não recebeu a manta quentinha que tem tempo para chegar a velhinha... mas eu recebi!!!  E ela já ma fanou!!!... Fez uma festa quanto EU recebi aquela manta que era mesmo como ela queria... Raisparta!

Ps2. Não foi ela quem ma ofereceu!... foi a minha mãe, pessoas!... a minha mãe!!!!.... Arrrrggggggggg!!!!! Mais valia dizer que não me curte lá muito!

Hoje é mais é bolos...

Este dia tinha de chegar... chegou mais cedo do que estava a contar, é certo, mas chegou!... ou eu ando muito distraída, ou ocupada, ou lerdinha das ideias (também pode ser o caso...) mas não me apercebi de indignações na semana passada... raisparta! "Elas" devem ter havido, eu é que não as vi... ou li... confesso que já ando com pouca pachorra para o Facebook, já vos tinha dito!

A modos que, não havendo Indignação da Semana esta semana, vou-vos falar de bolos! Bolos é sempre um bom tema para falar, melhor ainda para comer...

Vocês sabem lá como é a minha vida em Novembro, senhores.... a malta resolveu toda nascer neste mês, menos eu, que sou Marquesa e não nasço quando a malta toda nasce, mas o resto do pessoal que habita este real palácio nasceu em Novembro. Por aqui já se abriram as festividades e agora só terminam lá para o final de Janeiro... isto aqui é à grande, o que é que pensam.

A modos que este fim-de-semana tivemos festa. Yeaaahhhhh!!!! E tive de fazer um bolo de aniversário. A aspirante mai'velha, a aniversariante mai'linda, não gosta de bolos... raisparta! Mas festa não é festa sem bolo, ora essa! Vai daí fui em busca de um bolo que teria de ter chocolate e ser mais mousse do que bolo. E fui! Andei por aí em busca do bolo perfeito. E encontrei! Yeaaaahhhhh!!!!!

Já há uns tempos que sigo uma página incrível no Instagram (quem é que ainda não me segue no Instagram?!??!?!... quem não segue é um ovo podre, já disse!), que também tem um blogue e que se chama Chocolate a Mais. Ora, temos todos de concordar que a página é incrível, a malta baba-se só de ver, fica com ânsias de comer aquilo tudo, mas o nome da página não é feliz! Não é porque chocolate nunca é a mais. É um nome enganador. A malta pensa, ah e tal afinal pode-se comer chocolate a mais... não, senhores! Chocolate nunca é a mais, estamos entendidos?!?... pronto! Já me acalmei!

Então lá fui eu, pelo blogue a fora à procura da receita perfeita. E encontrei!!! Viva, viva!!! Fiz um incrível bolo-mousse de chocolate. Fiz na Bimby, que a criada estava de folga e a modos que eu, sendo Marquesa, não sou talhada para os tachos e batedeiras e o catano. Fiz 3 alterações na receita original, em vez de chocolate Pantagruel 70%, usei a mesma marca mas 80% (Marquesa que é Marquesa tem de dar sempre mais...), usei farinha de espelta em vez de trigo, e pus menos açúcar (menos 10 calorias no resultado final, portanto! Uma fartura!... não! É que eu gosto de chocolate amargo e a aspirante também!), enfeitei com framboesas e ficou d-i-v-i-n-a-l!!!! Obrigada Chocolate a Mais!

E que tal irem a correr ao blogue do Chocolate a Mais, fazer bolos maravilhosos, e irem ao Instagram seguir aquela perdição?!... Ainda aí estão?!?... depois não se queixem!

E foi a possível substituição da Indignação da Semana por um bolo de chocolate. Sempre é mais docinho e não minerva tanto!

 

Ensino Integrado com Desporto, já!

Hoje apareceu-me na homepage do Sapo este vídeo... como mãe de ginasta, apesar de noutra modalidade gímnica, não pude deixar de o ver e de me comover. Porquê? Perguntam vocês. Eu também faria essa pergunta se não vivesse tão por dentro o que é ser ginasta e ainda mais em Portugal.

Já vos falei diversas vezes sobre a minha ginasta preferida, a aspirante mai'nova (coisa mai'linda de sua mãe!), do orgulho imenso que tenho nela e no esforço hercúleo que ela faz.

A minha filha não é ginasta de alta competição, é apenas ginasta de competição e compete na 1ª divisão, divisão imediatamente abaixo das elites, ou seja, da alta competição. Ser ginasta em Portugal, tal como Filipa Martins (atleta de Alta Competição, atleta de selecção e uma das melhores ginastas portuguesas e a melhor na sua modalidade) diz no seu vídeo, é não ter apoios, é trabalhar muito sem qualquer apoio. Os atletas de alta competição têm alguns privilégios a nível escolar, desde que representem a selecção. Todos os outros ginastas não têm qualquer apoio... zero! E não falo de apoio financeiro, falo do básico. Por exemplo, ensino integrado. Porquê que a música e a dança têm ensino integrado e o desporto não?

A minha filha treina 5 a 6 dias por semana, 3 horas e meia a 4 horas. Todos os anos fazemos rezas e macumbas para que o horário da escola seja minimamente compatível com os treinos. Até agora tem sido. Mas não se justifica que tenhamos (nós e todos os atletas na mesma situação) que fazer figas por um horário compatível com os treinos. Não faz sentido algum. Todos os anos há campeonatos, distritais, nacionais e internacionais, para além de alguns torneios e outras provas que vão tendo ao logo da época. Todos os anos o clube tem de escrever uma carta à direcção da escola (da minha filha e de todos os seus ginastas) a pedir, atentem, a pedir encarecidamente que o atleta possa ser dispensado das aulas por 3 ou 4 dias, sem que tenha falta e que nesses dias não sejam marcados testes. A escola não é obrigada a aceitar este documento. Há escolas que não aceitam e os atletas têm mesmo falta e pode acontecer (já aconteceu a uma colega da minha filha) faltarem a testes. Se houvesse ensino integrado e apoio do Ministério da Educação isto não acontecia.

Os campeonatos são sempre ao Sábado e ao Domingo. Sabem o que é passar 2 dias inteiros dentro de um pavilhão, a treinar e a competir, sair de lá a um Domingo já depois do jantar (isto quando não são fora de Lisboa e chegam lá pelas 2 ou 3 da manhã) e ir para a escola, no dia seguinte, à 8:15h? Se houvesse ensino integrado e apoio do Ministério da Educação isto não acontecia.

As lesões são outra presença assídua na vida de qualquer atleta de competição. A minha filha começou a época em Setembro, tal como as aulas, e já esteve lesionada uma série de semanas, com direito a médico, a ecografia, ligaduras, gelo e repouso.  Resultado, a pedido dos treinadores, tivemos de pedir a compreensão da professora de educação física para que ela não corresse, não fizesse exercícios de impacto, etc... A professora acedeu mas advertiu, não pode ser! Ora, não pode ser, como? Ela é atleta, a ginástica é mais importante para ela do que as aulas de educação física. Em vésperas de campeonatos ela não faz as aulas de educação física para evitar lesões, os professores têm de compreender e ela tem vivido muito a contar com essa compreensão. A professora de Educação Física já lhe disse, só não te dou o 5 porque tu nem sempre fazes as aulas.... não é justo! Se houvesse ensino integrado e apoio do Ministério da Educação isto não acontecia.

Ser atleta de competição é ser julgado pelos colegas de escola, por alguns professores (não todos, atenção! Ela até já teve professores que, sem ela saber, quando estava em campeonatos, puseram o vídeo da prova dela para a turma ver), por familiares... conversas como: - Então mas a ginástica é mais importante do que a escola?; - Olha, faltas às aulas para ir a campeonatos...  e depois as notas?... se vindo de adultos isto já chateia, vindo de colegas de escola, miúdos como ela, é vergonhoso... que raio de valores andamos a passar às crianças?... a ginástica não é mais importante do que a escola, a ginástica é tão importante como a escola. Reitero, se houvesse ensino integrado e apoio do Ministério da Educação isto não acontecia. Não haveria julgamentos, seria uma situação normal.

Ser ginasta de competição é passar férias a treinar bi-diários. Sim, 3 horas e meia de manhã mais 3 horas e meia à tarde, 5 dias da semana e, muitas vezes, sábado mais 4 horas e meia. É ter pouco tempo para fazer T.P.C's e estudar. É ter de ser altamente metódico e organizado. É saber gerir os tempos de lazer. Também é bom ir ao cinema, à praia, passear com os amigos.

Só vos falo da falta de apoio do Ministério da Educação. Devia haver ensino integrado para o desporto, horários mais flexíveis, justificação de faltas para estar nos campeonatos. 

Se vos falar na fortuna que é tudo isto... tudo pago pelos pais. Mensalidades, deslocações, alimentação, estadias, inscrições em provas internacionais... os fatos de competição... senhores, sabem lá o quanto custa um fato de competição... fora o equipamento diário. Mas já nem falo desta questão financeira. Que deveria ser revista e ter apoio do Estado. Fazer ginástica (falo desta modalidade pois é a que conheço) não é para todos. Mesmo que goste, tenha jeito e perfil se não tiver dinheiro... esqueça! Não é justo!

Eu sei que já falei sobre este tema, mas não me canso de falar. Isto tem de mudar!

Ajudemmmm-meee, pessoas giras!!!!

Preciso da vossa ajuda, pessoas giras!

Achavam que isto era só vir aqui ler as desgraças que acontecem no meu palácio, rir (para não chorar) dos indignados da vida sem darem nada em troca?!... pois que não! Chegou a hora de ajudarem aqui a vossa Marquesa preferida de todo o Universo e quiçá de Marvila!

Pois que a aspirante mai'velha (coisa mai'linda de sua mãezinha!) está quase, quase a fazer 16 anos! ... esta miúda deve ser comós cães que por cada ano conta sete, só assim se justifica que ao fim de 2 anos e pouco do seu nascimento já tenha 16 anos... raisparta

Mas dizia eu, após ter recuperado de um súbito desmaio, de ter vindo o 112, de me terem reanimado, de ter, finalmente, tomado as gotas... tudo porque sonhei que a mai'velha faz 16 anos.... 



Não sonhei?!?!... comássim faz 16 anos?!?!... este é o momento em que vocês descobrem que eu fui mãe praí com 15 anos, maisómenos...  Mentir é feio?!?... ai é?!?!... quem disse?... a beleza, tal como a feiura, está nos olhos de quem a vê! E-eu-não-acho-que-mentir-seja-feio... Acho mal que chamem feia à mentira... parecendo que não, ela tem sentimentos!... Já minervaram, raisparta!

Ai, caraças! Já me ia perdendo!... então, dizia eu, preciso da vossa ajuda!

A aspirante mai'velha vai fazer.... errrrrr.... não vou referir novamente os 16 anos!!!... pronto! Já está! ....

Raisparta, outra vez!... por este andar não digo o que quero e este texto resume-se a um raisparta constante!

Bem, vamos ao que realmente importa!... A aspirante mai'velha (não vou dizer, não vou dizer, não vou dizer... o 112 tem mais do que fazer do que vir reanimar-me!...) como vai fazer uma certa idade (que eu não vou dizer qual mas é muito pouquinha! Tipo 4 ou 5 anos...) quer começar a fazer voluntariado! Assim como quer trabalhar nas férias!... orgulho nesta miúda!

Ora a vossa ajuda está mesmo, mesmo aqui!... ela tem pouco tempo, a escola leva-lhe o tempo quase todo e nunca tem tardes livres, assim, aceitam-se sugestões para voluntariado. Vocês que tudo sabem, se não sabem aprendam, digam-me lá que voluntariados sugerem, please!... 

E já agora, trabalhos de férias para miúdas (crianças, vá!... bebés, ainda!) desta idade?

Sugestões aceitam-se e agradecem-se... sei que gostam de vossa Marquesa e que jamais vão deixar de a ajudar!... Marquesa esta que é quase uma santa  e merece toda a vossa ajudinha!

Grata!!!! 


Estou a aceitar os parabéns!!!...

Pára tudo já!!!... como assim o mundo continua a girar após tamanho acontecimento?!...

Se eu já era Marquesa de nascimento e por mérito, diga-se!, agora a minha vida atingiu o nirvana, senhores!!!

Então eu agora sou mãe de mordomas, caneco!!!... Vá, comecem a parebenizar a vossa Marquesa favorita, andem lá que eu não tenho o dia todo!...

- Errrrrrrr.... mas o que é isso de "ser mãe de mordomas", oh Marquesa de nuestra vida?

- Porra pá, vocês cada vez mais me impressionam com a vossa aprendizagem de estrangeiro, caneco! Andam mesmo poliglotas!... Atão, as minhas filhas (coisas mai'lindas de sua mãezinha) foram nomeadas mordomas para a festa da terra do avós no próximo Verão! 



- Bolas, pá! Não sejam assim, caneco! Aquilo é um acontecimento importante... hummm... na escala de importância de festas da aldeia, claro!, elas vão ser (a par dos outros mordomos - mas esses não interessam nada!) as mais importantes da festa... a seguir ao baile, às minis, aos tremoços, aos copos de três... pronto, ok, e à procissão... quer dizer, pensando bem, à procissão não porque se não forem os mordomos não há quem leve os andores e depois não há procissão!  Por isso, fila convosco para me parabenizarem, fáxavore!!

Claro que ser mordomas implica toda a organização da festa... claro que vai dar barraca!  Ao nível de porcos no espeto (a aspirante mai'velha diz que se recusa a participar numa festa onde haja porco no espeto...); Ao nível de cabritos vivos para rifar (a aspirante mai'velha diz que se recusa a participar numa festa onde haja cabritos para rifar...). A vossa Marquesa apoia as decisões da sua aspirante mai'velha, e como tal já está a magicar soluções de substituição para poupar o porco e o cabrito!

Uma coisa já sabemos, para o almoço à comunidade haverá feijoada vegan!... até se lambem, caneco! Já comuniquei às aspirantes que têm de recrutar todos os estrangeiros (dos quais alguns são amigos delas) que se mudaram para a aldeia e são vegans, para virem em peso ao almoço. Vai ser épico!!! 

Entretanto aceitam-se sugestões de substituição do cabrito para as rifas... sugestões que não envolvam exploração animal, claro está!... Também aceitamos patrocínios para a festa!... é botar aí nos comentários as sugestões, os parabéns e quem quiser patrocinar é chegar-se à frente!

9 razões para Não gostar do regresso às aulas!

Sempre que "pego" aqui no blog com um entusiasmado, "agora é que é! Agora é que eu vou começar a escrever amiúde", acontece alguma coisa...

A rentrée, reentrou tão rápido que não tarda, não tarda estamos de novo no Verão, oh caneco! E eu aqui às cambalhotas com cenas várias para resolver e coiso!...

Pois que se deu o regresso às aulas!... pelo que vi pelas redes sociais, pelos blogs e por conversas várias que vou ouvindo por aí, parece-me que eu sou a única que não vibro com o regresso às aulas, com o ver as crias pelas costas... "ahhhhhh.... tu és daquelas mães melgas que não deixa os putos respirarem fundo sem que aches que estão com falta de ar...", Não sou!!  ... "então és daquelas que dorme com os putos na cama até terem 25 anos, que os há-de levar à faculdade para não se perderem a ir de uma sala à outra e para os professores não lhes ralharem.. já topámos tudo!"..., Não sou!! ... "já sabemos, ainda amamentas as crianças e elas já têm quase 14 e 16 anos, vero?!"..., Chiça penico, deusmalivreeguarde!!!! Cruzes, credo!...

Não sou nada disso! Adoro as minhas filhas, as minhas aspirantes mai'lindas do mundo e até de Marvila, amo-as do coração mas não as quero sempre agarradas a mim!... 

- Então não saltas de alegria, não gritas ao mundo, não postas memes de 5 em 5 minutos para mostrares em como estás feliz por te veres livre das miúdas e regressares à tua vidinha, casa-trabalho-casa, porquê?

Há várias razões para tal!... já que perguntam aqui seguem:

1. Eduquei as miúdas! Tarefa árdua e extenuante mas que vale a pena ao fim de uns anos... faz com que não se tornem seres do demónio e que se saibam comportar... há dias com uma ou duas situações-crise, que dois berros resolvem, quando necessário uma consequência pelo comportamento e pronto! E... atentem bem nisto, são situações que tanto acontecem nas férias como em tempo de aulas;

2. Gosto de estar com elas. Também gosto de estar sem elas, verdade! Mas como não somos gémeas siamesas e elas têm amigos e família, são seres sociais (como aliás todos os seres humanos) e como tal há alturas em que vão passear, dormir a casa de outros elementos que não os seus ricos paizinhos;

3. Não me presto a grandes fretes! Nunca gostei de ir para a praia com elas quando elas eram pequenas... às vezes ia, contrariada e com acordo assinado e registado no notário (ou lá que raio é...) com o Marquês em como a minha única tarefa seria alapar o rabo na toalha e quando muito estender a mão para virar uma forma com areia ao contrário para fazer um micro castelo. Verdade seja dita que ir à praia é um pincel, com ou sem crianças, com crianças é um inferno. E, como férias são férias e eu não queria transformar as minhas num inferno, fazíamos outras coisas. Hoje, elas já vão à praia com os amigos, oh caneco! Já não precisam de mim para fazer castelos nem para lhes botar protector solar (aiiiiiiii!.... momento mais infernal de todo o sempre!);

4. A escola é uma miséria neste país! Ahhhhhhhh!!!!!.... estás-te a habilitar a que venham aí os defensores do ensino tradicional, da palmatória e os do "no meu tempo é que era"... pois, estou! Mas é o que eu penso. Revolta-me a forma como se "ensina" as matérias, o desinteresse de tudo aquilo, o roubar a infância e a adolescência aos putos, o marrar para os testes pois só estes interessam... fico com o coração apertado de cada vez que as minhas filhas têm de se levantar cedo para isto! A mais velha, felizmente está numa escola com um ensino diferente. Não poso ficar feliz pelo regresso às aulas!;

5. A correria do dia-a-dia enlouquece-me! Mas quem é que gosta disto, caraças?... está tudo doido? Acorda de madrugada (antes das 9 da manhã é madrugada!), prepara almoços para levarem para a escola, lanches, nervos logo pela manhã, assina o papel, esqueci-me do material, falta não-sei-o-quê-raisparta!... regressa a casa, mais lanches, T.P.C's a correr, a mai'nova equipa-se, sai de para o treino, regressa noite dentro, fazer jantar, jantar às 22 horas... Ah! Sim, e no meio disto ainda há banhos, algures por aí, e cenas várias que acontecem todos os dias... cansei-me, só de escrever...;

6. A mini-depressão delas no regresso às aulas... a minha mini-depressão no regresso à loucura... o frio que não tarda a chegar.... mas quem é que gosta disto?...

7. Gosto de ter tempo! Gosto que elas tenham tempo! Gosto que leiam, que passeiem, de ir com elas ao cinema, comer um gelado, fazer programas... gosto que estejam de férias com os avós, livres, de chinelo no pé e com os mesmos calções a semana inteira... sem horários, sem neuras, sem stress...

8. E muito mais importante do que tudo... quem me segue já sabe, cá em casa somos 2! 2 pais para tudo! Não é a mãe que faz tudo e o pai fica a assistir. Cá em casa pai e mãe, mãe e pai são indissociáveis e o seu papel e responsabilidade é igual! A criança acordou? (isto quando eram pequenas) Azar! Acordamos todos ou hoje acordo eu, amanhã acordas tu! É preciso levar ao parque? Vamos todos! É preciso dar banho e fazer o jantar? Tu dás banho eu faço o jantar!... e é assim! Pessoas, acalmem-se que hoje já ninguém dá banho às piquenas! Aliás desde os 5 anos (maizómenos) que não precisam de ajuda para o banho!;

9. Não posso terminar sem referir um ponto muito importante: Sempre demos autonomia às duas! Sempre detestei brincar com elas, raramente o fiz... crucifiquem-me!, podia pintar, fazer esculturas em plasticina ou ler um livro... mais do que isso nãaaaa!!!! Isto fez com que elas nunca tenham sido miúdas dependentes. Acordavam e, desde que tivessem paparoca, iam à sua vidinha!

Eh pá, mas os putos também são chatos comó caraças!... Cá em casa sempre dividimos a "chatice" de ter crianças! Engraçado que eu nunca vi os memes de alegria no regresso às aulas com homens... para os pais, é-lhes indiferente o regresso às aulas?!... será na maioria das famílias, infelizmente! A vida das famílias podia ser tão mais feliz se mãe e pai tivessem o mesmo papel! Sempre viajei em trabalho e elas sempre ficaram com o pai... zero preocupações! Nunca deixei roupa separada, recados, post-its e o caneco... eu estar fora ou presente, tirando as saudades, é igual. E isso dá-me uma imensa tranquilidade. Jamais conseguiria viver de outra forma. Ah!!! Mas a culpa é dos homens que nada fazem!... discordo! A responsabilidade é de ambos. Do homem que nada faz e da mulher que assim permite e motiva. Fico doida com as queixas de algumas amigas com o "ele não faz nada em casa!"... f*#d"#-se! Por que tu assim o permites, caraças! Se o meu marido fizesse tudo cá em casa eu também não ia mexer uma palha, caneco! Mas os homens são o quê?... têm uma falhinha ao nível da inteligência que não lhes permite serem pais, dar banho, vestir os putos, por a louça na máquina, varrer, estender roupa, aspirar, etc...

Posto isto, vivásférias!!!!