Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Baby blues?!... Isso não é para mim!

Andava eu entretida pelo instagram a ver cenas (ver cenas é uma coisa que eu faço bastante no facebook) quando me deparo com algo que me assustou... que me indignou... que me fez pensar no perigo que é certas pessoas terem acesso a redes sociais... principalmente quando falamos de pessoas com mais de 300 mil seguidores, absolutamente imaturas e muito dadas à parvoíce inconsequência.

Ora, esta pessoa de que vos falo foi mãe aqui há uns tempos e, uma leitora questiona-a sobre como lidou ela com o Baby Blues. Para quem não está familiarizado com o tema, baby blues é um estado de depressão que acontece após o parto, muito por culpa das hormonas e que muito facilmente pode desembocar numa depressão profunda e grave.

Mas, dizia eu, a cachopa quando questionada sobre como tinha lidado com o baby blues, responde: Chora-se um bocadinho por tudo e por nada mas depois olha-se para criança e passa.... what?!?!... como assim?!?... então e aquelas pessoas que têm de ser internadas por causa disso? E aquelas a quem lhes basta olhar para a criança para piorar tudo e até tem vontade de abandonar a cria (para não dizer pior)? E aquelas que entram numa depressão profunda? E aquelas que não chegam a ver o bebé crescer porque se suicidam?... - Ai que drama, Marquesa! Eu fui mãe e não se passou nada disso...- Mas há pessoas que passam! Há pessoas que sofrem horrores no pós parto e precisam de tudo menos de uma cachopa a fazê-las sentirem-se culpadas porque quando olham para a criança não passa... até piora!

Terão estas miúdas consciência da responsabilidade que é terem tantos seguidores? Terão noção que não servem apenas para mostrar o último rímel ou a saia mega fashion que estão a vestir? Estas miúdas têm uma responsabilidade cívica e social e não podem de ânimo leve dizer este tipo de coisas. Terá pensado esta baby que do outro lado poderia estar uma mãe desesperada sem saber o que fazer? Não teria ela de ter a responsabilidade de a aconselhar a procurar ajuda?...

Fico muito nervosa com estes temas! Adoro contas que me mostram as últimas novidades do mercado, até já escrevi sobre isso, mas fico transtornada com esta falta de responsabilidade, maturidade, o que lhe quiserem chamar...

Uma pergunta para vocês...

Vocês já se vão habituando a esta minha forma... como direi... desorganizada irregular de escrever... ora escrevo 3 posts por dia ora estou 1 semana sem escrever... sei que o blog não ganha nada com isto, mas eu ainda não estou a 100%, nem nisto dos blogs, nem na vida em geral e no estado físico em particular.

Pois que mudei alguma medicação, não sei se tem a ver ou se é do tempo mas ando com uma soneira prá lá de desejável... estou sempre cheiinha de sono e com sonos muito pouco revitalizantes e descansados (sim, também faz parte da síndrome um sono pouco descansado e até mesmo insónias - deste mal não costumo padecer, gráçázadeus!)... vai daí que ando com pouca energia para escrever e para fazer coisas em geral...

Depois também ando a seguir a minha nova alimentação (dizem as bloggers-ó-fitness-ó-nutris-ó-coiso que não se pode dizer dieta... e eu até concordo)... ai catano!!! Isto é masé falta de chocolate!!!... falta-me a energia do açúcar, é o que é!

Tudo isto aliado a uma semana infernal que tenho tido, mas isto vai para outro post. Está-se mesmo a ver que hoje é dia não de 3 mas de 10 posts....  Sabem, é que faz-me uma tremenda confusão agendar posts... e se eu faleço entretanto?!... em vez de irem chorar a ida de vossa Marquesa para os anjinhos andam a ler os seus posts.... é estranho! Mas se calhar tenho de começar a agendar, é o que é! É que se não entramos todos no mesmo desequilíbrio, quais agarrados, eu na escrita e vocês na leitura... agora escrevo tudo e vocês leem tudo e depois 1 semana sem escrever e vocês sem lerem... é um bocado... como direi... falta-me a palavra... doido! Uma doideira mesmo! Parece qua andamos a subir e descer montanhas a um ritmo alucinado... num podi seri, minha gente!

Vamos lá pôr ordem nisto, masé!

Vocês gostavam que eu escrevesse um post por dia, pelo menos, ou está bem assim que é um sossego quando eu não apareço por aqui? Digam de vossa justiça, eu aguento!

Blogs com publicidade paga?... Não! Blogs com erros ortográficos?... Pode ser!

Eu cá gosto imenso que existam blogs que falem de produtos, que mostrem sítios, que partilhem dicas, que falem de mega-promoções, que me mostrem alimentos bons, comidas boas, cosméticos e maquilhagem... Adoro! Adoro e não quero passar sem eles. Claro que não gosto de todos e, desculpem-me a franqueza, a maioria deles são uma porcaria sem conteúdos de jeito, sem uma boa escrita, com erros ortográficos (sim, eu tenho mesmo um problema com isto!), blogs construídos apenas e só por alguém se deslumbra com amostras grátis e convites para passear em eventos.

Eu gosto de bons blogs! Gosto de histórias, de ver as pessoas, de saber que há ali trabalho, dedicação, preocupação em apresentar bons conteúdos, e isso não se consegue com um blog em part-time (comómeu). Claro que se tem de começar por algum lado e claro que a maioria dos blogs começou por ser um part-time. Mas os bons blogs deram o salto. Têm pessoas por detrás que escrevem bem, que nos contam histórias, que partilham coisas e que, sim, nos mostram produtos, locais, restaurantes (O jeito que isto me dá, senhores! Eu que tenho um profundo problema com as aplicações de busca, como já partilhei convosco), cosméticos, roupas e sapatos giros (sim, eu sou dada à preguiça e se em vez de procurar me apresentarem tudo, eu agradeço). Acredito piamente na partilha, experiências de vida diferentes, perspectivas diferentes e conhecimento de locais e produtos diferentes.

Claro que para tudo isto os bloggers em questão devem ser pagos! Juro que não percebo a indignação de os bloggers serem pagos! Alguém se indigna com as televisões, jornais, revistas pela publicidade? Por detrás de um blog está alguém que tem contas para pagar, que está a fazer um trabalho que outros apreciam, está-nos a ajudar. Por detrás de um blog está alguém que sabe escrever, que sabe ou tem quem fotografe, que tem coisas giras para nos ensinar, histórias para contar. Desengane-se quem acha que para se ter sucesso no mundo da bloggosfera basta ter 2 neurónios, um computador e internet. Para se ter sucesso no mundo da bloggosfera é preciso, em primeiro lugar, algo que muitos dos blogs que referi como "de porcaria" não sabem, escrever sem erros; ter conteúdos interessantes para mostrar; dedicação total; não ter férias (sim, como todos sabemos se não postarmos um dia as visualizações descem a pique); tratar com gente intratável (passo a redundância), daquelas que reclamam, invejosas, "Ah... de borla também eu!" ou "olha a publicidade...". Peeps (diz que está na moda este termo), aquilo não é de borla, aquilo tem muito trabalho por detrás. Se de borla também tu, então faz!

Incomoda-me bastante que existam pessoas que se insurgem contra os blogs com conteúdos pagos, que comecem a gritar ao mundo a injustiça de tal facto, que se achem salvadores do conteúdo gratuito (não devem ter contas para pagar, só pode!) e depois achem perfeitamente aceitável que haja (sim, o verbo haver se não for usado como verbo auxiliar não tem plural! - Marquesa a fazer serviço público desde mil nove e qualquer coisa) blogs pejados de erros ortográficos... 

Eu cá gosto de bons blogs! Com bons conteúdos! Dos que têm publicidade paga e dos que não têm, desde que sejam bons, que  me mostrem coisas que eu não conheço, que me ajudem a saber mais, mesmo que seja uma futilidade como a última máscara de pestanas super-mega-fantástica que não sai dojólhos nem com uma rebarbadora... se não fossem estes blogs eu não saberia metade do que sei sobre produtos cosméticos e maquilhagem... Eu sei que só conheço 3 produtos ou 4, mas se não fossem os blogs nem isso eu conhecia e gosto de conhecer, assim não vou às cegas!

Eu acho que todos os blogs que mostram coisas giras, que são bem escritos, deveriam ter muitas visualizações e gerar muitas vendas para que todas as marcas apostassem neles de forma a que nós, leitores, tivéssemos ainda mais informação e conhecimento. Ainda por cima para nós, leitores, é de borla. Já comprar uma revista não é e ainda por cima não tem review (algo que aprecio bastante!).

E depois, pessoas mais giras do mundo, na internet há sempre uma solução que, parece, que há quem não saiba, atenção segurem-se que vou lançar uma bomba (não é a atómica que essa não a encontrei ainda à venda): Se não gostamos de determinado blog... tchanammmmm... Não temos de o seguir!... Podemos voltar à nossa vidinha sem ter de voltar lá!!! Yeahhhhh!!!! Somos livres, somos livres!!!