Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Essa conversa de aceitação do corpo...

Tenho andado por aqui com a cabeça às voltas com um tema que me encanita os nervos...

A aceitação do nosso corpo... ah que temos de aceitar o nosso corpo... que os corpos são todos bonitos... que o nosso corpo é lindo e maravilhoso, e coiso e tal! Parece que as bloguers perceberam que deste lado há malta de rabo grande, barriga flácida e mamas descaídas e desataram todas nesta lenga-lenga... depois é vê-las, como que meio envergonhadas, a justificarem-se assim meias tímidas e a medo, sempre que vão ao ginásio, sempre que vão a uma sessão de massagens, de body lifting (ou lá o que é...) ou, numa decisão mais definitiva, fazer uma plástica!... deste lado, do lado do povo de rabo grande, começam a chover críticas, ah, e tal, mas afinal temos de aceitar o corpo e tu aí a ver se o mudas....

Ora, aqui a vossa Marquesa favorita, resolveu reflectir por todos vós, vá, nós que é mais bonito, e vai começar a botar discurso sobre o tema nas próximas linhas. Sim, foi por ter estado numa profunda reflexão que não tenho vindo aqui... acham o quê? Que se reflecte assim em dois segundos sobre um tema tão importante? Pois que não! Ainda tive de ler estudos científicos, aplicar inquéritos e o catano para vos trazer tão importante opinião: A minha!

Pois que esta cena da aceitação do corpo é muito linda mas é uma grande treta! Eu não tenho que aceitar o meu rabo grande se não gosto dele! Não tenho de aceitar as banhas a saírem por todos os lados se não gosto delas! Não tenho de aceitar ter perninhas fininhas em que nenhumas calças assentam se não gosto delas! Não tenho de aceitar umas mamas pequenas ou grandes se não gosto delas!... estão a ver a ideia? Se não gosto, mudo! Faço por isso! Nem que tenha de recorrer a uma plástica! Tal como não gosto dos meus cabelos brancos (estou a falar em sentido figurado, bale? As Marquesas não têm cabelos brancos! ), então pinto! Agora se gosto, se não posso mudar, se é uma questão de saúde, então porreiro, deixo como está, assumo e passeio-me linda e maravilhosa por aí!

Chateia-me à brava a conversa de vendedora de banha da cobra de algumas influencers por aí de que temos de aceitar o nosso corpo... não pessoas! Temos de ser felizes com o nosso corpo! Se pudermos mudar alguma coisa, fixe! Vamos mudar! Sem vergonhas. A conversa destas pessoas mais não é do que tentar serem normais, tentar vender uma imagem de pessoa normal (diz que é a tendência por agora. A malta fartou-se de ver vidas perfeitas no Instagram e quer vidas reais). Portanto, é conversa da treta! Há uma, que eu sigo porque até a tinha em boa conta e até gostava bastante dela (ainda estou a ponderar se continuo a seguir ou não!) e que passa a vida a dizer que temos de aceitar os nossos "defeitos", que somos pessoas normais, com corpos normais e depois toca de comer 2 folhas de alface, treinar todos os dias que nem uma condenada, fazer massagens, experimentar novas técnicas para perder massa gorda ou lá o que é... quando confrontada diz, ah e tal, temos de aceitar o nosso corpo, com tudo o que ele é e tem mas (depois de um "mas" normalmente vem merda, já dizia o poeta.) podemos ser saudáveis, isto é tudo pela saúde, blá, blá, blá e coiso-e-tal... tretas, masé! Não gosta, pode mudar? Muda! Siga para bingo! Onde está o problema?

Essa conversa da aceitação do corpo.... conversa de cocó!!!

Claro que, quando falamos de marcas, de exposição pública, aí a conversa muda. Esses sim, têm a responsabilidade de mostrar que todos temos um corpo, todos são diferentes e todos são bonitos. Adoro a ideia (apenas ideia, ninguém ainda teve ousadia e coragem) de se pegar em corpos de todos os tamanhos para passagens de modelos, para fotografia de moda... afinal, quem são os compradores?... mas isso é outro post!

E se eu me metesse na droga?!...

Hoje venho aqui desabafar uma questão mesmo muito delicada!... por isso, pessoas fofas, não minervem, bale?...

Como vocês muito bem sabem eu sou ovo-lacto-vegetariana (mais ovo do que lacto, para ser honesta)... dispenso a conversa do "então e a proteína?" e o caneco porque já somos todos crescidos e, como devem calcular, eu sei bem a quantidade de proteína que boto para dentro do meu bucho (eu-também-não-vos-melgo-com-a-quantidade-de-colesterol-que-ingerem, pois não?... nem vos digo que cada cigarro que fumam é mais uma manchinha no vosso pulmãozinho - sim, era para vos enervar com os diminutivos-, pois não?... então não me aborreçam, está bem?!... óptimo!).

Agora que já esclarecemos um ponto fracturante sobre a minha opção (atentem na conjugação destas duas belas palavras!... foquem-se bem! Cada vez que quiserem opinar sobre as opções de um vegetariano lembrem-se delas, bale?!) de não comer carne e peixe, vamos ao que interessa.

Eu estou quase a falecer, pessoas!!!! Quase!!!! - Eh, pá!... não se brinca com isso, Marquesa! - Pronto, talvez esta expressão não tenha sido a mais adequada, mas é comomessinto, caneco!!

Cada vez que vou ao senhor doutor, essa pessoa do demo, tenho que cortar merdas cenas que gosto de comer!... eu não como carne e peixe mas não é para ser saudávelzinha, ok?... eu não sou do team comidadubém, ou lá o que é!... nada disso! Eu adoro cenas várias, tais como chocolate, gelados, queijos (esse demónio que não me deixa ser 100% vegetariana... sim, eu sei que disse que como mais ovos do que lácteos... mas sem os ovos eu passo bem. Não me macem, caneco!!!), vinho, cerveja, etc... (leiam o etc como toda a bodeguice que se possa ingerir sem nos matar - logo, pelo menos! - e que não faz nojo - tipo cocó, xixi ou vomitado...).

Ora, eu adoro petiscos! Gosto por amor de petiscos, esplanadas, vinho branco e/ou cerveja!... A minha opção de petiscos, já de si reduzida por não comer peixe (Essencialmente! Os meus petiscos favoritos vêm do mar), ficou a modos que nula após esta última ida ao dótore (raisparta!). Acho que vou entrar em depressão!...

Esta merda toda aliada ao facto de que tenho de perder peso, resta-me beber água!... água com gelo, a fingir que é gelado (e eu detesto água fresca!), água com limão (a fingir que são ameijoas à bulhão pato , oh caraças! - Eu sei que não como ameijoas por opção!...), água com água (a fingir que é água!)... Ah! A boa notícia (há sempre uma, não é?) é que para além de água também posso respirar!!! Yeaaahhhh!!! Vou viver a água e ar!!!

Acho que só me resta meter-me na droga!  O dótore não me disse que eu não me podia meter na droga! 

Alguém em ajude, oh catano!!!

Alerta Vermelho!!!!!

Pára tudo!!! Pára tudo e é já, meujamigos... Então não é que a minha balança está doida?!... Diz que eu engordei para lá de um balúrdio (sim, que para ter engordado tanto tenho que ter gasto um balúrdio em paparoca da boua!!!)... Fónix, pá!! Que já uma pessoa não pode entrar em modo Verão, com uns dias de descanso (poucos) a emborcar gelados e minis todos os dias que ajancas resolvem mostrar todo o seu potencial de aglomeradoras de gordura e a balança ganha vida própria e desata a debitar números absurdos... catano!!!

E agora, senhores? E agora o que hei-de fazer eu à minha vidinha?!... A roupa ainda me serve, daí acredito que não está tudo perdido... quando resolvi perder 12 quilogramas (vêem, grama é mesmo uma palavra masculina, não inventem, bale?), há 2 anos, jurei a mim mesma que não mais voltaria a comprar umas calças acima do 38... errrr.... talvez não seja boa ideia ir às compras nos próximos dias!... a boa notícia é que as calças 38 que havia comprado quando perdi os tais 12 quilogramas (o raça dos quilogramas, o que eles gostam de mim que teimam em voltar, caraças...) ainda, atentem, ainda me servem... apertadinhas, mas servem! Vai daí que ontem, sim, após o regresso a casa e à minha adorada (sóquenão) balança, resolvi que as minhajancas vão ser domadas e voltar ao lugar onde pertencem, que quem manda nesta merda sou eu e não há mais quilogramas em excesso (oh eu cheia de confiança, catano!).

- Ahhhhh!!!! Oh Marquesa mas para isso vais ter de deixar de lado os gelados, os doces, a jola, o vinho... - fónix, pá! Não minervem!!!! Olhem que eu estou carente de açúcar e como tal bastante susceptível, que é como quem diz, capaz de matar alguém!

Bem, então a partir do dia de hoje é assim: Comidinha saudávelzinha, pouquinha (é, o raio da quantidade de calorias ingeridas diz que tem importância na redução de peso... raios!!!) e exercício (ahahahahhahahahahahha!!!!!!! Haja coragem, motivação e confiança!!!! ahahahahahahahahahh!!!!!)... A aspirante mai' nova diz que me vai dar o treino todos os dias! (relembro que ela é atleta de competição, treina todos os dias e agora nas férias treina o dia todo... vai daí que deve ter estudos suficientes para me pôr a mexer...) Ai, catano onde eu me vou meter.... Mas ou é isto ou é ter de comprar umas calças número 40 e eu jurei a mim mesma que não voltaria a comprar tal número... e eu prefiro perder peso do que andar nua, minha gente!

Ai catano!!! Que hoje o almoço vai ser uma sopinha de tomate com ovo cozido... e mal posso esperar pelo treino do final do dia!!!