Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Fui eu quem chamou o 112, catano!!!

Hello babes!!!! Comé que é, já veio tudo de férias e o catano?... já vos passou a neura do regresso ou ainda não?!...

Pois eu estive de férias intercaladas com trabalho e tudi-tudo!... quem me segue há uns tempos já sabe que eu trabalho por conta própria, trabalho muito no Verão e nos fins-de-semana e como tal raramente posso tirar muitos dias seguidos de férias no Verão!... mas os que tiro são memoráveis, caneco!

Quem me segue lá pelo Instagram, quem não segue é um ovo podre, já disse!,  sabe que uma parte das minhas férias foi nas festas da aldeia! Todojanos é assim!!!

Ele é bailarico, minis, rifas, bailarico, miúdas à solta pela aldeia (saem de manhã, ainda estou eu a dormir, e só as vejo às refeições...), bezerrar na esplanada a tarde toda, à espera da hora do sunset de minis.... e é assim!... até chateia de tão pouco que se faz... saio de lá cansada, caneco!

Um dia, ou melhor, um belo dia... ou melhor ainda, um belíssimo fim de dia, resolvemos, eu, Marquês, real cunhada e real prima ir a uma terra mesmo ali ao lado, 3 km, beber uma bebida típica de lá e que só lá naquele sítio existe! Lá fomos, tudo dentro do coche real, uma paragem para cumprimentar a tia que estava a apanhar a fresca (?!?!... um calor do caneco) à porta do lar/centro de dia, momento em que não me apetece nada sair do carro para cumprimentar a tia e ainda atirei ao Marquês: - Diz-lhe que te divorciaste e que esta beldade aqui sentada no carro é a tua amante!... assim escuso de lá ir!... - Sou ruim, eu sei! Mas depois também sou uma joia de moça e então lá fui cumprimentar a tia, que lhe deu igual porque já não sabia quem eu era! Cenas da idade! 

Posto isto, e de termos ficado ali uns 60 segunditos a olhar uns para os outros tipo, já cumprimentámos a tia, a tia já não quer saber de nós, vamos ou ficamos?... e fomos! Carro dentro e pumbas! Estrada cortada! Obras! Ninguém vai à terrinha da bebida boa por esta estrada e se quiserem ir por outras têm de ir dar a volta aos quintos dos infernos... depois de interrogarmos uma data de gente, presidente da junta e ex-presidente da junta incluídos, lá se conclui que às 18h as obras teriam terminado por esse dia a estrada seria aberta... como eram 17:45h resolvemos esperar... esperar... esperar... ainda avançámos numa de "se calhar eles esqueceram-se de tirar o sinal de trânsito proibido!" e... claro que esperámos na mesma mas mais acima... até que, "raisparta masé, (adivinhem quem disse isto!) vamos é para o sunset da tasca da aldeia e depois, outro dia, quando as obras terminarem de vez, vamos beber a bebidinha boa!"... a assim foi!

Lá chegámos à tasca que, por sinal, estava a fechar mas "nós" abrimos para o nosso sunset!

Já quase a passar da hora do sunset de minis na tasca da aldeia, onde só se vendem minis e copos de três, estávamos nós em pleno convívio, a tentar perceber de quem era a vez de pagar a rodada, quando ouvimos um - Aaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!... seguido de um Pum!!!... e diz um primo, na maior das calmas, "O homem caiu da bicicleta!... mas como é que o homem caiu da bicicleta?!", mão no queixo e analisa profundamente a situação... não do homem mas de como é que ele havia caído ali... e eu, "raisparta, caneco! O homem está ali estendido!"... saio, pego no telemóvel para ligar para o 112, ligo, o primo que entretanto havia saído do seu estado zen salta a cerca e vai para o pé do homem (o homem havia caído de uma altura de 3 metros, de cabeça e costas no chão e ali estava estendido)...

Cá fora era todo um acontecimento... um filme do Tarantino ao vivo e a cores... visto de fora:

- Primo que estava atónito, meio zen, meio incrédulo, acorda para a vida e socorre o homem... fica com ele até chegar a ambulância;
- Eu, saco do telemóvel e ligo o 112, falo com o senhores que enviam uma ambulância;
- Aspirante mais velha estava meia gaga, vinha atrás do homem que caiu da bicicleta e viu tudo;
- Marquês, que tinha ido a casa assiste a tudo em directo e a cores pois estava a chegar no exacto momento em que o homem cai;
- 3 pessoas estão numa varanda, com vista privilegiada, a dar palpites sobre o tema;
- A figura típica da aldeia, aquele que ou está bêbado ou está muito bêbado, aparece vinda do nada e não para de dizer: - Ai, que o homem está com a cabeça toda moídinha!!!... Ai, que o homem está com a cabeça toda moídinha!!!... Ai, que o homem está com a cabeça toda moídinha!!!... em loop!!!;
- Eu, oh homem, cale-se... o sujeito está acordado e a ouvir tudo! Não está nada com a cabeça moídinha!... - Ele, "Ai não?!?... ai não está?!... Ai, que o homem está com a cabeça toda moídinha!!!..." ;
- Prima, que tudo viu e ficou em estado de choque, fuma cigarros atrás de cigarros e diz, "oh pá! oh pá!... comé que o homem cai dali?!...";
- Homem estendido no chão!... lá vai falando com o primo, liga para a família e espera pela ambulância... o homem nem sequer era da aldeia mas sim de Lisboa;
- Das 3 pessoas na varanda uma desce para tomar conta da ocorrência, e dar palpites, claro!;
- Pessoas chegam de todos os sítios para tomarem conta da ocorrência;
- Ai, que o homem está com a cabeça toda moídinha!!!
- Outra prima (ali somos todos primos, bale?) chega, vestida de branco, calça uma luvas de látex e vai tomar conta da ocorrência para junto do homem... homem pensa que ela é médica pois está de branco e tem umas luvas de látex calçadas... são as luvas que ela usa para a Refood... ... Don´t ask... 
- Pessoas chegam aos magotes... eu vou pedindo, tirem daqui os carros pois a ambulância está a chegar;
- A Ambulância chega! Leva o homem para o hospital, a bicicleta fica guardada na tasca da aldeia;
- Homem está bem! No dia seguinte foi à tasca da aldeia buscar a bicicleta e agradecer a todos... principalmente à prima que estava vestida de branco e tinha calçadas as luvas da Refood... a quem acartou com a bicicleta, a quem lhe guardou os pertences, a quem ligou para o 112, a quem lhe deu água... nada!!! Raisparta!... temos de começar a andar com luvas de látex na mala, masé!;
- Vês, como o homem não estava com a cabeça todo moídinha...; Pois não! Ainda bem!!! Mas ele podia ter ficado com a cabeça toda moídinha!!!

Atão, mas o homem ia na bisga para cair assim, não? Devia vir de lá de cima largado e não fez a curva, não? Ou então teve um avc em pleno andamento, foi isso? Andava a treinar para as corridas de BTT e vinha largado pela serra abaixo, certo?...

Não, pessoas da minha vida! Nada disso! O homem estava parado a ver o andamento de uma obra que ali está a ser feita e desequilibrou-se... pumbas! Caiu!!!... por isso, quem viu estava em estado de choque sem perceber coméqueohometinhacaido, caneco!...

Marquesa a salvar vidas desde o Verão de 2019!!!... Quéeeee?!?!... eu liguei para o 112, catano!

Ps: Se nós (Eu, Marquês, Real cunhada e Real prima... que ainda não deve ter recuperado do susto de ver o homem cair...) não tivéssemos desistido de ir à outra terra beber a bebidinha boa, o homem só seria encontrado no dia seguinte! Sim, nós (eu, mais concretamente!) salvamos vidas!... mas não!!! A prima das luvas de látex da Refood é que leva os agradecimentos! Raisparta!... Não estou nada ressabiada!... parvos! 

Um post sem dizer absolutamente NADA!

Ai senhores que eu ao longe ouço as vossas súplicas, as vossas lágrimas de desespero... nem à praia conseguem ir... arrastam-se por aí, amorfos, sem vida... em total desespero... errrrrrr... não?!?... nada disso!?... têm até estado muito bem, e felizes e tudo... cantam alegremente pelo mundo, saltitam pelas areias douradas da praia em puro deleite?!?!... traidores, masé!...

Bem, vamos ao que interessa que já vi que não sentiram a minha falta... vou chorar! Já volto!....
.
.
.
.
Pronto! Voltei!...
Mas eu tive saudades vossas! Verdade, verdadeira! Saudades daquelas que me fazem querer, cada vez mais, ter um portátil, para vir aqui mais amiúde! Já não vinha aqui há quase 1 mês!!! Chiça penico! Talvez já nem se lembrem de mim... que isto da vida virtual acontece a uma velocidade diferente da vida real... 1 mês em tempo virtual equivale a práí 10 anos, maisómenos!!!... vocês já nem sabem quem sou eu, é o que é! Por isso é que não tiveram saudades!...

Quem me segue no Instagram sabe bem que estive a banhos... é verdade! Já não ia à praia há tanto tempo que no primeiro dia até gostei de lá estar! True story!!!.... eu sei que é incrível, houve até quem me perguntasse no Instagram se aquilo que ali se via era areia, não foi Anita?!.... pois que era! Areia daquelas que se enfia em todos os buracos existentes e inexistentes do nosso corpo, daquela que cola, que queima, que é desconfortável... bléeeaaachhhh... não sei como o povo gosta daquilo, catano!!! 

Pois que tive saudades vossas... eu sou daquelas que nunca será uma influencer... raisparta!... eu respeito muito as férias e sou-lhes totalmente fiel! Se é para estar de férias não é para estar a publicar cenas e coiso... e depois sinto-me sempre completamente ridícula em estar de telemóvel em punho a fotografar cenas várias e diversas... sou um caso perdido! 

*este é um post sobre como escrever um texto, cheio de linhas e palavras, pontuação e espaçamentos, sem dizer absolutamente NADA!, caneco!*

Então... vamos a contas.. um carro, 2 aifones e um quê?!....

Então pessoas giras, gostaram do meu post sobre o carro e os telemóveis, não foi?... E ainda pensaram, "bolas, coitada da Marquesa! Carro avariado, férias lixadas, dois telemóveis estilhaçados partidos... despesas e mais despesas... o que vale é que há o subsídio de férias...". "Ahhahhahhahahahahahhahahahahhahahahhaha!!!!". Mas que raio é isso, minha gente?! Subsídio de quê?... Aqui no palácio isso não existe, com muita pena nossa. A malta trabalha por conta própria e como tal subsídio não consta... por isso foram só despesas mesmo! Quer-se dizer... os telemóveis ainda não deram despesa porque eu e o Marquês estamos a pensar lançar uma tendência... estamos a gostar bastante de ter celofane nos telemóveis. Pelo menos não se dá aquela confusão típica nos jantares de amigos, ai este telemóvel é o teu ou o meu? Se quiserem, amigos, é só dizerem que nós tratamos da saúde aos vossos telemóveis e colocamos celofane e tudo! Última moda em Marvila!

Bem, mas após este cenário vocês pensaram: "Bem, antes o carro e dois Iphones - Sim, ser um Iphone tem mais impacto do que ser um Nokia 3310 (quem tem menos de 35 anos vá ao Google para saber o que é) - do que uma perna partida ou um dente partido..." Ups... Pára tudo, meujamigos!... Stop!.. Perna partida não houve! Não agoirem!... já quanto ao dente... é! A vossa Marquesa ficou assim ! Mas linda na mesma!

Último dia no Alentejo, ao jantar: "Fónix, pá! Chiça! Catano! M***rda!!!". Como vêem o livro zen que a minha mãe me emprestou está a funcionar bem! "Catano, parti um dente!". Não foi preciso dizer qual dente... toda a gente viu! Um dente de baixo, da frente. Espectáculo! Se é para partir um dente que seja em grande. Agora um dente lá de trás, que ninguém vê, que nunca ninguém iria saber partido... nã... aqui a Marquesa se parte é para partir! 

Vai daí que viemos de volta ao nosso burgo logo pela manhã a caminho do dentista (que eu tinha cancelado 2 dias antes para não ter de vir mais cedo das férias... Karma!!!). Pronto! Já tenho um dente novo, provisório, e menos uma pipa de massa no bolso! 

Isto tudo somadinho e tinha dado umas belas férias no nosso Algarve de sempre!... relembro-vos que este ano não fomos porque não tínhamos dinheiro! Mais vale gastá-lo em coisas boas, minha gente! Vão por mim!

O carro saiu do internamento... já os Aifones....

Todos com palpitações e achaques nervosos por nada saberem de vossa Marquesa vai pra lá de uns dias, certo? Nada temam, voltei! Ou melhor, tenho andado sempre por aqui a ler-vos.

Então e a cena do carro e as mini-mini-férias no Alentejo?... Perguntam vocês em ânsias. Eu respondo:

O carro lá ficou fino ao fim de 2, penosas, semanas de internamento. Teve alta há 1 semana... depois de muito ponderarmos, de termos feito cálculos matemáticos bastante precisos, de termos feito um refendo, um estudo sociológico e tudo e tudo (tudo menos verificado o estado do tempo, ó caraças...) lá resolvemos ir todos juntos, menos a diaba que foi para o seu campo de férias, por aí fora até ao Alentejo (onde ficámos 2 dias depois tivemos de vir trabalhar 2 dias e voltámos mais 3 dias para dormir e comer e trazer de volta as aspirantes que tinham lá ficado com os avós).

Ai que fixe!!! Então carro pronto e mini férias no Alentejo, que maravilha... Mas depois acontece isto:

IMG_3072.JPG

É, isto é mesmo o que parece! Um Aifone, completamente partido (e "colado" com película aderente para não se desfazer todo e eu não me cortar)... Cai ao chão e eu ouço.... trásssss... e digo: Já está!... depois levei as mão ao dito telemóvel, pousei-o e levei as mãos à cabeça e assim fiquei, incrédula, atónita, chocada por tempo indeterminado (ainda estou!... esta vai ser de difícil recuperação)... mas a minha mãezinha tinha-me emprestado um livro para ler, para a malta aprender a relativizar as cenas e a não dar importância àquilo que não tem muita importância (o pior é que tem, caraças) e eu resolvi colocar os ensinamentos em prática, não chorei, não gritei, respirei fundo e, resignada, fui buscar a película aderente... e a vida seguia calma pelo Alentejo, com um frio do catano (só fomos à praia 2 vezes e ambas de apenas 1 hora e só mesmo para não dizermos que não tínhamos ido... parecia mal!), e eu zen a aceitar que o meu querido Aifone estava aleijado, e antes isso do que dois Aifones assim....

IMG_3073.JPG
Protantus, é isto!... a modos que não tenho mais a dizer... a não ser, raisparta, ó caraças, f****d***-se!!!

Ps: Conclusão: o Marquês é uma pessoa solidária... 

 

 

Um brinde ao carro! Cheers!

O sacana do carro está na oficina vai pra lá de uma eternidade! Para vos ser mais exacta, o sacana do carro está na oficina há 10 dias! 10 dias! As coisas quando têm de correr menos bem, correm sempre mal. Há que dizê-lo com toda a frontalidade, chiça!

Pois que este ano não contava ter férias, a não ser uma ida rápida ao Alentejo visitar a minha mãe que vive por lá e uma ida à terra dos meus sogros. Ora quando é que eu ia visitar a minha mãe, quando?... vá, pensem lá um bocadinho, não sejam preguiçosos... não é difícil! Eu dou-vos uma pista... no próximo dia do Senhor... acertaram! Palmas para todos!!! Yeaahhhh!!! No Domingo a família dos marqueses estava a preparar-se para abalar para o Alentejo para passar uns 4 dias de férias! E o que é que o mecânico me disse agora mesmo?... ainda não recuperei do choque, senhores!... ainda estou sobre o efeito emocional da notícia, caraças!... o mecânico disse-me que não sabia quando o carro estaria pronto! Assim, sem mais nem menos... assim, sem preparar uma pessoa... assim, sem antes me pedir que me sente... assim, sem uma anestesia... O mecânico que, sim é de confiança, conheço-o desde que nasci e é amigo da família (foi ao meu casamento e tudo! Nunca se sabe quando podemos precisar de um mecânico e Marquesa prevenida vale por duas) está à espera de uma peça que não sabe quando chega, mas que não acredita que venha amanhã!

"Ah! Mas não faz mal Marquesa, vais depois!". Não vou! Depois não consigo ir. Ou era esta semana ou este Verão já não vai dar. E toda-a-gente-sabe-que a Costa Alentejana é boa é no Verão. Apesar do conceito Verão (sim, o Verão deixou de ser uma Estação do Ano para ser um conceito. Um conceito é algo que é sempre discutível, depende sempre de uma opinião. Portanto, há quem considere que é Verão e há quem considere que não é Verão...) ser algo discutível por estas alturas.

Agora não sei se chore, se cometa um assassinato, ou se beba vinho... Assim como assim acho que o vinho é capaz de não aleijar ninguém e não deixa os olhos tão inchados. Olha, vai vinho mesmo! O Marquês já foi ao supermercado tratar do tema e hoje há vinho, queijos, morangos com chocolate quente, e sopa também, para a malta!*

Um brinde ao carro, à peça, ao mecânico e aos tipos-que-não-sei-quem-são-mas-nunca-mais-enviam-a-porra-da-peça! Cheers!!!

*Sosseguem! Não precisam de chamar a CPCJ, as aspirantes vão beber água e não vinho. O vinho é só para nós!