Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Marquesa de Marvila

Aqui não se aprende nada... Lêem-se coisas escritas por mim, parvoíces na maioria das vezes mas sempre, sempre verdades absolutas (pelo menos para mim).

Talvez eu seja só infeliz...

Estou sem a mais pálida ideia sobre o que escrever... há dias assim! O pior é que os meus têm sido maioritariamente assim... Se eu já sou rainha da procrastinação, desde há uns meses a esta parte tornei-me proprietária da mesma. Ao ponto de ela comandar a minha vida, raisparta! De me atrofiar os movimentos, de me lixar mesmo a vida. Sou menina para, neste fase, estar o dia inteiro sem fazer nada! Nada de nada!... o pior é que o meu trabalho depende de mim, não posso meter baixa, não posso parar... sem o meu trabalho não há dinheiro. É simples! Mas não quero que seja!

Estou num momento em que era bem capaz de me enfiar num buraco (Confortável, claro!, pensam o quê? Que uma Marquesa de enfia num buraco qualquer, não?) e por lá ficar até me apetecer... era isso e ser rica! Eu era menina para viver de rendimentos! Não me aborrecia nada!

Sabem uma coisa? Odeio trabalhar! Mesmo! A cena de que o trabalho traz dignidade, que faz bem à alma, que quem trabalha é forte e rijo... tretas, masé! Tretas inventadas por malta que quer viver dos rendimentos e ver os outros a trabalhar! Eu era pessoa para fazer parte dessa malta! Juro! Há lá coisa melhor do que não ter problemas financeiros, viver dos rendimentos e não fazer nadica de nada?!... ai, sonho de vida!

Não, não tenho vergonha nenhuma de dizer que não gosto de trabalhar! Que a minha dignidade vem de sítios bem mais profundos e puros do que a labuta, que não sou melhor nem mais forte por trabalhar, nem sinto minimamente que a minha alma se sinta melhor pelo trabalho... antes pelo contrário! A minha alma odeia trabalhar e exige que jamais voltem a usar o seu nome em prol do trabalho!

Tenho alma de rica, de pessoa que é feliz a fazer coisas que gosta e não, o sacrifício não é bom para ninguém, ainda menos para a alma! E se for, que seja o sacrifício de botar o nariz de fora da janela, em dia de ir à praia e o dia não estar de feição mas ir na mesma... fazer esse sacrifício! Ou aquele em que nos vamos banhar no azul do oceano com temperatura da água abaixo de 25º... mais que isso é esforço, é tortura, são maus tratos... não há história de uma alma feliz a sofrer destes 3.

Ahhhhh.... mas oh Marquesa, isso também eu! Isso todos queremos! 

Boa! Fixe para vocês! Então assumam! Deixem-se de merdas de que o trabalho faz bem à alma e o camandro!... não faz! Há malta feliz a trabalhar?!... bom para eles! Fixe! Mas há malta feliz a não fazer nada! E eu quero fazer parte deste segundo grupo!

Se trabalho? Sim, que remédio! Faço parte do grupo, gigante e triste, por sinal, da malta que tem de trabalhar para comer e pagar contas!... quem foi o inteligente que achou que isto era boa ideia, catano?... f*"#d#$&a-se!!! A sério?!... acham mesmo normal uma pessoa viver a vida inteira para pagar contas? Acham mesmo que este deve ser o nosso propósito de vida?... Eu quero uma vida mais interessante que isto! Eu quero ter dinheiro a divertir-me, a curtir a vida, preferencialmente a não fazer nada!

Talvez, afinal, eu não seja procrastinadora... talvez eu seja profundamente infeliz com esta minha vida de pagadora de contas!... Talvez eu não queira mesmo isto para a minha vida!... 

Acho que vou ter de refletir bem sobre este tema!... 

Talvez eu seja infeliz!...

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.